Início do conteúdo

Três perguntas para Eduardo Girotto, pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação


Pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação - Eduardo Girotto

O informativo IFRS Registra está repetindo a série realizada no ano de 2016 de breves entrevistas, em “três perguntas”, com os pró-reitores que assumiram no mês de junho de 2018. As três perguntas agora são para o pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, Eduardo Girotto.

 

1) – Quem é Eduardo Girotto?

 

Sou graduado em Agronomia e no Programa Especial de Formação de Professores para Educação Profissional pela UFSM. Pela mesma instituição possuo Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado na área de Ciência do Solo. Ingressei no IFRS Campus Ibirubá no ano 2011 como professor na área de Agronomia. No Campus Ibirubá atuei como coordenador do curso Técnico em Agropecuária e do curso superior de Agronomia. Atuo como Pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação do IFRS desde março de 2016.

 

2) – O que conseguiu fazer frente a Pró-reitoria nesses dois anos?

 

As principais ações desenvolvidas no período foram a implementação de fomento para criação e manutenção de habitats de inovação e empreendedorismo; a ampliação em mais de 30% no número de cotas de bolsas de iniciação científica concedidas pelo CNPq e Fapergs ao IFRS; a implementação do Portal de Eventos e do Portal de Periódicos. Em relação a pós-graduação pode ser citado a aprovação da oferta de mais dois cursos Stricto Sensu, o Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT) e o Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação (ProfNIT). Cabe ser destacado também, a execução dos primeiros projetos cooperados com o uso da FAURGS, fundação de apoio credenciada ao IFRS. Por fim, o período foi marcado pela oferta constante de formação para os pesquisadores do IFRS em eventos institucionais através de cursos de curta duração com temas como Redação Científica; Projetos Cooperados para Captação de Recursos; Fabricação Digital; Inovação em Tecnologias Sociais; Habitats de Empreendedorismo e Inovação; Celebração de Parcerias e Gestão de Projetos.

 

3)- Quais são os planos para a Pró-reitoria até o final do mandato?

 

Através de iniciativas conjuntas envolvendo Pró-reitoria e o Comitê de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, pretende-se avançar na construção de políticas relacionadas às dimensões de atuação da Pró-reitoria, em consonância com os documentos institucionais e com o Plano de Gestão proposto pelo reitor, Professor Júlio Xandro Heck. Como prioridades de gestão, elegemos as temáticas: consolidar a indissociabilidade ensino, pesquisa e extensão; ampliar a oferta de cursos de pós-graduação Stricto e Lato Sensu; consolidar os fluxos institucionais relacionados a pesquisa, pós-graduação e inovação; aumentar número e qualificar as iniciativas institucionais relacionadas a projetos cooperados com instituições privadas e públicas em cada região de atuação do IFRS;   estimular   a   captação   de   fomento externo   para   o   desenvolvimento   de  atividades de pesquisa e inovação; fomentar a criação e manutenção de habitats de inovação e empreendedorismo visando à inovação tecnológica e social.  Por fim, pretendemos ampliar o diálogo com os campi do IFRS e revisar os documentos e normativas institucionais, buscando a simplificação e desburocratização dos processos no que se refere à Pesquisa, Pós-graduação e Inovação.

 

Fim do conteúdo