Pular para o conteúdo
Logo do IF

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Início da navegação
IFRSMarca do Instituto Federal do Rio Grande do Sul
 Esconder/Mostrar Menu Fim da navegação
Início do conteúdo

Equipe que representou o curso Técnico em Agropecuária subsequente ao Ensino Médio do Campus na Olimpíada Brasileira de Agropecuária conquista a terceira colocação


Em mais uma edição da Olimpíada Brasileira de Agropecuária – OBAP, o Campus Sertão foi representado por duas equipes do curso Técnico em Agropecuária. A equipe TecSertão, formada por estudantes do curso na modalidade integrado ao Ensino Médio da turma 33 teve orientação do professor Clever Variani e participação de Ismael Sauthier Barbieri, Thaís Dickel dos Santos e Maria Antônia Rossato Novelli. Já a equipe TAGSERTÃO foi formada pelos estudantes do curso na modalidade subsequente ao Ensino Médio Alisson Matias Hahn, Endrigo Faraon Tonin e Tiago Daniel Rosseto, sob orientação do professor paulo Roberto Machado. A equipe TAGSERTÃO conquistou a terceira colocação na competição.

Em 2018, 150 participantes divididos em 50 equipes de 16 estados participaram da fase presencial da 8ª edição da OBAP realizada entre os dias 14 e 16 setembro, no Instituto Federal de Minas Gerais – Campus Bambuí. Cada equipe foi formada por três alunos e um professor-orientador. A competição é dividida em duas categorias: uma que premia os estudantes dos cursos técnicos integrados ao ensino médio e outra voltada para os cursos técnicos subsequentes. Idealizada pelo Instituto Federal do Sul de Minas, a Obap tem o apoio do Ministério da Educação, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Cooperativa Regional de Cafeicultores de Guaxupé (Cooxupé)

A abertura acontece na noite de sexta-feira, 15/09. Durante todo o sábado (16), os 150 competidores classificadas para etapa final da olimpíada realizaram as provas teórica e práticas. Eles tiveram 1h30 para resolver 20 questões objetivas e 2 discursivas. Na parte prática, foram desafiados a cumprir três atividades envolvendo coleta de amostra de solos, operação da máquina semeadura adubadora e técnicas de inseminação artificial.

A classificação final levou em consideração as notas dos competidores na prova teórica, nas atividades práticas propostas na fase final e na elaboração de um vídeo sobre Gestão Sustentável de Águas no Meio Rural. Acesse os vídeos das equipes TecSertão e TAGSERTÃO.

Os vencedores receberam medalhas e troféus. Também foram premiados os estudantes com melhores notas individuais. As medalhas da equipe TAGSERTÃO foram entregues no Campus, na manhã de sexta-feira, dia 05/10, no Gabinete. A entrega teve a presença das duas equipes do campus participantes da OBAP, dos respectivos professores orientadores, do diretor de Desenvolvimento Institucional Sergiomar Theisen e do Diretor-geral Odair José Spenthof.

Os dois professores orientadores das equipes destacaram o comprometimento dos estudantes na OBAP e a dedicação aos estudos preparatórios. Integrantes das duas equipes também agradeceram o apoio do Campus na viabilização da participação na fase presencial da OBAP. “Foi muito bom participar da OBAP, conhecer outro Estado, outras culturas, entrar em contato com estudantes do curso Técnico em Agropecuária de todo o país”, comentou o estudante Endrigo Faraon Tonin da equipe TAGSERTÃO. A estudante Maria Antônia Rossato Novelli da equipe TecSertão também destacou o quanto os estudantes do Campus chegaram preparados para a competição. “Percebemos que o que estamos aprendendo aqui no Campus é fundamental”, disse. Os estudantes também agradeceram aos professores que auxiliaram na preparação para a OBAP, além dos orientadores. “Os professores Heitor José Cervo e David Peres da Rosa dedicaram tempo extra para nos auxiliaram com os estudos preparatórios e foram fundamentais no resultado conquistado”, aponta a estudante da equipe TecSertão Thaís Dickel dos Santos.

A OBAP

A OBAP é uma competição científica nacional destinada aos alunos do curso Técnico em Agropecuária e demais cursos do Eixo Tecnológico Recursos Naturais.

O objetivo da competição é estimular o ingresso de jovens do ensino médio/técnico integrado, concomitante e técnico subsequente em carreiras técnico-científicas e docente, incentivando a participação em atividades de iniciação científica e a produção de tecnologia, colocando-os em situações desafiadoras, estimulando a cooperação e a integração entre eles, retornando assim, para a sociedade brasileira, benefícios originados da melhoria no ensino público de nível médio e técnico ligados à agropecuária.

Podem participar da olimpíada, estudantes brasileiros e dos demais países pertencentes a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), dos cursos de educação profissional da área de agrárias: Técnico em Agropecuária, Técnico em Agroecologia, Técnico em Meio Ambiente, Técnico em Agronegócio, Técnico em Alimentos, Técnico em Agroindústria e demais cursos do Eixo Tecnológico Recursos Naturais.

Neste ano, a competição foi aberta a integrantes da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). Cinco equipes oriundas de Portugal e Angola foram classificadas para a fase presencial, mas não puderam participar devido à dificuldade na obtenção de recursos por parte de suas instituições. Para o próximo ano, a competição será estendida à países da América Latina.

Fim do conteúdo
Início do rodapé Fim do rodapé