Início do conteúdo

Publicações IFRS


O Setor de Publicações do IFRS contou com a contribuição de servidores em suas áreas de especialidades que atuaram como pareceristas ad hoc de produtos bibliográficos. Agradecemos aos avaliadores pela disponibilidade e colaboração em realizar esta tarefa que tanto qualifica nossas publicações.

NOMINATA DE AVALIADORES AD HOC DO SETOR DE PUBLICAÇÕES DO IFRS

 

Inclui livros submetidas aos Editais do IFRS de auxilio a publicação de produtos bibliográficos.

2022

Este manual é resultado do Projeto de Extensão "Análise dos rótulos de estabelecimentos cadastrados no Programa de Agroindústria Familiar do Município de Bento Gonçalves, o intuito do manual é servir como um recurso na identificação dos itens obrigatórios, por legislação, para a elaboração dos rótulos, desenvolver a rotulagem de alimentos com os itens previstos em legislação garante a defesa do consumidor, assim como a presença das informações necessárias para a escolha dos produtos a serem consumidos.

Manual para elaboração de rotulagem de alimentos embalados e bebidas para agroindústrias familiares de Bento Gonçalves

100 de Lutas : a história dos metalúrgicos de Caxias do Sul

 

 

Os textos deste livro correspondem ao segundo e último volume de uma obra maior, elaborada de maneira coordenada entre o Programa Institucional de Residência Pedagógica (RP) e o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), ambos desenvolvidos juntos aos cursos de Licenciatura do IFRS.

Percepções sobre a formação de professores no contexto pandêmico

A crescente busca por maior qualidade de vida despertou o interesse da população nos cuidados com a alimentação e a saúde. Além do aumento do consumo de hortaliças, condimentos e plantas medicinais in natura, observa-se também considerável crescimento na busca por maior contato com a natureza. o número de plantas que fazem parte da saúde alimentar é extenso, e muitas vezes passa despercebido aos nossos olhos, como é o caso das PANC (plantas alimentícias não convencionais). O presente manual tem por objetivo estimular o cultivo de hortas em pequenos espaços, tanto no ambiente doméstico, como profissional e escolar através de conhecimentos básicos que auxiliarão nas etapas de implantação, condução e manutenção de hortas. Além de aproveitar espaços vzios (como varandas, corredores, sacadas e quintais), com cuidados diários é possível colher hortaliças, plantas medicinais, aromáticas, condimentares e PANC de qualidade, promovendo o consumo de alimentos frescos e saudáveis, além de uma maior interação com as plantas.

Guia de cultivos em pequenos espaços: hortaliças, plantas medicinais, aromáticas, condimentares e PANC

A importância desta publicação é justamente apresentar essas tenções, trazê-las numa antologia que possibilite a leitura no seu conjunto. Se é certo que existem diferentes antologias das cantigas trovadorescas galego-portuguesas, é certo também que não se encontra com facilidade uma antologia específica das tenções. Sem dúvida, a leitura desse conjunto permitirá que se descubram outras tantas relações.

Cantigas dos trovadores medievais no português contemporâneo

Esta obra aborda o projeto Desvendando Porto Alegre: concurso fotográfico sobre os patrimônios cultural e natural do município, desenvolvido pelo Grupo PET (Programa de Educação Tutorial) Conexões – Gestão Ambiental, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), Campus Porto Alegre. O projeto foi idealizado a partir da percepção de que há uma necessidade de melhor compreendermos que somos parte do ambiente em que vivemos, e que, de forma coletiva, estamos inseridos no contexto histórico e cultural do nosso bairro, cidade e país. O projeto pressupõe que a ausência dessa compreensão torna a preservação e conservação dos patrimônios, sejam eles culturais ou naturais, um desafio a ser enfrentado. Desta forma, buscou estimular a memória e o pertencimento de cada indivíduo, a partir de um concurso fotográfico com imagens autorais dos patrimônios do município de Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

Desvendando os patrimônios Cultural e Natural de Porto Alegre

Caleidoscópio educacional : novos olhares para as políticas, práticas e diversidades na contemporaneidade

Esse livro, assim como sugere seu título Política educacional e gestão da educação na cultura digital foi pensado a partir do contexto desse atendimento às demandas que o ecossistema escolar apresenta aos responsáveis da gestão escolar e das pesquisas realizadas no grupo de pesquisa “Educação, Inovação e Trabalho” do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Porto Alegre na linha de “Práxis Educativa na sociedade digital”.

Política Educacional e Gestão da Educação na Cultura Digital

Este livro é um encontro do que não se espera e daquelas/es que não esperam. Percorrê-lo permite-nos reconhecer a práxis que se inscreve na leitura do mundo, precedente da leitura das palavras, mobiliza-nos enquanto seres humanos inacabados, convocando-nos ao ímpeto da busca constante, do que Paulo Freire (2004, p. 72) define como um condimento indispensável à experiência histórica: a esperança, a esperança que não espera.

Estudos sobre a educação básica e profissional: reflexões, práticas e desafios

O presente livro, Atmosfera STEAM na Escola Básica: um processo colaborativo entre teoria e prática, organizado pelos professores Aline Silva de Bona, Edson Fabrício Dias da Silva, Magna da Gloria Silva Lameiro e Marla Heckler, originou-se a partir da participação dos três últimos professores do Rio Grande do Sul (RS), no programa STEAM TechCamp Brasil, uma proposição da Embaixada dos EUA no Brasil em parceria com o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI- -TEC) e apoio da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP).

Atmosfera STEAM na escola básica: um processo colaborativo entre teoria e prática

A produção da arte cerâmica contemporânea tem se mostrado e se destacado pelo caráter estético, social e histórico que reverbera. O catálogo Mais ao Sul se propôs a reconhecer e a colocar em visibilidade o que tem sido produzido na arte cerâmica sul brasileira, e traz um recorte observando aspectos que perpassam a produção artística. Assim, este catálogo contribui para a divulgação, valorização e fortalecimento do potencial artístico, pedagógico e cultural da arte cerâmica como conhecimento.

Mais ao sul : um recorte da arte cerâmica no sul do Brasil

 

Os diálogos entre História e Literatura vêm ganhando cada vez mais espaço entre historiadores, literatos e demais estudiosos sobre o tema. As pesquisas são demonstrativas não apenas dessas incursões, como revelam novas perspectivas e objetos que fazem com que esses diálogos tornem-se mais alargados e profícuos. Sob essa perspectiva, nasceu a proposta desta publicação com o objetivo de somar esforços junto àqueles que se ocupam de estudar as relações possíveis entre História e Literatura. Os resultados são frutos de dissertações, teses e projetos de pesquisa desenvolvidos nos últimos anos que apontam para a relevância e a atualidade do tema.

História e literatura: relações possíveis

 

Esta obra, “Desafios do ensino em tempos de pandemia: um olhar sobre a prática (de iniciação) docente no Pibid IFRS”, é um primeiro volume de uma coleção de dois livros que contemplam o relato de algumas práticas desenvolvidas no decorrer dos Programas de Iniciação à Docência e de Residência Pedagógica no âmbito do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), nos anos de 2020 a 2022.

Desafios do ensino em tempos de pandemia: um olhar sobre a prática (de iniciação) docente no Pibid IFRS

A ciência é para todos e não tem pré-requisitos de idade ou condição acadêmica. Esta será uma das evidentes percepções que os leitores dessa obra terão nessa extraordinária coletânea de capítulos que abordam temas variados, elaborados a muitos dedos a partir de dedicados trabalhos de pesquisa, propostos, pensados e desenvolvidos por jovens pesquisadores, e que na condição de estudantes ingressantes do Curso Técnico em Meio Ambiente integrado ao Ensino Médio do Campus Bento Gonçalves do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, tinham a necessidade de construir um projeto de pesquisa e conclui-la, como requisito da disciplina de Metodologia Científica.

Iniciação científica no ensino médio : pesquisas e experiências

Este livro é uma celebração: nas suas páginas o/a leitor/a poderá percorrer uma história baseada em valores que atualmente parecem tão distantes da sociedade brasileira: afeto, respeito, fraternidade, liberdade de ser e de criar em um ambiente de acolhimento e amorosidade. O Núcleo de Estudos e Pesquisas em Gênero e Sexualidade do campus Bento Gonçalves (NEPGS BG) nasce daquilo que é mais caro à quem trabalha com educação: o protagonismo de jovens que sonham e procuram meios de lutar por um mundo mais justo.

Gênero e diversidade no ambiente escolar

A concretização do terceiro volume do grandioso produto bibliográfico “Humanidades: reflexões e ações” é o reflexo do quanto o Núcleo de Integração do Ensino, Pesquisa e Extensão em Ciências Humanas (NIEPECH) do Campus Bento Gonçalves se fortaleceu nos últimos anos, evidenciando a competência dos servidores que nele estão envolvidos e que tanto se dedicam para que temas imprescindíveis para a evolução de nossa sociedade sejam trazidos para o contexto acadêmico. O engajamento de alunos em projetos de ensino, pesquisa e extensão da área das Ciências Humanas, e que são retratados neste volume, contribui para a formação de seus sensos críticos, visando, muito além de sua formação integral, a constituição de uma sociedade mais igualitária e justa. Neste contexto, o livro deixa evidente o quanto o investimento nas três esferas que regem o IFRS: ensino, pesquisa e extensão, é necessário por permitir que oportunidades sejam criadas e sonhos sejam concretizados. Tenho a certeza que as ações perenes do NIEPECH contribuirão cada vez mais para que Campus Bento Gonçalves seja referência nos diferentes âmbitos do conhecimento, sendo estas eternizadas em volumes do “Humanidades: reflexões e ações”.

Humanidades : reflexões e ações – volume 3

A compilação de textos aqui presentes, realizada justamente no ano do centenário da Semana de Arte Moderna e do Bicentenário da Independência, provoca-nos a refletir sobre o legado artístico-cultural brasileiro na contemporaneidade. Revisita artistas que contemplam diferentes linguagens, mas que, enquanto ponto em comum, questionam, provocam, instigando-nos, como diz Vitor Ramil, a aprender a ver, em um processo permanente de seleção e deglutição, assimilação e crítica. A trilha pelo caminho das artes, sejam literárias, musicais, visuais, cênicas, cinematográficas, proporciona novos olhares sobre a vida, interseccionando local e global, para extrair uma profunda percepção do mundo e do ser. Assim, os textos selecionados para a presente publicação intencionam agir como pequenas portas e janelas, pelas quais conseguimos ver o mudo sob diferentes perspectivas de representação. São textos modestos, de caráter introdutório, sempre breves e destituídos da linguagem e do padrão acadêmico. Que eles possam, de alguma forma, servir como o que Virginia Woolf chama de iluminações, fósforos acesos na escuridão, possibilitando a leitores, independentemente de sua experiência cultural e de seus conhecimentos prévios, um ponto de partida para suas incursões no território das artes.

Literatura & outras artes em evidência

Os poemas arrolados nessa segunda coletânea de haikais foram escritos em 2021 e no início de 2022 pelos alunos dos 2ºs anos dos Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio em Administração, Desenvolvimento de Sistemas e Eletrônica, dos respectivos anos, na disciplina de Língua Portuguesa e Literatura 2. Para além de um retrato do espaço-tempo representado por cada sujeito, a poesia Haikai transcende as páginas desse livro e reverbera muitos outros tempos e espaços ressignificando lugares, pessoas, sensações, enfim, experiências que passam a ser eternizadas através da arte literária. Sendo assim, pensar um locus para o Haikai como um espaço de resgate da memória do sujeito com vistas à reelaboração das cicatrizes de um passado doloroso a partir do exercício da escrita é uma das formas de lidarmos e externarmos os fantasmas que, muitas vezes, teimam em nos assombrar.

Haikaitopia: travessias pela poesia japonesa

2021

O livro  tem como propósito proporcionar uma fonte com diversos estudos desenvolvidos por pesquisadores conceituados na área de MDE, muitos dos quais apoiaram o surgimento deste campo de pesquisa, e apresentar por meio da visão destes pesquisadores como este campo tem evoluído desde o seu surgimento, bem como descrever sua consolidação como área de pesquisa e suas perspectivas futuras. Este livro pretende dar suporte a pesquisadores iniciantes que desejam se aprofundar sobre quais são as principais tendências temáticas da MDE nos últimos anos, em outras palavras para quais objetivos ela tem sido empregada; quais as principais técnicas têm sido aplicadas no contexto da MDE, com explicações sobre essas técnicas de forma simples e clara.

Os avanços da mineração de dados educacionais: processo, tendências temáticas e técnicas de mineração

O livro está atrelado a Atividades Investigativas e a uma Metodologia Inovadora e presenteia o leitor com uma leitura inspiradora de estudos com foco no protagonismo do estudante e na combinação de experimentação e criatividade para aprender fazendo. Trata-se de uma coletânea de artigos vinculados ao projeto de pesquisa (Des)pluga, desenvolvido no IFRS, por um grupo de pessoas instigadas pela busca de atividades lúdicas e inovadoras em diversos contextos e disciplinas da Educação Básica. Seu propósito? Compartilhar conhecimentos sobre experiências voltadas para o desenvolvimento da autonomia, do trabalho colaborativo e do Pensamento Computacional em propostas de atividades plugadas ou desplugadas, isto é, com ou sem o uso de tecnologias digitais.

(Des)Pluga: o Pensamento Computacional atrelado a Atividades Investigativas e a uma Metodologia Inovadora

Estudar a História da Educação Matemática à época da imigração italiana permite compreender a forma como os conhecimentos matemáticos foram constituídos nos grupos dos imigrantes, através de novos olhares e novos objetos de pesquisa. Este livro é para pesquisadores, professores e curiosos que se interessem por conhecer aspectos da história da imigração no Rio Grande do Sul, que possui características muito peculiares, e ainda o desejo de que sua leitura potencialize múltiplas formas de se pensar sobre passado e o ensino da matemática escolar em contextos particulares, assim enriquecendo o processo de compreensão das múltiplas facetas que compõem a cultura escolar.

Livros didáticos de aritmética na imigração italiana do RS (1875-1905)

Ao longo do ano de 2020 foi notável o esforço para que o IFRS mantivesse suas atividades, muitas delas adaptadas ao contexto digital, de modo a fortalecer vínculos e reconstruir saberes que sempre caracterizaram a formação integral na Educação Profissional e Tecnológica. Por meio de seus campi, cursos, núcleos, grupos e mesmo iniciativas individuais, o IFRS procurou gerar e compartilhar seus diferentes conhecimentos, conforme suas especificidades e as necessidades regionais demandantes. Desses esforços, foram concebidos desde produtos tecnológicos voltados à proteção dos trabalhadores no enfrentamento da pandemia da Covid-19 até intervenções culturais que contribuíram para aproximar discentes, servidores e comunidade acadêmica e procurar minorar os efeitos psicológicos do distanciamento social, imprescindível para segurança de todos.

Diálogos na pós-graduação do IFRS – Campus Osório: Reflexões sobre a Educação Básica e Profissional

A pandemia da Covid-19 trouxe uma série de novidades ao modo de ser, de estar e de viver de todos nós. O isolamento social, como estratégia sanitária de proteção comunitária, emergiu como necessidade para que nos resguardássemos, e motivou que aprendêssemos, sem preparação prévia, a estar sozinhos e a estudar sozinhos – já que no ensino remoto emergencial os confortáveis papeis de professor e alunos a que estávamos acostumados precisaram ser ressignificados: o professor precisou ser mais criativo e adivinhar formas de se comunicar virtualmente; ao estudante coube entender que o tempo e o espaço passaram a ser outros, e saber movimentar-se nessa nova dimensão virou habilidade salutar!

Ensinar e aprender na pandemia: resistência e esperança

Esta obra surge da necessidade identificada nas disciplinas de prática, desenvolvidas durante o curso de Licenciatura em Matemática do Campus Osório do Instituto Federal do Rio Grande do Sul, nas quais os estudantes precisam desconstruir seus pré-conceitos sobre a Matemática, sobre seu ensino e sobre a docência, para irem gradativamente elaborando novas concepções e convicções sobre como se aprende e se ensina Matemática, qual o papel do professor neste processo e como ele se constitui e se forma professor durante a sua formação.

Laboratório de Ensino de matemática compartilhando práticas na formação de professores

 

Este manual apresenta as operações básicas para modelagem e detalhamento de peças no Onshape, está organizado na forma de perguntas com o objetivo de apresentar um guia para a criação de uma conta educacional, configurações do usuário, operações para modelagem de peças e elaboração de desenho técnico mecânico.

Manual de modelagem e detalhamento de peças no Onshape

A literatura tem o potencial de despertar a imaginação, gerar identificação e instigar discussões, tornando as aulas mais prazerosas e significativas. Apesar disso, pouco se discute sobre como abordar textos literários em aulas de Língua Inglesa. Para lidar com os desafios de explorar textos longos ou com linguagem mais complexa, na primeira parte deste livro discutimos as implicações pedagógicas do uso de graded readers para promover o primeiro contato dos alunos com a literatura estrangeira. Na segunda parte da publicação, analisamos como o ensino de Literaturas de Língua Inglesa é abordado nas coleções do PNLD e desenvolvemos materiais de apoio aos professores que desejam enriquecer suas aulas com textos literários. Nossas reflexões apontam que não só é possível como também é vantajoso abordar textos literários no ensino de inglês, desde que estabelecendo os objetivos e direcionamentos adequados.

Aprender e ensinar inglês com literatura: desafios e possibilidades

A obra Diálogos insurgentes durante a pandemia: educação, diversidades e interseccionalidades que se situa diretamente no contexto pandêmico, não como expectativa, mas como uma realidade materializada nas diferentes formas da tessitura social, que se desdobram não apenas em manifestações diversas, mas também contestadoras de uma visão pretensamente universal de mundo. Este trabalho é resultado de um esforço individual e coletivo de sujeitos inseridos em diferentes contextos educativos formais e não-formais, que ao compartilharem tais experiências buscam inspirar e fomentar a realização de outras e, ao mesmo tempo, promover a reflexão e a problematização dos sentidos e os significados do impacto da pandemia para a vida social nas suas mais variadas dimensões.

Diálogos insurgentes durante a pandemia: educação, diversidade e interseccionalidades

O livro é fruto de uma pesquisa, que teve como bússola o diálogo profícuo e ativo dos seus autores, em exposições de trabalhos: em eventos, palestras, intercâmbios acadêmicos, projetos de interação com as escolas, etc., nos quais pude conhecer melhor a temática e seus autores, profissionais sérios e qualificados, que se mostraram incansáveis na busca do conhecimento e no compartilhamento de saberes. Emerge uma autoconsciência no trabalho bastante sui generis nesse sentido, na medida em que advém de uma vivência, não apenas a partir de leituras teórico-acadêmicas, mas porque se trata de uma experiência, como pilar fundamental, de pessoas que não querem sacrificar sua vida em prol de metas e indicadores tão somente, uma vez que isso é muito pouco para pautar os problemas que enfrentamos hoje no Planeta.

Cuidado de si e autoética: a religação dos saberes docentes na complexidade

Este livro é produto da tese de doutorado defendida pela autora no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGEDU/UFRGS), orientada pela professora Maria Stephanou. Trata-se de um convite para compreender o fenômeno de circulação da literatura de autoajuda voltada à Educação por meio da análise das formas como estudantes de cursos de Pedagogia se relacionam com essas leituras, suas motivações e repercussões. Busca-se provocar nos leitores deste livro a reflexão sobre a urgência da adoção de uma postura crítico-reflexiva com relação às escolhas de leitura de estudantes em cursos de formação docente.

Professores e livros de autoajuda: reflexões sobre práticas de leitura na contemporaneidade

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS apresenta neste livro uma coletânea de publicações da sua comunidade acadêmica que versam sobre os esforços institucionais para a permanência e êxito estudantil. Esta publicação tem como objetivo publicizar parte das ações da instituição para a melhoria das condições de atendimento dos(as) estudantes, seja através do atendimento direto aos(às) mesmos(as), bem como através dos processos institucionais. A sistematização destes trabalhos reunidos nesta obra representa um avanço importante na produção de conhecimento a partir da realidade da instituição, para o seu próprio crescimento.

Permanência e Êxito no IFRS : reflexões e práticas

As pesquisas nos cotidianos têm demonstrado que o desafio do acesso ao currículo assume extrema complexidade quando envolve a ação pedagógica nas distintas áreas curriculares, a partir dos anos finais do Ensino Fundamental e/ou Ensino Médio e/ou articulado à Educação Profissional, tendo como lócus de investigação prioritário as escolas públicas de Educação Básica e os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia.

Cotidianos de Inclusão Escolar na Educação Básica e Profissional: a acessibilidade curricular como diretriz da ação pedagógica

A presente obra analisa o estabelecimento de uma sociedade católica e escravista no extremo sul do Império brasileiro, desde as primeiras décadas do século XIX até 1871, ano da promulgação da Lei do Ventre Livre. O recorte espacial circunscreve-se à região da Campanha, principal produtora de gado do Brasil de então, produção esta que tinha como destino as charqueadas pelotenses que, por sua vez, abasteciam as plantations do norte e sudeste e o mercado exterior. Mais precisamente, o foco recai sobre o município de Bagé, um dos mais importantes da região. O principal objetivo foi averiguar a produção da hierarquia social através, especialmente, da possibilidade de mobilidade social aberta a escravos (tanto intra, quanto para fora do cativeiro) e a libertos (notadamente, a inserção social e econômica dos mesmos e a possibilidade de tornarem-se senhores de escravos).

A produção da diferença : escravidão e desigualdade social ao sul do Império brasileiro (c.1820 – 1870)

Esta obra, intitulada “Terminologias recomendadas para uma educação mais inclusiva”, se apresenta como um potente subsídio, ao trazer informações relevantes e necessárias acerca dos termos adequados quando o assunto recai sobre os conceitos e a terminologia utilizada no contexto da educação inclusiva. Ao nos brindar com uma linguagem clara, simples e objetiva, o autor já mostra, na prática, como implementar um importante conceito de qualidade de uso: a comunicabilidade, ou seja: o “comunicar” a todos/as os/as leitores/as, de forma que diferentes perfis compreendam o que está sendo apresentado.

Terminologias recomendadas para uma educação mais inclusiva

A fabricação digital tem se destacado, nos últimos tempos, como uma estratégia que pode transformar a sala de aula em um espaço mais inovador, que possibilite o ensino e a aprendizagem centrada no aluno, possibilitando uma educação emancipadora. Visando incentivar mais professores a aderirem a estas possibilidades trazidas pela fabricação digital, os docentes e autores desta obra propuseram sistematizar um livro que permita ao leitor refletir sobre o movimento maker, a aprendizagem criativa e a fabricação digital no contexto educacional.

Fabricação digital em espaços criativos educacionais

A proposta de organização da coletânea está centrada na exposição de pesquisas, experiências e resultados de ações relacionadas à compreensão das múltiplas perspectivas de formação de professores e exercício de dinâmicas didáticas na educação profissional e tecnológica no Brasil, entendendo que essas são essencialmente diferentes dos departamentos universitários em suas organizações estruturais, o que pode refletir novos caminhos para a atividade formativa na docência e da própria atuação do professor em sala de aula.

Formação de Professores e Didática na Educação Profissional e Tecnológica

A Mostra de Cinema Latino-Americano de Rio Grande surge a partir da Mostra de Cinema OfCine, criada em 2016, para apresentar os curtas-metragens produzidos nas oficinas do projeto de extensão Oficina de Cinema OfCine, desenvolvido pelo grupo de Pesquisa Humanizar o Humano: Arte, corpo, linguagens e meio ambiente no Campus Rio Grande do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS). Essas oficinas têm por objetivo fomentar produções audiovisuais na cidade de Rio Grande por meio do fornecimento de bases teóricas e práticas correspondentes a todos os setores da produção fílmica, numa perspectiva crítica frente à linguagem cinematográfica.

2º Mostra de Cinema Latino-Americano de Rio Grande

Humanidades: reflexões e ações” chega ao seu segundo volume. A iniciativa de organizar e publicar análises e reflexões resultantes de projetos de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidos por docentes e estudantes do Instituto Federal do Rio Grande do Sul – Campus Bento Gonçalves (IFRS-BG) mostrou-se admiravelmente profícua. E certamente renderá muitos outros volumes. Os textos que compõem o presente volume abordam temas ao mesmo tempo variados, mas absolutamente convergentes no que diz respeito a sua pertinência e relevância, estimulando assim o pensamento crítico de leitores, provocando e subsidiando debates, contribuindo sobremaneira para a consolidação das reflexões e ações no campo das humanidades não apenas na comunidade acadêmica do IFRS-BG.

Humanidades : reflexões e ações – volume 2

O presente livro nasce do desejo das organizadoras de materializar as muitas discussões sobre racismo e valorização étnico-racial feitas por pesquisadores e professores e, também, promovidas em encontros pela Assessoria de Relações Étnico-Raciais, pela Assessoria de Ações Afirmativas Inclusivas e Diversidade e pelos Núcleos de Ações Afirmativas do IFRS. Trazemos a contribuição de pesquisadores, especialistas na temática, parceiros externos de universidades e institutos federais e redes de ensino estaduais e municipais. Entendemos ser urgente que a educação, das e para as relações étnico-raciais, e as políticas públicas de ações afirmativas se tornem temas centrais nas reflexões cotidianas do espaço acadêmico e na sociedade como um todo.

Relações étnico-raciais: saberes e visibilidades necessárias

Este não é um livro de Metodologia da Pesquisa, no entanto é. Não é, na medida em que não traz uma descrição teórica de cada tipo de pesquisa, de cada método, suas diferenças e semelhanças. Todavia, é, porque procura mostrar para o leitor a execução prática de alguns métodos.

Abordagens metodológicas aplicadas em pesquisas na informática na educação

O Giro da fechadura é um romance que mistura história e ficção, ambientado em Bento Gonçalves (Rio Grande do Sul) a partir de 1977. Os fatos presentes na obra são baseados em uma vasta pesquisa nos registros do Sindicato dos Empregados no Comércio de Bento Gonçalves, jornais publicados no período e memórias. As fontes são o ponto de partida para contar uma interpretação pessoal da história, com o uso de personagens inteiramente ficcionais.

O giro da fechadura em Bento Gonçalves

 

 

 

2020

Os textos que compõem o "Diálogos insurgentes" procuram colocar vozes diferentes em comunicação. Trata-se de possibilitar a manifestação de olhares não apenas diversos, mas contestadores de uma visão pretensamente universal de mundo. O que podemos aprender com a experiência das mulheres sobre o momento atual? Quais são os conflitos que a pandemia faz eclodir nas comunidades? Quais são os seus efeitos para a qualidade da educação? O que a nossa instituição tem feito diante desse contexto? Essas são algumas questões discutidas ao longo das seções de diálogo. 

Diálogos insurgentes durante a pandemia : vozes para uma educação (trans)formadora

Este livro é um convite para produzirmos encontros com a educação, as artes visuais e a cultura em contínuo processo relacional. As experimentações e vivências compartilhadas sinalizaram o que constitui educadorartistas e sua atuação propositora estético-pedagógica, numa perspectiva intercultural, constituída como um lugar de liberdade para experimentações que podem provocar a criação inventiva, as práticas e a produção de fazeres e saberes com os educandos participadores. São encontros com outros modos de pensar a educação em arte e com aqueles que estiverem dispostos a compartilhar.

Educação propositora : experiências de educadoristas

 

Este material foi pensado para o uso de filmes em um contexto educacional do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, há abaixo uma lista de sugestões sobre como tirar o máximo proveito possível dos filmes usados, para que a experiência dos educadores e estudantes seja instrutiva, emocionante e significativa.

Filmes nacionais no Instituto Federal

 

Esta publicação significa: um entrelaçamento de saberes e de interesses diversos que conseguem convergir pelo objetivo comum de fazer a diferença na vida daqueles de quem temos a oportunidade de interpelar com nosso trabalho, e por quem somos interpelados enquanto exercemos nosso ofício docente. Eis a recursividade, o “não sou se você não é”.

Ensinar e aprender como um processo recursivo : o que temos feito, dialogado e refletido na sala de aula

Este livro buscou propor, de maneira prática, um guia para os primeiros passos no uso da gamificação. A partir da apresentação de conceitos básicos que fundamentam o emprego de elementos de jogos, em especial em projetos de ensino-aprendizagem, a gamificação pode ser introduzida de maneira gradual a fim de promover comportamentos como engajamento, motivação e autorregulação da aprendizagem.

Livro mágico da gamificação

 

Poema oriental, de apenas três versos, originário do Japão feudal, o haikai dialoga com os novos processos contemporâneos cada vez mais rápidos ao primar pela economicidade linguística e concisão formal. Partir do presente para entender o passado é apenas uma das estratégias de aprendizagem utilizadas com vistas a aprimorar a escrita dos alunos dos Cursos Técnicos Integrados do IFRS Campus Canoas.

Haikaizando a cidade / organizado por Sheila Katiane Staudt

O Núcleo de Integração do Ensino, Pesquisa e Extensão em Ciências Humanas (NIEPECH) do campus Bento Gonçalves tem o orgulho de apresentar ao público em geral, e à comunidade acadêmica do IFRS em particular, um conjunto de textos que surgiu como resultado das reflexões produzidas por estudantes, professoras e professores do IFRS - Campus Bento Gonçalves. Todos os textos são de autoria de membros do NIEPECH ou de estudantes e demais docentes ligados aos projetos de pesquisa, ensino e extensão coordenados ou desenvolvidos por esses membros.

Humanidades : reflexões e ações

 

Este manual tem a finalidade de subsidiar a comunidade acadêmica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), no que se refere ao desenvolvimento e à estruturação de trabalhos acadêmicos de acordo com as normas vigentes.

Manual para elaboração de trabalhos acadêmicos

 

Esta obra oferece uma visão ímpar dos temas que povoam as pesquisas atuais em Informática na Educação com a apresentação e discussão de soluções e estratégias para atender às demandas deste novo contexto. A visão oferecida é diferenciada porque combina uma abordagem onde teoria é combinada com a prática. Cada um dos capítulos oferece o resultado de um estudo que envolveu uma revisão bibliográfica atualizada e exemplos de uso destes resultados.

Pesquisas em informática na educação : teorias, práticas e perspectivas

 

Esta é uma obra que nasceu de um sonho coletivo: mostrar a produção científica das mulheres do Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Sertão. Um projeto que teve início a partir de um convite: "vamos escrever?". Com essa pergunta, Leila de Almeida Castillo inspirou todas as colegas servidoras a se juntarem ao projeto e hoje imprimirem seus nomes na publicação.

Praticando conceitos e conceituando práticas : um olhar sobre os processos educativos no IFRS – Campus Sertão

Esse material faz parte de uma pesquisa realizada por professores e alunos do curso de Licenciatura em Matemática do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), Campus Osório. Essa pesquisa está vinculada ao projeto “Práticas Investigativas para a Verdade Matemática no Ensino Médio”, que foi iniciado em 2020 e possui como objetivos principais compreender e analisar possibilidades de incluir demonstrações e provas matemáticas nas aulas da Educação Básica.

Práticas investigativas para a verdade matemática no ensino médio

 

A proposta de tecer essas palavras vem sendo tramada desde o início do ano. Estamos em 2020, século XXI. Mas vivemos uma situação de tempos de outrora, que parecia ser coisa do passado distante, uma pandemia. Esta publicação tem como objetivo mostrar como um grupo de mulheres lideranças femininas de um bairro de periferia de uma grande cidade podem se articular a partir de temas sensíveis à vida dessas mulheres e transformar um grupo em uma rede social em uma singular rede de afeto e apoio mútuo.

Relatos de mulheres em curso : histórias e afetos, direitos humanos e feminismo

O livro trata do encontro entre mundos divergentes. Mais precisamente dos dilemas, das incompreensões e daquelas informações que custam a se tornar plausíveis durante as incursões que, nós pesquisadores, realizamos em nossos universos de pesquisa. Se tal encontro é capaz de gerar experiências dramáticas que nos puxam para fora dos lugares que confortavelmente habitamos, ele é, na mesma medida, o único caminho possível para produzir uma grade de inteligibilidade razoável e válida para todos aqueles implicados no movimento que produz uma pesquisa.

Tramas afroindígenas no sul do Brasil : uma cartografia da cosmopolítica quilombola

 

Inclui produtos bibliográficos submetidos através de fluxo contínuo para solicitação de ISBN.

Este catálogo é um entrelugar plural de distintas intensidades. Embates do tempo e do lugar numa rotina onde o tempo segue devorando tudo e consumindo a vida. A materialidade da terra, da água, do fogo e do ar compõem, com o tempo e o espaço, os sentidos que reverberam do processo criativo inventivo, na presença da arte cerâmica. No entrelugar onde a artista e a educadora ora se fundem, ora se dispersam, a produção artística apresentada suscita e desafia possibilidades de pensar e dialogar sobre arte, cerâmica, tecnologias, materialidades e cultura. Aqui está um convite para o encontro com a experiência estética em processo contínuo, inacabado, onde os percursos com a arte cerâmica seguem produzindo outros entrelugares.

Cerâmicas e encontros

 

Esta cartilha consiste num material orientativo técnico sobre práticas de manejo básicas, mas muito relevantes e que não são sempre óbvias a todos. Essas práticas propostas, se implementadas e seguidas rotineiramente, auxiliam em assegurar o bem-estar e a produtividade de galinhas de postura comercial criadas em sistemas livres de gaiola. A cartilha é uma ferramenta elaborada especialmente, mas não exclusivamente, para avicultores e técnicos que provêm assistência técnica às criações alternativas de aves de postura comercial livres de gaiola e com acesso ao meio externo. Este trabalho é resultado do Projeto de apoio à Pesquisa de Mapeamento de Produtores de Ovos no Brasil.

Orientações técnicas para sistemas de criação de galinhas de postura comercial livres de gaiolas

Este material didático foi produzido com o intuito de auxiliar o processo de ensino e de aprendizagem de estudantes imigrantes/refugiados matriculados na Educação Básica. O conhecimento da língua portuguesa é condição imprescindível para a interação do estudante imigrante e refugiado com a comunidade escolar, para a sua aprendizagem em todos os componentes curriculares e para a progressiva inserção na sociedade brasileira. O material, organizado em treze unidades pensadas a partir de três eixos: a língua em uso, apontando para a aplicação dos conhecimentos linguísticos construídos naquela unidade em situações comunicativas reais; o vocabulário, que contempla o léxico básico vinculado ao tema trabalhado; e a gramática, em que são apresentados tópicos essenciais na gramática da língua em relação à morfologia e à sintaxe.

Material didático-pedagógico para estudantes imigrantes e refugiados da Educação Básica

 Este material didático visa oferecer aos professores alfabetizadores um conjunto de informações sobre como ocorre o processo de aprendizagem do sistema alfabético à luz das recentes evidências da neurociência. O intuito é o de disponibilizar tais informações de forma didática e objetiva. Embora não tenhamos a pretensão de esgotar o assunto, tampouco oferecer receitas pedagógicas, iremos trazer algumas sugestões práticas para o trabalho em sala de aula.

Neurociência e alfabetização : noções fundamentais

Este livro é fruto das discussões empreendidas na I Semana da Aprendizagem do IFRS – Campus Erechim, evento realizado entre os dias 21 e 26 de setembro de 2020, em formato on-line, que contou não apenas com a participação de docentes, discentes e técnico-administrativos, mas também a comunidade externa, proveniente de diferentes instituições e regiões do país. Em sua primeira edição, a I Semana da Aprendizagem discutiu a formação profissional sob diferentes perspectivas, com vistas a propiciar reflexões acerca do processo de ensino e da aprendizagem no contexto dos cursos técnicos e superiores. Considerando a riqueza e a diversidade dos temas abordados, o livro “Aprendizagem no contexto da formação profissional: reflexões para estudantes e educadores” reúne textos escritos pelos palestrantes, com a proposta de dar continuidade aos debates, compartilhando ensaios, relatos de práticas e pesquisas, contribuindo com a disseminação do conhecimento acerca de seus temas de estudo.

Aprendizagem no contexto da formação profissional: reflexões para estudantes e educadores

Mobilizações: quadrinhos sobre pessoas pessoas LGBTQIA+ e o enfrentamento da pandemia da covid-19 apresenta quatro histórias de Lile, Gaia, Breda e Tiê. Essas pessoas são profissionais de saúde, da assistência social, do movimento social e estudantes que homenageiam tantas e tantos que continuam conosco, neste e em outros planos. Essas são pessoas, ao mesmo tempo fictícias e reais, que podem nos servir de inspiração para forjar outras possibilidades de mobilizações no período marcado por desmobilizações. Com apoio financeiro da Organização Pan-Americana da Saúde, essa obra busca apresentar as medidas de saúde pública não-farmacológicas direcionadas a população LGBTQIA+ no enfrentamento da pandemia de Covid-19.

Mobilizações: quadrinhos sobre pessoas LGBTQIA+ e o enfrentamento da pandemia da covid-19

2020 foi marcado pelo início da pandemia, das reclusões, dos afastamentos e dos distanciamentos. A leitura foi, sem dúvida, a companheira tanto dos dias tristes quanto dos felizes. Os textos e os personagens que habitaram o universo destes leitores contribuíram para que cada um deles, adolescentes de segundo ano do ensino médio, pudesse suspender sua condição de isolamento e vivenciar experiências provocadas pela palavra que move e comove. Motivados pelas leituras, surge a necessidade da escrita. A seriedade da escrita. O compromisso da escrita. Eis, então, que as escrevivências de cada um se concretizam e, como uma orquestra que se afina e harmoniza, se unem em um canto de desabafo, de consolo, de questionamento e de resistência.

Escrevivências adolescentes na quarentena

Este livro traz o resultado de um trabalho construído durante o período de aulas remotas e que se propõe a romper com as bolhas institucionais para ganhar o espaço externo. Valendo-nos de textos de diferentes gêneros, motivamos os estudantes a co-moverem-se com a leitura na solidão do quarto, na amplitude do pátio ou em meio ao turbilhão de vozes da sala de estar, a fim de que pudessem descobrir personagens e enredos, palavras combinadas, que compõem os Neologismos na Parte I deste livro. Também sentidos e significados que confortassem e acalmassem, ou mesmo que angustiassem ou que os levassem a desacomodarem-se, foram criados para as palavras que são apresentadas como Ressignificações, na Parte II desta coletânea. Nos encontros com as turmas de terceiros anos dos cursos Técnico em Química e em Meio Ambiente, integrados ao Ensino Médio, em aula de Português e Literatura, os estudantes encontraram na escrita, a possibilidade de deixar fluir o que gritava dentro de si: palavras que precisavam ser ditas, escritas e/ou reescritas a partir da vivência e da experiência individual que os textos permitiram revelar.

Escrevivências adolescentes na quarentena II : ressignificações

Nessa edição falamos sobre bem-estar animal na bovino cultura de leite. Um tema cada vez mais debatido e que impacta na produção e renda do agricultor. O livro aborda os aspectos mais importantes do bem-estar animal, explica sobre as cinco liberdades e traz exemplos de como ações simples podem melhorar o bem-estar dos animais nas propriedades rurais. Ao final de cada uma das Partes você encontra brincadeiras e jogos.

Quem vai cuidar da mimosa? Bem-estar animal

Esse livro foi planejado, preparado e desenvolvido com todo carinho e é destinado para crianças e adolescentes que têm interesse em conhecer e aprender sobre a atividade de bovino cultura de leite. O livro está dividido em duas partes. Na Parte 1, apresentamos o que é e qual a importância da gestão rural. Para tanto, trazemos a experiência de uma professora e seus estudantes no desafio de conhecer uma propriedade rural e compreender sobre gestão rural. Na Parte 2, dando seguimento aos conhecimentos sobre gestão de propriedades leiteiras, vamos ver como uma zootecnista ajudou um casal de agricultores a melhorar a gestão de sua propriedade. Ao final de cada uma das Partes você encontra brincadeiras e jogos.

Quem vai cuidar da mimosa? Gerenciando a propriedade

A partir do projeto de extensão “Quem vai cuidar das Mimosas? Sucessão Rural na Bovinocultura de Leite” apresentamos nosso quarto livro. Assim como os demais, esse livro é destinado para crianças e adolescentes que têm interesse em conhecer e aprender sobre a atividade de bovino cultura de leite. Nessa edição falamos sobre os sistemas de produção de leite e como impactam na produção e manejo da propriedade. Você sabia que existem vários sistemas produtivos e que eles interferem na produtividade dos animais e na gestão da terra, mão de obra e capital da propriedade? Vem aprender com a gente!? Ao final de cada uma das Partes você encontra brincadeiras e jogos.

Quem vai cuidar da mimosa? Os Sistemas de produção de leite

Com objetivo de promover saúde preventiva para todos, o IFRS - Campus Viamão e Programa EcoViamão convidam você a repensar a alimentação e nutrição como uma ponte direta ao fortalecimento da imunidade do nosso corpo. Aqui você terá orientações de como escolher alimentos saudáveis e de baixo custo, com dicas culinárias e receitas práticas e fáceis de fazer. Partiremos da realidade de nossa comunidade, onde é comum o consumo de alimentos provenientes de “cestas básicas”, que oferecem ingredientes insuficientes para uma alimentação adequada. Em tempos de combate aos efeitos e causas da pandemia da Covid-19, esta cartilha é um convite para você e a sua família terem um dia a dia alimentar mais agradável, prazeroso e econômico.

Boa alimentação em tempos de Covid-19

 

Neste livro, encontra-se uma coletânea de textos de acadêmicos renomados, acadêmicas renomadas, professores das redes pública e privada, das redes municipal, estadual e federal, jornalistas, administradores e administradoras, artistas, enfim, cidadãos. A obra tem inspiração no evento de extensão Saindo do Senso Comum em 60 minutos, que foi realizado pelo Programa Permanente de Ensino de Línguas e Literatura (Propel), entre os anos de 2016 e 2017.

Saindo da pandemia em 60 minutos : em tempos de pandemia

Zero discriminação: contos sobre HIV e Aids são cinco contos, mas desde as primeiras linhas o leitor já percebe que se trata de muito mais que cinco histórias. São narrativas que testemunham encontros e desencontros que ocorrem dentro e fora da obra: dentro, porque os contos falam de enlaces e desenlaces, e fora, porque os efeitos da leitura extrapolam os limites da ficção, já que somos colocados na condição de testemunhas de um cotidiano que nos espreita direta ou indiretamente. No fio das tramas narradas por Julia Dantas, somos colocados de frente com personagens que facilmente poderiam estar encarnados em nossos familiares, conhecidos ou amigos. E na verdade eles lá estão, ainda que silenciosamente. Se não na condição de portadores de HIV e Aids, eles e elas estão refletidos no viés do preconceito que está retratado nas tantas tramas que, não raras vezes, rondam nosso cotidiano.

Zero discriminação : contos sobre histórias de vidas e as epidemias de hiv

Assim como uma conversa acompanhada por um bom café, convidamos você e a sua equipe para a imersão em uma experiência de educação permanente em saúde. O propósito é que possamos desvelar algumas especificidades das demandas de saúde através da escuta sensível de narrativas sobre pessoas (con)vivendo com hiv e aids. Os saberes circulam nas vivências e práticas, sendo constituídos por afetos e percepções. Esse material faz parte do curso MOOC "Zero Discriminação", parceria interinstitucional entre UFRGS, IFRS, UNAIDS e ABRASCO.

Zero discriminação: histórias de vida e as epidemias de hiv – Caderno de Atividades

O caderno Diálogos (Im)Possíveis? Estudos sobre Sexo Biológico e Gênero é resultado de projeto de pesquisa desenvolvido no âmbito do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Porto Alegre contando com a participação de pesquisadores/as das áreas de ciências humanas e ciências biológicas. A pesquisa buscou articular os os estudos da biologia no que tange a presença da genética na formação dos indivíduos e os estudos de gênero no seu aspecto sociocultural. Para tanto, evidenciamos como essas dimensões do conhecimento humano se articulam na explicação dos fenômenos relacionados à constituição humana para além de uma determinação biológica, ou ainda, por um exclusivo desenho social, evidenciando os diálogos possíveis entre os diversos campos de estudo. Os dados produzidos foram sistematizados no presente Caderno, o qual tem como objetivo proporcionar subsídios teóricos e metodológicos para a abordagem de temáticas relacionadas ao sexo biológico e suas articulações com os estudos de gênero, visando o aprimoramento das práticas educativas em diferentes contextos escolares e não-escolares.

Diálogos (Im)Possíveis? Estudos sobre sexo biológico e gênero

O livro 10 anos de Pesquisa no IFRS é um produto organizado pela Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (Proppi) e pelo Comitê de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (COPPI). Teve por objetivo compilar, em capítulos com textos do gênero ensaio, a trajetória da área de pesquisa dos 17 campi do IFRS nos últimos 10 anos. Cada capítulo foi elaborado pelos diretores(as) e coordenadores(as) de pesquisa dos campi do IFRS e suas comissões. Os capítulos estão organizados em ordem alfabética, precedidos do capítulo da PROPPI, e demonstram através de dados e depoimentos um pouco da história da pesquisa e seu desenvolvimento no período de 2010 a 2020.

10 anos de pesquisa no IFRS : histórico, reflexões e perspectivas

 

Inclui produtos de mestrado submetidos através de fluxo específico para atribuição de ISBN.

Guia para organização de acervo fotográfico para o registro de memórias em EPT

Protótipo da ferramenta virtual de apoio ao estudo orientado

Conheça, Pertença e Viva o IFRS/POA (manual e mini manual)

Conheça, Pertença e Viva a UFRGS (manual e mini manual)

Maleta Pedagógica: contos, perguntas reflexivas e vídeos informativos sobre o ensino médio integrado à EPT

Sou Fiscal… E agora? Um Guia Prático para os Fiscais de Contratos Administrativos

Caderno Trajetória Horizonte: projetos de futuro e mundo do trabalho

EduSanAgro: Plataforma de Apoio para Educação Sanitária em Defesa Agropecuária em Escolas  

Educação Profissional e Tecnológica em Quadrinhos: cadernos de sugestões ao ensino no PROEJA

Guia de compras do IFRS

Trilha de aprendizagem – iniciação dos profissionais da educação ao serviço público na UFRGS : um guia sobre os percursos institucionais

Uma Sequência Didática problematizando o estudo da extração, na perspectiva da formação humana integral para cursos técnicos em química

Comunidade de prática virtual e Educação Profissional e Tecnológica: um guia prático a partir da experiência CoP-GFi no IFRS

Onde tem escola, tem política: um guia didático de apoio a discussões políticas em sala de aula

ProjEx – Empreendedorismo digital

Ensinar, aprender e seus sujeitos: uma proposta de trabalho com educandos do Proeja

Indústria 4.0: Sequência didática sobre indústria 4.0 para o curso integrado ao ensino médio na área de controle e processos industriais

Implementação de um núcleo de memória: como desenvolver projetos e ações em memória e identidade institucional

Guia de acesso estude no IFRS

 

Guia de planejamento da capacitação do IFRS: uma proposta de formação integral de servidores

Roteiros possíveis: criando exposições no espaço de Educação Profissional e Tecnológica

Caderno Pedagógico – Prática Profissional Integrada: ensino, pesquisa e extensão no ensino médio integrado

Proposta de Curso de Capacitação para os TARMs da Central Estadual do SAMU

Guia didático: um e-book sobre boas práticas de manipulação, produção e processamento de matérias primas e informações sobre propriedades nutricionais de alimentos agroindustriais

Sequência didática para a discussão em ética em pesquisa com seres humanos: A Resolução CNS n.º 510/2016 para as Ciências Humanas e Sociais

Caderno de Autoavaliação do Ensino Médio Integrado

 

Manual de Prevenção à Evasão dos Estudantes dos Cursos Médio Técnico da Rede Federal de Ensino

 

O despertar de um cidadão: Uma proposta de ensino de Direito Constitucional nas escolas

 

Arte, Cultura e Produção Cultural na EPT: guia para o acesso e para o desenvolvimento de projetos culturais

Guia para implantação de uma Controladoria em Institutos Federais de Educação


Contato: publicacoes@ifrs.edu.br

Última atualização em 30/01/2023

Fim do conteúdo