Início do conteúdo

Curso Técnico em Comércio Integrado ao Ensino Médio – Modalidade de Educação de Jovens e Adultos


O que é um curso técnico integrado ao ensino médio?

Um curso integrado segue uma proposta diferenciada, em que a educação profissional (técnica) se articula com as disciplinas do ensino médio, formando um curso ÚNICO, que busca a formação integral interligada à capacitação profissional. Assim, os alunos devem concluir TODAS as disciplinas da área técnica específica e da formação básica, além de estágios, quando previstos, e de atividades complementares, a fim de receber seu certificado. Destaca-se que NÃO há a possibilidade de o aluno ser certificado APENAS no Ensino Médio em um curso INTEGRADO.

O Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja) tem como finalidade integrar educação profissional e educação básica, especialmente a partir da superação da dualidade existente entre trabalho manual e intelectual, assumindo, em face disso, o trabalho na sua perspectiva criadora e não alienante. Criado pelo Decreto nº 5840, de 13 de julho de 2006, o Proeja objetiva associar as formações de âmbito humano e profissional, visando ao desenvolvimento do indivíduo na vida e para a vida e não apenas de qualificação do mercado ou para ele.

 

Descrição do curso:

O curso objetiva formar indivíduos capazes de melhor compreender, criar conexões e atuar em sociedade. Dentro do Programa de Integração da Educação Profissional Técnica de Nível Médio ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA), o curso de comércio prevê:

  • possibilitar ao aluno compreender o significado das ciências, da comunicação e das artes como formas de conhecimentos significativos para a construção crítica do exercício da cidadania e do trabalho;
  • formar alunos com domínio dos princípios e fundamentos científico-tecnológicos, de bens e de serviços, relacionando-os à teoria e à prática, à criação e à recriação de formas solidárias de convivência, de apropriação de produtos, de conhecimentos e de riquezas;
  • possibilitar ao aluno, que estava longe da sala de aula, continuar estudos posteriores que elevem seu grau de escolaridade;
  • construir alternativas de trabalho e renda, ampliando as possibilidades dos egressos tornarem-se cidadãos-trabalhadores mais autônomos em relação ao mercado hegemônico.

 

Áreas de atuação:

O técnico em comércio poderá trabalhar em instituições públicas, privadas e do terceiro setor, bem como no comércio, na aplicação de métodos de comercialização de bens e de serviços que atendam às diretrizes organizacionais. Além disso, poderá atuar na comunicação das previsões e das demandas às empresas fornecedoras, no controle quantitativo e qualitativo de produtos e na armazenagem e operacionalização de planos de marketing, de comunicação, de logística, de recursos humanos e de comercialização.

 

Perfil do egresso: 

O profissional estará capacitado para trabalhar:

  • na aplicação dos métodos de comercialização de bens e de serviços que atendam às diretrizes organizacionais;
  • na comunicação das previsões e das demandas às empresas fornecedoras;
  • no controle quantitativo e qualitativo de produtos e de sua armazenagem;
  • na operacionalização de planos de marketing, de comunicação, de logística, de recursos humanos e de comercialização;
  • nas questões inerentes à sua formação profissional, estando apto para uma releitura do mundo no qual está inserido e, em virtude disso, terá como estabelecer as condições necessárias para o efetivo exercício da cidadania.

 

 

Início efetivo do curso:

Primeiro semestre de 2019, por meio da Resolução nº 16, de 14 de novembro de 2018, do Conselho do Campus Canoas (Concamp).

 

Modalidade:

Presencial.

 

Carga horária total:

2486h.

 

Carga horária e percentual a distância:

479h (20%).

 

Carga horária do estágio:

Não  há necessidade.

 

Carga horária das atividades complementares:

Não há necessidade.

 

Carga horária do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC):

Não há necessidade.

 

Carga horária de Língua Brasileira de Sinais (Libras)  – mesmo que optativa:

Não há necessidade.

 

Duração do curso:

3 anos.

 

Turno de funcionamento:

Noite.

 

Periodicidade de oferta:

Anual.

 

Número de vagas:

30 vagas.

 

Coordenação do curso (nome e e-mail):

Coordenadora: Jaqueline Russczyk

E-mail: coord.proeja@canoas.ifrs.edu.br

 

Docentes do curso:

Portaria do colegiado

Contato e currículo dos professores(as), clique aqui.

 

Documentos:

PPC

Matriz do curso 

 

 

Links importantes:

 

 

Última atualização em 28/07/2020

Fim do conteúdo