Início do conteúdo

Estude no IFRS


Acesse o site do Processo Seletivo IFRS 2018/1

Para ingressar em um dos cursos do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), é preciso passar por processo de seleção, o qual pode se configurar de diferentes formatos, conforme o nível do curso. Nesta página, estão disponíveis informações sobre como fazer para estudar no IFRS.

É importante lembrar que as informações, orientações e datas de cada processo de seleção são publicadas em um documento chamado de edital. Os candidatos precisam ler o edital com atenção.

 

Infográfico explicando as formas de ingressar no IFRS por nível de Curso

Conheça as modalidades de cursos técnicos e de graduação oferecidos:

Técnicos integrados ao ensino médio – permite a formação de Ensino Médio e técnica profissional simultaneamente.

Técnicos concomitantes ao ensino médio – formação técnica profissional para os alunos que estão cursando o Ensino Médio e desejam complementar a formação.

Técnicos subsequentes ao ensino médio – formação técnica profissional para os alunos que já concluíram o Ensino Médio.

Superiores de tecnologia – cursos superiores cuja vocação é atender a demandas específicas do mercado de trabalho. Quem conclui é profissional de nível superior, denominado tecnólogo.

Bacharelados – cursos superiores que formam para atuar de forma mais ampla no mercado.

Licenciaturas – cursos superiores indicados para quem quer atuar como professor de Ensino Fundamental e Médio, com disciplinas ligadas à didática, psicologia e pedagogia.

 

 

Saiba mais:

Processo seletivo para ingresso em cursos técnicos e de graduação

Para estudar em um dos cursos técnicos ou de graduação ofertados pelo IFRS, é preciso ser aprovado em processo seletivo, que é ofertado em dois períodos do ano, para ingresso no primeiro e no segundo semestre*. O candidato deve fazer a inscrição no período determinado e:

a) Para cursos técnicos integrados ou concomitantes ao ensino médio, realizar uma prova.

b) No caso dos cursos técnicos subsequentes ao ensino médio e dos superiores, pode optar por:

I – utilizar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como critério para classificação;

II – realizar uma prova;

III – concorrer nas duas modalidades: prova e nota do Enem.

As informações dos Processos seletivos são publicadas no site de ingresso

* Alguns campi participam de um processo seletivo anualmente

 

Transferência

O estudante regularmente matriculado que pretende trocar de curso, de campus ou mesmo de instituição de ensino pode solicitar transferência. As transferências são aceitas somente para cursos no mesmo nível e modalidade e mediante a existência de vagas.

Os processos de transferência deverão ser encaminhados à Coordenadoria de Registros Acadêmicos, ou equivalente, do campus de destino. Para cursos técnicos integrados ou concomitantes, a solicitação pode ser feita a qualquer tempo. Para cursos técnicos na modalidade subsequente e para cursos superiores, deverão ser observados os prazos estabelecidos no calendário acadêmico.

 

Ingresso de diplomados

Quem tem diploma de curso superior ou de curso técnico de nível médio subsequente pode solicitar matrícula nos cursos do IFRS. Os pedidos serão atendidos caso existam vagas após a conclusão dos processos de transferência.

Para os que possuem diploma de curso de graduação, é possível solicitar ingresso no mesmo nível de ensino ou nos cursos técnicos de nível médio subsequente. Quem tem diploma de curso técnico de nível médio subsequente pode solicitar apenas para cursos do mesmo nível e forma (ou seja, técnicos de nível médio subsequente).

O processo deverá ser encaminhado junto à Coordenadoria de Registros Acadêmicos do campus, ou equivalente, observados os prazos estabelecidos no calendário acadêmico e/ou em editais.

 

> Mais informações podem ser consultadas na Organização Didática do IFRS

 

Sistema de cotas do Processo Seletivo para cursos técnicos e de graduação

Fluxograma explicando como funciona o Sistema de Cotas no IFRS

Fim do conteúdo