Início do conteúdo

Projetos de Ensino


  • Ano de 2019

 

### ALPES: Atividades de Leitura e Escrita

Coordenadora: Fabiana Cardoso Fidelis

Colaboradores: Silvana Zardo Pacheco, Carla Odete Balestro Silva e Cleusa Albilia de Almeida

Resumo da proposta: o projeto Alpes: Atividades de Leitura e Práticas de Escrita será realizado com os alunos dos cursos técnicos de ensino médio na modalidade Proeja. Tem como objetivo desenvolver o letramento dos alunos do Proeja por meio de diferentes formas de leitura, do contato com livros de literatura e da produção de textos. Para isso, serão realizadas as seguintes atividades: encontros presenciais com os alunos em horários extraclasse para realizar atividades de leitura e escrita; leituras semanais conduzidas pelos professores do Proeja; manutenção e implementação de minibibliotecas de sala de aula nas três turmas do Proeja e incentivo à leitura de livros de literatura.


### Atividades Lúdicas Para o Ensino Médio Integrado: Os jogos nas aulas de Língua Espanhola, Língua Inglesa e Língua Portuguesa

Coordenadora: Aline Noimann

Colaboradores: Cimara Valim de Melo, Fabiana Cardoso Fidelis e Sheila Katiane Staudt

Resumo da proposta: todos podemos nos beneficiar com o lúdico, seja em nosso dia a dia, como em momentos de aprendizagem em sala de aula. Através das atividades lúdicas desenvolvemos várias capacidades, explorando a realidade em que vivemos e trabalhando com a imaginação e a criatividade em um momento de diversão e aprendizagem. Este projeto visa continuar trabalhando com a confecção e pesquisa de materiais didáticos lúdicos para o Ensino Médio nas disciplinas de Língua Espanhola, Língua Inglesa e Língua Espanhola com o objetivo de instrumentalizar e auxiliar os professores das disciplinas com jogos para atuar na sala de aula com os alunos do Ensino Médio Integrado do IFRS Campus Canoas. O projeto já foi submetido no ano de 2018 e alcançou todos os objetivos previstos. Pretendemos continuar com o projeto e aprimorá-lo, inserindo também os jogos on line.

_______________________________________________________________________________________

### Conversando sobre livros: A utilização da informática no incentivo da leitura

Coordenadora: Carla Odete Balestro Silva

Colaboradores: Sandro José Ribeiro da Silva

Resumo da proposta: incentivar a leitura como hábito prazeroso tem sido um dos objetivos da escola. Com o advento das redes sociais, o senso comum aponta que diminuiu o número de leitores, já que as mídias sociais demandariam muito tempo livre de seus usuários. Este projeto busca aliar as mídias sociais, acessadas através dos meios informatizados, ao desenvolvimento do hábito de ler. Blogueiros, booktubers e bookstagrammers têm servido como interlocutores de outros modos de atingir possíveis leitores. Aliando a informática ao gosto pela literatura, este projeto tem o objetivo de utilizar a potencialidade, o apelo e o alcance das redes sociais para incentivar o hábito da leitura.

______________________________________________________________________________________

### História de mulheres artistas

Coordenadora: Juliana da Cruz Mulling

Colaboradores: Olívia Pereira Tavares

Resumo da proposta: o presente projeto realizará a discussões acerca da história da arte através de produções cinematográficas que abordam as histórias de vida de artistas mulheres em diferentes épocas. Serão realizadas sessões para contemplação das produções fílmicas, seguidas pelo compartilhamento de percepções e informações relacionadas ao contexto social e sistêmico da arte em que a artista se insere. A relevância do projeto se afirma pela insurgência de pesquisa que têm demonstrado que a historiografia da arte oficial está registrada pelo olhar masculino (Janson, Gombrich, Argan), privilegiando o registro da produção artística de homens em detrimento à escassa produção feminina. Nesse sentido, interessa a discussão sobre o enfoque, a qualidade da produção artística feminina, bem como sobre os contextos sociais e artísticos em que se inseriram (ou de que foram excluídas) à luz de novas pesquisas e historiadoras contemporâneas como Nochlin. As ações são complementares ao currículo da disciplina de Artes dos cursos integrados, a qual prevê o estudo das linguagens artísticas e suas concepções históricas, apreciação, contextualização e relações com a contemporaneidade local de produções pertencentes à História da Arte e à Cultura Visual. Para isso, a fruição cinematográfica será empregada em sua potencialidade para a interterritorialidade entre as demais linguagens artísticas.

_____________________________________________________________________________________

### Iniciação a docência: Ensinar e Aprender Matemática

Coordenadora: Mariana Lima Duro

Colaboradores: Bruno Brogni Uggioni, Caio Graco Prates Alegretti, Cláudia Brum de Oliveira Fogliarini Filha, Eduardo Meliga Pompermayer, Elisangela Pinto, Juliana Sanches, Simone Maffini Cerezer.

Resumo da proposta: este projeto tem como objetivo o desenvolvimento de minicursos a serem ministrados por alunos do Curso de Licenciatura em Matemática do IFRS Campus Canoas, com orientação de pelo menos um docente da área, para os demais alunos desta instituição. O projeto propicia aos licenciandos pensar em estratégias de ensino, elaborar materiais pedagógicos, desenvolver metodologias alternativas para o ensino, aplicar e avaliar as atividades elaboradas, colocando em prática, de forma articulada, os conhecimentos matemáticos e pedagógicos abordados ao longo do curso. Estes minicursos tratarão de assuntos relacionados à matemática de forma a oferecer aos estudantes participantes uma oportunidade de aprender e/ou relembrar tópicos de matemática que contribuam para sua formação e vida profissional.

_______________________________________________________________________________________

### Jogos de Simulação Interferenciais Digitais em Ciências Sociais Aplicadas: Desafios e Oportunidades Didáticos e Pedagógicos

Coordenador: Heraldo Makrakis

Colaboradores: Eduardo Meliga Pompermayer

Resumo da proposta: este projeto visa oferecer aos alunos do ensino médio do IFRS – Campus Canoas a oportunidade de desenvolver habilidades através de jogos de tabuleiros. Baseado na teoria das Inteligências Múltiplas de Gardner, acreditamos que os jogos de tabuleiros modernos são uma ferramenta que se alia ao ensino para o desenvolvimento de habilidades muito importantes na vida profissional e pessoal de nossos estudantes. Através de oficinas realizadas no contraturno das aulas, os estudantes poderão experimentar jogos com diversas mecânicas, onde cada uma dessas pode desenvolver diferentes capacidades do jogador. Além disso, pretende-se elaborar jogos com fins didáticos que possam ser disponibilizados para que todos integrantes da comunidade acadêmica utilizem, sendo ainda possível criarmos indicações de quais benefícios cada uma desses jogos pode trazer. Já é possível verificar alguns resultados obtidos nas duas primeiras edições do projeto, onde através de questionários, aplicados com os participantes, foi possível identificar algumas potencialidades dos jogos de tabuleiros modernos para o ensino.

______________________________________________________________________________________

### Jogos de Tabuleiro e Inteligências Múltiplas

Coordenador: Heraldo Makrakis

Colaboradores: Eduardo Meliga Pompermayer

Resumo da proposta: este projeto visa oferecer aos alunos do ensino médio do IFRS – Campus Canoas a oportunidade de desenvolver habilidades através de jogos de tabuleiros. Baseado na teoria das Inteligências Múltiplas de Gardner, acreditamos que os jogos de tabuleiros modernos são uma ferramenta que se alia ao ensino para o desenvolvimento de habilidades muito importantes na vida profissional e pessoal de nossos estudantes. Através de oficinas realizadas no contraturno das aulas, os estudantes poderão experimentar jogos com diversas mecânicas, onde cada uma dessas pode desenvolver diferentes capacidades do jogador. Além disso, pretende-se elaborar jogos com fins didáticos que possam ser disponibilizados para que todos integrantes da comunidade acadêmica utilizem, sendo ainda possível criarmos indicações de quais benefícios cada uma desses jogos pode trazer. Já é possível verificar alguns resultados obtidos nas duas primeiras edições do projeto, onde através de questionários, aplicados com os participantes, foi possível identificar algumas potencialidades dos jogos de tabuleiros modernos para o ensino.

_____________________________________________________________________________________

### LEMA – Laboratório de Educação Matemática

Coordenadora: Carina Loureiro de Andrade

Colaboradores: Bruno Brogni Uggioni, Caio Graco Prates Alegretti, Cláudia Brum de Oliveira Fogliarini, Eduardo Meliga Pompermayer, Elisângela Pinto Francisquetti, Juliana Sanches, Mariana Lima Duro, Simone Maffini Cerezer.

Resumo da proposta: o Projeto LEMA – Laboratório de Educação Matemática teve seu início no ano de 2016 a partir de uma demanda de algumas disciplinas da área de ensino no curso de Licenciatura em Matemática e vem intensificando e ampliando suas ações nos últimos dois anos. O projeto visa tornar o espaço destinado ao Laboratório de Educação Matemática do IFRS Campus Canoas um ambiente de produção e divulgação de recursos e conhecimentos matemáticos, de modo a contribuir na formação de professores investigadores das suas próprias práticas e contribuir para a qualificação das práticas docentes no ensino básico. O presente projeto viabiliza a manutenção do espaço destinado para o laboratório, o empréstimo de materiais, o acesso ao laboratório fora dos horários de aula para a realização de atividades acadêmicas, o suporte ao desenvolvimento das atividades de ensino, extensão e pesquisa, a criação de propostas didáticas com os materiais disponíveis no laboratório e a construção de recursos didáticos para o ensino e a aprendizagem de matemática. Na pesquisa das metodologias e recursos que melhor se apliquem na criação de propostas didáticas, ocorre a ampliação dos conhecimentos acerca da matemática e dos processos de ensino e aprendizagem. A produção e divulgação desses conhecimentos, por sua vez, fornecem subsídios para práticas docentes com foco na construção do conhecimento. Por fim, é esperado que, através do presente projeto na sua quarta edição, sejam obtidas contribuições significativas na qualidade do ensino básico e na formação de professores.

______________________________________________________________________________________

### LOGIMIX – Oficinas de Lógica de Programação e Robótica Educativa

Coordenador: Sandro José Ribeiro da Silva

Colaboradores: Carla Odete Balestro Silva

Resumo da proposta: este projeto de oficinas de Lógica de Programação e Robótica Educativa nasce para oferecer aos alunos do Campus Canoas que estudam lógica de programação como componente curricular uma oportunidade de aperfeiçoar seu aprendizado de forma lúdica e utilizando materiais concretos – como os kits de robótica educativa produzidos pela LEGO – e um ambiente de jogo sério produzido em projeto de pesquisa dentro do próprio Campus – o TRI-LOGIC. A partir da disponibilização desses outros recursos aos alunos de Lógica de Programação ou Introdução a Programação pretende-se auxiliar os processos de ensino e aprendizagem dos conceitos indispensáveis para a formação em programação. Além disso, o projeto proporcionará feedback para a melhoria dos processos desenvolvidos no projeto de pesquisa que criou e atualiza constantemente o ambiente TRI-LOGIC.

___________________________________________________________________________________

### Metamorfose: Promovendo ações de integração a partir da educação ambiental

Coordenador: Alexandre Tadachi Morey

Colaboradores: Cristiane Silva da Silva, Daniela Rodrigues da Silva, Lisiane Celia Palma, Marcos Daniel Schimidt

Resumo da proposta: a sustentabilidade demanda mudanças profundas nos indivíduos, nas organizações e na sociedade, sendo a educação e as Instituições de Ensino (IEs) fundamentais neste processo de transição. Diante disso, a legislação no Brasil vem se atualizando e tem exigido a inserção do tema nos currículos dos cursos em todos os níveis de forma integrada nos projetos institucionais e pedagógicos. Tal exigência tem se apresentado como um desafio para as IEs, em geral, e para os docentes dos IFRS campus Canoas, em específico, não apenas pela necessidade da inserção da temática em todos os cursos e níveis, mas também pela necessidade de sua promoção de forma integrada. Assim, é importante a análise dos diferentes projetos pedagógicos e promover debates sobre o tema a fim de fomentar espaços onde a prática de ações de integração a partir da educação ambiental possa ser efetivada. Desta forma, o objetivo deste projeto é promover ações de integração a partir da educação ambiental nos currículos dos cursos do campus Canoas. Dentre as principais estratégias metodológicas, estão: promover ações educativas integradas, relacionadas aos planejamentos de ensino, a partir de temáticas sustentáveis e ambientais locais, regionais e globais por meio da participação de diferentes disciplinas/docentes dos cursos; o trabalho em equipe entre estudantes e servidores na elaboração e desenvolvimento de ações sustentáveis nas diferentes áreas de ensino deste campus; e, ainda, a avaliação continuada das atividades realizadas e resultados conquistados para melhorias contínuas no processo. Por último, acentuar as discussões sobre o tema a fim de promover planejamentos de práticas integradas de educação ambiental e sustentabilidade nos currículos dos cursos do campus.

___________________________________________________________________________________

### Pátio de Experimentos do Campus Canoas

Coordenador: Marcos Daniel Schimidt de Aguiar

Colaboradores: Érico Kemper e Otávio Simões Manos

Resumo da proposta: esta proposta tem por objetivo dotar a área externa do Campus Canoas de um Pátio de Experimentos com o objetivo de ampliar as possibilidades de ensino e aprendizagem junto a comunidade do IFRS, fomentando a integração entre cursos e áreas do conhecimento e a interdisciplinaridade, bem como fortalecendo as ações de ensino, de pesquisa, de extensão e de difusão tecnológica. O Pátio de Experimentos proporcionará o desenvolvimento de dispositivos e protótipos, através de estudos e incentivos de pesquisa realizados na comunidade acadêmica do Campus, para o levantamento de dados sobre natureza, clima, aproveitamento energético e sustentabilidade. Propomos com destaque o desenvolvimento de dispositivos presentes em estações meteorológicas automáticas com armazenamento de dados a partir de sensores encontrados no mercado e controlados por arduino. Dessa forma, estaremos aproximando a teoria com a prática. O ensino de atividades que relacionam a teoria com a prática é decisivo para a consolidação da aprendizagem. As atividades proporcionadas estimularão a interação de alunos e comunidade com os experimentos, aproximando-os, desde a sua observação, concepção, desenvolvimento e funcionamento até estudos e pesquisas realizados, visando integrar a aplicação prática de teorias e de tecnologias em espaço adequado e organizado, tornando possível o conhecimento e o aproveitar acerca dos os recursos naturais disponíveis.

___________________________________________________________________________________

### Releituras Machadianas

Coordenadora: Sheila Katiane Staudt

Colaboradores: Aline Noimann, Cimara Valim de Melo, Lucia Rosa, Fabiana Fidelis, Cleusa Albilia Almeida

Resumo da proposta: Machado de Assis ao mesmo tempo fascina e amedronta aqueles que intentam desvendar os enigmas existentes em seus textos. (Re)ler este escritor após tanta pesquisa de qualidade e estudos brilhantes terem sido publicados parece um desafio ainda maior. Lacunas, artimanhas, jogos, provocações, questionamentos são apenas alguns dos ingredientes que compõem a matéria-prima de seus escritos, tornando-os mais e mais instigantes a cada leitura. Para o leitor do século XXI, o contato com os textos de um dos gênios da literatura brasileira pode-se ser facilitado se (re)lido por outras mídias que dialogam com os novos processos digitais de nosso próprio tempo como, por exemplo, através de curtas-metragem, peças teatrais, HQ – histórias em quadrinhos, clips musicais, etc.

___________________________________________________________________________________

### TransformAÇÕES: A formação de um grupo de estudos para aprender conceitos de Química

Coordenadora: Daniela da Silva Rodrigues

Resumo da proposta: o presente projeto de ensino tem por objetivo criar um espaço para que os alunos do IFRS – Campus Canoas possam estudar temas da química que não fazem parte da proposta curricular de seus cursos regulares. Para tanto, pretende-se a organização de encontros quinzenais, com a utilização de metodologias diferentes daquelas utilizadas no ensino tradicional, de modo que os estudantes possam exercitar ações voltadas à construção de conhecimentos de modo cooperativo. Como estratégia fundamental para o desenvolvimento do trabalho mediado pelos bolsistas, será utilizada a Educação pela pesquisa e o Estudo de caso. Pretende-se assim, analisar e divulgar as construções realizadas pelos estudantes ao participarem do grupo de estudos, além de verificar se o projeto alcançou os objetivos propostos.

___________________________________________________________________________________

 

 

 

 

 

 

 

PROJETOS DE ANOS ANTERIORES:

 

Pátio de Experimentos do Campus Canoas

Coordenador: Marcos Daniel Schmidt Aguiar

Resumo da proposta: O objetivo é dotar a área externa do Campus Canoas de um Pátio de Experimentos para ampliar as possibilidades de ensino e aprendizagem junto a comunidade do IFRS, fomentando a integração entre cursos e áreas do conhecimento e a interdisciplinaridade, bem como fortalecendo as ações de ensino, de pesquisa, de extensão e de difusão tecnológica.

O Pátio de Experimentos proporcionará o desenvolvimento de dispositivos e protótipos, através de estudos e incentivos de pesquisa realizados na comunidade acadêmica do Campus, para o levantamento de dados sobre natureza, clima, aproveitamento energético e sustentabilidade. Dessa forma, aproxima-se a teoria com a prática.

O ensino de atividades que relacionam a teoria com a prática é decisivo para a efetivação da aprendizagem. As atividades proporcionadas estimularão a interação de alunos e comunidade com os experimentos, aproximando-os, desde a sua observação, concepção, desenvolvimento e funcionamento até estudos e pesquisas realizados, visando a integrar a aplicação prática de teorias e de tecnologias em espaço adequado e organizado, tornando possível o conhecimento e o aproveitar acerca dos os recursos naturais disponíveis.

 

Projeto de Minicursos: Ensinar e Aprender Matemática

Coordenadora: Carina Loureiro Andrade

Resumo da proposta: O objetivo é o desenvolvimento de minicursos a serem ministrados por estudantes do curso de Licenciatura em Matemática do Campus Canoas, com orientação de pelo menos um docente da área, para os demais alunos. O projeto propicia aos licenciandos pensar em estratégias de ensino, elaborar materiais pedagógicos, desenvolver metodologias alternativas para o ensino, aplicar e avaliar as atividades elaboradas, colocando em prática, de forma articulada, os conhecimentos matemáticos e pedagógicos abordados ao longo do curso.

Os minicursos tratarão de assuntos relacionados à matemática de forma a oferecer aos estudantes participantes uma oportunidade de aprender e/ou relembrar tópicos de matemática que contribuam para sua formação e vida profissional.

 

Metamorfose: promovendo ações de integração a partir da educação ambiental

Coordenadora: Lisiane Celia Palma

Resumo da Proposta: A sustentabilidade demanda mudanças profundas nos indivíduos, nas organizações e na sociedade. Neste processo de transição, a educação e as Instituições de Ensino (IEs) têm um papel fundamental. Diante disso, a legislação no Brasil vem se atualizando e tem exigido a inserção do tema nos currículos dos cursos em todos os níveis de forma integrada nos projetos institucionais e pedagógicos. Contudo, tal exigência tem se apresentado como um desafio para as IEs, em geral, e para os docentes dos Campus Canoas, em específico, não apenas pela necessidade da inserção da temática em todos os cursos e níveis, mas também pela exigência de sua promoção de forma integrada. Diante disso, mostra-se pertinente promover o debate sobre o tema e fomentar espaços onde a prática de ações de integração a partir da educação ambiental possa ser experimentada.

Assim sendo, o projeto objetiva promover ações de integração a partir da educação ambiental nos currículos dos cursos do Campus Canoas. Dentre as principais estratégias metodológicas, estão:

  • O diagnóstico para verificar como cada curso do campus tem inserido a temática ambiental,
  • O trabalho em equipe entre estudantes e servidores na elaboração e desenvolvimento de ações e,
  • A avaliação continuada das atividades realizadas e dos resultados conquistados.

Deste modo, pretende-se avançar na inserção da educação ambiental nos currículos do campus e nas discussões e práticas de integração.

 

Jogos de Tabuleiro e as Inteligências Múltiplas

Coordenador: Eduardo Meliga Pompermayer

Resumo da proposta: Este projeto visa a oferecer aos alunos do ensino médio do Campus Canoas a oportunidade de desenvolver habilidades através de jogos de tabuleiros. Baseado na teoria das Inteligências Múltiplas de Gardner, acreditamos que os jogos de tabuleiros modernos são uma ferramenta que se alia ao ensino para o desenvolvimento de habilidades muito importantes na vida profissional e pessoal de nossos estudantes.

Por meio de oficinas realizadas no turno inverso das aulas, os estudantes poderão experimentar jogos com diversas mecânicas, onde cada uma dessas pode desenvolver diferentes capacidades do jogador. Além disso, pretende-se elaborar jogos com fins didáticos que possam ser disponibilizados para que todos integrantes da comunidade acadêmica utilizem, sendo ainda possível criarmos indicações de quais benefícios cada uma desses jogos pode trazer.

Já é possível verificar alguns resultados obtidos na primeira edição do projeto, onde através de questionários, aplicados com os participantes, foi possível identificar algumas potencialidades dos jogos de tabuleiros modernos para o ensino.

 

Matemática e Inclusão: licenciandos em aprendizagem colaborativa

Coordenadora: Carina Loureiro Andrade

Resumo da proposta: Cada vez mais as instituições de ensino deparam com o desafio de estabelecer condições adequadas para atender a diversidade dos indivíduos que dela participam, garantindo o respeito às diferenças, a inclusão, à permanência e à saída exitosa de pessoas com deficiência para o mundo do trabalho. Nesse sentido, o projeto aqui proposto tem como objetivo desenvolver ações visando a apoiar a permanência e o êxito de alunos com necessidades educacionais específicas no Curso de Licenciatura em Matemática.

Dessa forma, este projeto apresenta uma possibilidade de aprendizagem tanto aos discentes com necessidades educacionais específicas quanto aos demais estudantes do curso. No decorrer do projeto pretende-se desenvolver metodologias e materiais diferenciados e adaptados às necessidades dos estudantes. Além disso, o projeto oportuniza os estudantes bolsistas e voluntários vivenciarem o processo de inclusão e a reflexão sobre a heterogeneidade como fundamental na ação educativa.

 

LEMA – Laboratório de Educação Matemática

Coordenadora: Núbia Lúcia Cardoso Guimarães

Resumo da proposta: O Projeto LEMA – Laboratório de Educação Matemática teve seu início no ano de 2016 e surgiu da demanda de algumas disciplinas da área de ensino no curso de Licenciatura em Matemática. O projeto visa a tornar o espaço destinado ao Laboratório de Educação Matemática do Campus Canoas um ambiente de ensino, aprendizagem, produção e divulgação de conhecimento matemático, de modo a contribuir na formação de professores investigadores das suas próprias práticas.

O projeto pretende viabilizar a manutenção do espaço destinado para o laboratório, o controle da entrada e saída de materiais para uso acadêmico dos estudantes do curso de Licenciatura em Matemática, o acesso dos mesmos fora dos horários de aula para a realização de trabalhos acadêmicos e outras pesquisas, além da criação e divulgação de propostas didáticas com os materiais disponíveis no laboratório.

Dessa forma, é esperado que o projeto LEMA não só contribua com a formação inicial do professor de Matemática, como também, com a melhoria da qualidade do ensino de Matemática nos demais âmbitos através do suporte às atividades pedagógicas nesta área.

 

Alpes – Atividades de Leitura e Práticas de Escrita

Coordenadora: Fabiana Cardoso Fidelis

Resumo da proposta: O objetivo do projeto é desenvolver o letramento dos alunos do curso Técnico Integrado de Manutencão e Suporte em Informática – modalidade Proeja. Para isso, são realizadas atividades de promoção da leitura e escrita:

  • Aulas de reforço no horário extraclasse, com o enfoque em interpretação e produção de textos,
  • Leituras semanais na sala de aula de textos ficcionais e não ficcionais realizadas pelos professores do curso, que se apresentam como exemplo de leitores, e
  • implementação de uma minibiblioteca de sala de aula na turma de segundo ano do curso, promovendo um ambiente de contato com livros e compartilhamento de leituras.

 

Releituras Machadianas

Coordenadora: Sheila Katiane Staudt

Resumo da proposta: Machado de Assis ao mesmo tempo fascina e amedronta aqueles que intentam desvendar os enigmas existentes em seus textos. (Re)ler este escritor após tanta pesquisa de qualidade e estudos brilhantes terem sido publicados parece um desafio ainda maior. Lacunas, artimanhas, jogos, provocações, questionamentos são apenas alguns dos ingredientes que compõem a matéria-prima de seus escritos, tornando-os mais e mais instigantes a cada leitura. Para o leitor do século 21, o contato com os textos de um dos gênios da literatura brasileira pode-se ser facilitado se (re)lido por outras mídias que dialogam com os novos processos digitais de nosso próprio tempo como, por exemplo, por meio de curtas-metragem, peças teatrais, HQ – histórias em quadrinhos, clipes musicais, entre outros.

 

Astronomia e Astronáutica na Escola: o espaço é a fronteira para o conhecimento

Coordenador: Érico Kemper

Resumo da proposta: O projeto propõe uma série de estudos relacionados de forma teórica, prática e aplicada à Astronomia, Astronáutica e Cosmologia. Percebemos a necessidade dos alunos do Ensino Médio terem o acesso mais aprofundado ao estudo desses temas por serem de grande interesse não só de adolescentes e jovens, mas do público em geral.

Oferecendo espaços para a realização de atividades práticas e experimentais, de estudos e de discussões sobre temas tão instigantes como Astronomia e Astronáutica motivaremos os participantes a perceber o campus como um espaço de laboratório de aprendizagem científica e tecnológica que vai além dos conteúdos de sala de aula ou, muitas vezes, são abordados muito superficialmente.

O pilar motivador é a preparação e participação na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica e na Mostra Brasileira de Foguetes. Assim, ao final do projeto, o aluno terá uma base mais sólida da astronomia teórica e prática e da tecnologia aplicada na exploração espacial o que proporcionará a ele uma visão mais profunda acerca do Universo que nos cerca e do qual fazemos parte.

Fim do conteúdo