Início do conteúdo

Projetos 2020


Som e música em tempos de pandemia

  • Coordenador(a): Marcelo Bergamin Conter
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Com a chegada do coronavírus no Brasil, além das crises social, econômica, política e sanitária, enfrenta-se ainda uma crise cultural. Festivais de música, festas, shows, qualquer tipo de evento presencial que envolva música está impedido de ocorrer para que se evite aglomerações. Com isto, a expectativa é que o setor da música seja um dos últimos a retornar ao normal. Enquanto isso, surgem novas formas de compartilhar experiências musicais: multiplicam-se as lives em redes sociais; varandas de apartamento viram palcos voltados às janelas vizinhas; playlists tem picos de acesso devido ao aumento de pessoas reclusas em seus domicílios. Além do universo musical, a paisagem sonora urbana também se modificou: ora o som dos automóveis cede lugar a panelaços e palavras de ordem entoadas pela janela; ora buzinaços pela reabertura do comércio ressoam no lugar nos congestionamentos. Diante de todas essas mudanças no universo do som e da música, pesquisadores brasileiros de música e comunicação oferecem o seminário gratuito Som e música em tempos de pandemia. Serão três mesas de debate online para se discutir o estado atual da música e dos sons que nos rodeiam nesse período de exceção que vivemos.
  • Palavras-Chave: Sons urbanos, Conectividade, Lives, Corona vírus, Música

 

Abraçar e bem receber: Espaço Cultural Ágatha Félix no IFRS Campus Alvorada

  • Coordenador(a): Cleiton Luiz Freitas de Oliveira
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Edital IFRS nº 09/2020 – Concessão de apoio financeiro para ações de extensão propostas por estudantes do IFRS.
  • O presente projeto, proposto pelo Grêmio Estudantil Dandaras do Instituto Federal do Rio Grande do Sul – IFRS Campus Alvorada, é pensado como um espaço cultural para o acolhimento das diversas crianças que o frequentam. Motivos sociais, econômicos, raciais como também de gênero geram a necessidade de diversas crianças acompanharem suas mães em suas atividades no campus, o qual está situado estrategicamente na periferia de nossa cidade. Nosso campus precisa garantir a permanência e o êxito dos seus estudantes, acolhendo suas necessidades plurais. Nesse sentido, expandir suas fronteiras, atuando também na promoção cultural no território em que está inserido, também como forma de possibilitar o acesso da população local. Nessa proposta de acolhimento planejamos a construção do Espaço Ágatha, uma estrutura (geodésica) destinada a realização de atividades culturais, oficinas, eventos com enfoque, sobretudo no público infantil do entorno bem como dos que já frequentam o nosso campus. Para o desenvolvimento metodológico, planejamos a pesquisa de técnicas e materiais bem como a articulação com cursos, projetos, núcleos e coletivos existentes no campus.
  • palavras-chave: geodésica, educação, cultura

 

Semeando memórias e histórias através da bioconstrução: Sala Júlia Rosalles no IFRS Campus Alvorada

  • Coordenador(a): Manuela Finokiet
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Edital IFRS nº 09/2020 – Concessão de apoio financeiro para ações de extensão propostas por estudantes do IFRS.
  • O Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) câmpus Alvorada é uma instituição de ensino público, gratuito e de qualidade inserida em uma região periférica. O câmpus ainda está em seu processo de implantação e em função da rápida popularização e ampliação no número de estudantes, que não vem acompanhada pelo aumento de investimentos, têm enfrentado dificuldades com a falta de espaços para o desenvolvimento de atividades, entre elas as ações de extensão. Esses que são linha de frente no contato e interação com a comunidade externa, mantém o campus ativo, fortalecendo laços, mudando realidades e criando mais oportunidades. Com isso, nós da atual gestão do grêmio estudantil junto com demais estudantes estamos organizando e encaminhando a construção de uma sala em memória da estudante Julia, do curso técnico em Meio Ambiente integrado ao Ensino Médio, denominada espaço “Julia Rossales”. O espaço será feito através do método de bioconstrução, o qual prevê utilização de materiais naturais impactando o mínimo possível o ambiente, com a intenção de ser um espaço aberto, para o coletivo que respeite as diferenças contemplando bandeiras defendidas por Júlia. Para a construção do espaço já ocorreram alguns encontros com a gestão do campus e equipe de obras, além de pesquisas com bioconstrutores e bibliografias relacionadas ao tema. Ademais prevemos o contato direto com a comunidade externa, com a intenção de incentivar métodos alternativos de construção ainda fazendo com que esses sejam parte de todos os processos e se apropriem desses espaços.
  • palavras-chave: Extensão, Bioconstrução, Sustentabilidade

 

Libras e Feminismo

  • Coordenador(a): Maria Cristina Viana Laguna
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Edital IFRS nº 09/2020 – Concessão de apoio financeiro para ações de extensão propostas por estudantes do IFRS.
  • Considerando a realidade vivida pelas mulheres em nosso país, onde sofrem com a precaridade de políticas públicas voltadas para a sua segurança, saúde, autonomia e qualidade de vida. Esse projeto visa focar nas especificidades de ser mulher surda. Onde além das questões anteriormente citadas, também se vive uma barreira linguística, uma vez que o acesso aos seus direitos é limitado por conta da falta de comprometimento do Estado em gerar políticas públicas focadas nessa população. A não garantia do direito linguístico dessas mulheres, acaba por afetar a qualidade de vida das mesmas. Nessa linha, o projeto Libras e Feminismo busca promover debates em relação às demandas das mulheres surdas, trazendo conscientização sobre as políticas existentes, e também propondo reflexões através da filosofia feminista como base para compreensão das problemáticas apresentadas, tal como do desenvolvimento e/ou apontamentos de possíveis soluções. O projeto também visa incentivar e realizar a pesquisa sobre a língua brasileira de sinais, na busca por sinais da área do feminismo e das políticas públicas para as mulheres.
  • palavras-chave: mulher surda, feminismo, libras, política pública

 

Um novo olhar sobre a alimentação em tempos de crise: reaproveitar é necessário

  • Coordenador(a): Adriana Silva Martins
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Edital IFRS nº 09/2020 – Concessão de apoio financeiro para ações de extensão propostas por estudantes do IFRS.
  • O presente consiste na oferta de oficinas práticas, para moradores do entorno do Campus Alvorada, com objetivo de apresentar um novo olhar sobre seus hábitos alimentares, através do aproveitamento integral de alimentos. As oficinas serão ministradas por nutricionista, atualmente estudante no Campus, no curso de Licenciatura em Pedagogia. Mais do que nunca, torna-se imprescindível a conscientização da população em relação ao aproveitamento integral dos alimentos: cascas, talos, sementes, etc. são fontes nobres de nutrientes, embora muitas vezes não sejam vistos desta forma. Estas partes são normalmente descartadas na preparação dos alimentos por conta da falta de informação e incentivo. Daí importância da junção de saberes entre a nutrição e o fazer pedagógico, tornando a informação e técnicas acessíveis mesmo àqueles que não frequentam o ambiente escolar. O mundo vive um momento de crise econômica onde a sociedade precisa ter outro olhar para seus hábitos alimentares, além aprender estratégias que ajudem a driblar as dificuldades, principalmente as de acesso ao alimento. Este trabalho mostra que é possível elaborar cardápios ricos em nutrientes com as partes dos alimentos que, geralmente, são desprezados na maioria dos lares brasileiros, em especial naqueles onde o acesso a informação é mais precária.
  • palavras-chave: segurança alimentar, direito, nutrição, oficinas, Alimentação

 

LudiLibras: o lúdico como recurso pedagógico na alfabetização de surdos

  • Coordenador(a): Maria Cristina Viana Laguna
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Edital IFRS nº 09/2020 – Concessão de apoio financeiro para ações de extensão propostas por estudantes do IFRS.
  • O projeto LudiLibras: o lúdico como recurso pedagógico na alfabetização de surdos, busca realizar atividades e dinâmicas para o ensino de língua portuguesa como segunda língua para surdos de forma lúdica e prazerosa. Nesse sentido, o projeto atenderá dois públicos: Jovens e adultos surdos frequentadores da Associação de surdos de Alvorada e; Crianças surdas em processo de inclusão que estão em atendimento educacional especializado no município de Alvorada.
  • palavras-chave: Educação de surdos, Libras, Alfabetização lúdica

 

Covid-19, eu te protejo me protegendo

  • Coordenador(a): André Noronha Furtado de Mendonça
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Edital IFRS nº 09/2020 – Concessão de apoio financeiro para ações de extensão propostas por estudantes do IFRS
  • Atuar, através desta ação de extensão, na linha de frente da defesa e controle (no mínimo, como vetor de atenuação) contra a propagação da COVID-19 no município de Alvorada por meio da confecção e, posteriormente, da elaboração de uma rede de distribuição gratuita de máscaras de tecido, que são muito importantes como equipamento de proteção individual para a população carente do município. De acordo com o site do Ministério da Saúde (https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46645-mascaras-caseiras-podem-ajudar-na-prevencao-contra-o-coronavirus), as máscaras podem ser confeccionadas com tecido de algodão, o que reduz muito o custo da matéria prima.
  • palavras-chave: ação de extensão, covid-19, máscaras de proteção, equipamento de proteção individual

 

É as guria! contra fome em tempos de pandemia

  • Coordenador(a): Adriana Silva Martins
  • Edital IFRS nº 23/2020 – APOIO A PROJETOS DE EXTENSÃO VOLTADOS AO ENFRENTAMENTO DO CORONAVÍRUS (COVID-19)
  • Resumo da Proposta: O projeto ‘É as guria! contra fome em tempos de pandemia’ é uma ação do coletivo de mulheres ‘É as guria!’ formado por mulheres da comunidade, entre elas discentes e servidoras do Campus Alvorada, além de psicólogas, advogadas, assistentes sociais e sociólogas que atuam de forma voluntária, no objetivo comum de auxiliar as famílias chefiadas por mulheres de Alvorada, no combate a fome. Tais ações já vinham sendo desenvolvidos por parte do grupo, como forma de solidariedade a mulheres em situação de vulnerabilidade ou mesmo no apoio a busca dos direitos e da qualidade de vida. Neste momento, em que o mundo enfrenta uma crise sem precedentes, gerada a partir do surgimento do CoVID19, a demanda de atendimento se multiplicou, em especial em regiões como o entorno da sede do Campus Alvorada e nas comunidades adjacentes, qualificadas no projeto. Esta ação consiste, além da possibilidade da entrega de alimentos (cesta básica) para amenizar as questões relacionadas a segurança alimentar de famílias chefiadas por mulheres, também por por objeto a orientações quanto aos cuidados necessários para evitar a propagação do vírus, bem como busca fortalecer a rede de proteção das mulheres e crianças em situação de vulnerabilidade social, neste momento agravada pela pandemia.
  • Palavras-Chave: éasgurias, coronavírus, mulheres, vulnerabilidade, enfrentamento

 

Colabora: iniciativa de arrecadação e distribuição de alimentos para famílias afetadas pela crise do COVID-19

  • Coordenador(a): Ademilde Irene Petzold Prado
  • Edital IFRS nº 23/2020 – APOIO A PROJETOS DE EXTENSÃO VOLTADOS AO ENFRENTAMENTO DO CORONAVÍRUS (COVID-19)
  • O Projeto Colabora nasce da iniciativa de voluntários moradores da cidade de Alvorada, a fim de amenizar os cruéis efeitos da crise ocasionada pelo COVID-19, onde muitas pessoas em situação de vulnerabilidade social, ficaram sem a possibilidade de trabalhar e de receber seus salários, uma vez que grande parte delas dependem de trabalhos informais para o sustento de sua família. Nesta lógica, o projeto consiste na aquisição, organização e distribuição de alimentos, material de limpeza e higiene para famílias moradoras no município de Alvorada.
  • Palavras-Chave: Alimentos, Vulnerabilidade social, Família, COVID-19, Crise

Tramar Saúde Coletiva: apoio à Rede Virtual de Aprendizagens em Saúde Coletiva (Revira Saúde)

  • Coordenador(a): Juliano André Kreutz
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Tramar Saúde Coletiva é um projeto de extensão, que objetiva apoiar a rede virtual de educação e de cuidado em saúde, ‘Revira Saúde’, em colaboração com a Rede de Educação em Saúde Coletiva do Estado do Rio Grande do Sul. Esta é uma ação pública, estatal, de colaboração interinstitucional, que institui um Cadastro de Facilitadores e cria uma rede descentralizada de profissionais de saúde para teleconsultoria, a fim de apoiar práticas de cuidado em saúde e ampliar as ações estratégicas de enfrentamento da pandemia de Covid-19. Esta proposta é uma continuação do projeto ‘Tramar Saúde Coletiva: divulgação e popularização da rede de Facilitadores em Saúde Coletiva no Estado do Rio Grande do Sul (SIGProj N°: 113337.313567.1585.264143.06042020), adaptado para o enfrentamento desta crise de saúde pública. Antes, as interações da Rede eram de caráter presencial e a distância; restringiam-se às práticas educativas em saúde e os facilitadores de aprendizagem incluíam referências científicas, populares e ancestrais, sem exigência de certificação dos saberes. Agora, as ações são exclusivamente a distância, incluem educação e cuidado em saúde e exige-se a comprovação da habilitação dos profissionais. Na primeira semana de vigência destas alterações, registraram-se 136 teleconsultores. Projeta-se a expansão. A metodologia incluirá: a) gerenciamento do site https://revirasaude.com para inscrição e busca de facilitadores/teleconsultores; b) revisão e validação de cadastros; c) gerenciamento do banco de dados; d) atualização diária do mapa de teleconsultores(as) [bit.ly/procuro-apoio]; e) atendimento dos canais de comunicação da Rede; f) Criação e disseminação de materiais de divulgação; g) articulação interinstitucional e intersetorial.
  • palavras-chave: Políticas Públicas, Educação, Saúde Coletiva

 

Desenvolvimento educacional e das ações afirmativas e seu impacto na integração de alunos com deficiência

  • Coordenador(a): Janaína de Nardin
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Edital IFRS nº 09/2020 – Concessão de apoio financeiro para ações de extensão propostas por estudantes do IFRS
  • Projeto elaborado com o objetivo de auxiliar no aumento do Desenvolvimento Educacional e das Ações afirmativas dentro do ambiente escolar e no aperfeiçoamento do componente ambiental e social da comunidade infantil do segundo ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Coronel Aparício Gonçalves Borges, e com foco na integração dos estudantes com deficiência. O projeto é dividido em três etapas: conhecer e avaliar os conhecimentos pré existentes dos alunos em relação ao componente social e as ações afirmativas, bem como a forma com que os alunos convivem e se integram com os colegas que possuem algum tipo de deficiência, sejam elas físicas ou intelectuais para, assim, adaptar e criar práticas e atividades a serem aplicadas posteriormente; aplicar atividades para integração de todos os alunos e, nesse período, desenvolver livro didático-pedagógico com as atividades aplicadas na turma, bem como atividades extras que poderão, posteriormente, serem aplicadas pelos educadores, adaptando-as com as necessidades atuais da turma, contando também com retorno dos alunos de cada prática que foi aplicada; conclusão da fase de aplicação de atividades e formalização do livro, bem como desenvolvimento de artigo com dados relevantes ao impacto que o projeto causou na turma. Espera-se que o projeto estimule a interação dos alunos com seu meio e a sensibilidade social por meio de práticas integrativas, visando as ações afirmativas e o incentivo à superação das condições de desigualdade e exclusão, bem como seus professores, que receberão artigos e o livro formulado durante o projeto.
  • palavras-chave: ações afirmativas, integração, educação ambiental, educação inclusiva

 

Música e corpo no mundo 2020: o violão na educação musical

  • Coordenador(a): Cleiton Luiz Freitas de Oliveira
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • O presente projeto é destinado ao aprendizado de violão para a comunidade do entorno do Campus, bem como para servidores e estudantes. O violão é um instrumento que compõe a cultura brasileira com maior ênfase a partir do século XX. Por ser um instrumento razoavelmente acessível, de transporte fácil e por ser harmônico, permitindo assim o acompanhamento de melodias, tem sido muito utilizado na música popular para acompanhar o vasto repertório de canções no Brasil. Contudo, também é muito presente na música acadêmica. O aprendizado desse instrumento é uma solicitação permanente no campus Alvorada desde 2017, quando iniciaram as aulas curriculares de música. No ano de 2019 foi organizado um projeto de ensino para o aprendizado do instrumento e houve considerável procura da comunidade, a qual demostrou interesse em compor o projeto. O desenvolvimento do aprendizado de música por meio do instrumento será organizado na forma de aulas semanais em grupo com aproximadamente 2h de duração.
    palavras-chave: Coletividade, Cultura, Arte, Violão, Música Popular

 

Semeando saberes e sabores: horta agroecológica comunitária na promoção de uma educação ambiental popular

  • Coordenador(a): Manuela Finokiet
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • O projeto visa ampliar a articulação com a comunidade do entorno do IFRS-campus Alvorada, especialmente as residentes na Avenida A, para a manutenção e manejo de uma horta agroecológica implementada ao longo de 2018 e 2019 no campus. Busca ainda a ampliação de parceria já iniciada no Centro de Referência em Assistência Social para consolidação de uma horta com plantas medicinais. As hortas agroecológicas atuam como laboratórios vivos permitindo o desenvolvimento de atividades didático-pedagógicas relacionadas tanto ao currículo escolar, como ao resgate de saberes ancestrais e aproximações com as comunidades do entorno possibilitando trocas de saberes, experiências e estimulando a coletividade. Essa aproximação com as comunidades, permite ainda o desenvolvimento de atividades de educação ambiental voltados ao planejamento participativo de ações que envolvam questões sociais, ambientais, culturais e de saúde pública, que busquem promover a sensibilização ambiental e saúde das populações, fortalecendo as comunidades envolvidas. Espera-se, a partir do manejo da horta agroecológica, que seja possível a consolidação de um ambiente de ensino e aprendizagem comunitário, integrado, contextualizado e participativo que promova outros olhares sobre as questões alimentares, de saúde e sobre o ambiente.
  • palavras-chave: Agroecologia, educação, ambiente, saúde

 

Núcleo de Cultura e Paz

  • Coordenador(a): Vinicius Lima Lousada
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • A Justiça Restaurativa (JR) é definida, na Resolução n. 225 de 31 de março de 2016 do Conselho Nacional de Justiça, como um conjunto ordenado e sistêmico de princípios, métodos, técnicas e atividades próprias que visa à conscientização sobre fatores relacionais, institucionais e sociais motivadores de conflitos e violência, e por meio do qual os conflitos que geram dano, concreto ou abstrato, onde é necessária a participação de ofensor, vítima, comunidade e todos os envolvidos para a construção de soluções em que sejam contemplados danos, obrigações e necessidades das pessoas, bem como a recomposição do tecido social afetado pelo conflito. Através desse paradigma restaurativo é possível lidar com conflitos e violência de forma preventiva, fomentando a Cultura de Paz em diversos espaços, inclusive escolares e não-escolares. Do ponto de vista metodológico, a JR tem se utilizado, na última década no Brasil, dos Círculos de Construção da Paz (Pranis, 2010) que, por sua vez,se inserem nas tecnologias psicossociais (Pelizzoli, 2015) que visam efetivar a cultura de paz o diálogo, o empoderamento comunitário e o engajamento pessoal tendo em vista a transformação positiva de conflitos (Lederach, 2012). O presente projeto tem por propósito a disseminação dos princípios da JR e da Cultura de Paz no território de Alvorada através de grupo de estudos aberto à comunidade e da realização periódica de Círculos de Construção de Paz em diversos espaços orientados por temáticas pertinentes ao paradigma restaurativo.
  • palavras-chave: Educação para a paz., Cultura de paz, Círculos de Construção de Paz, Justiça Restaurativa

 

Diálogos

  • Coordenador(a): Joana Helena Paloschi
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • O programa Diálogos objetiva ampliar a visibilidade, fortalecer e qualificar o diálogo do Campus Alvorada do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul com seus públicos de interesse, sobretudo no município no qual está inserido e seu entorno. Para tanto, alguns dos instrumentos utilizados serão programas radiofônicos (podcasts), vídeos institucionais (histórias de vida a partir da relação com a instituição) e de coberturas dos eventos. Além disso, será realizada a alimentação e divulgação do perfil da instituição no Instagram, criado em 2019 pela então equipe do programa.
  • palavras-chave: Diálogos, Comunicação, Humanização, Rádio, Vídeos

 

Lady Blunt – Teoria e Prática instrumental do Violino (Cópia) 

  • Coordenador(a): Nina Magalhães Loguercio
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • O Projeto de Extensão Lady Blunt II visa oferecer oportunidade de iniciação à teoria musical e à prática instrumental do violino para a comunidade de Alvorada e arredores. Em 2017 surgiu a demanda de alguns alunos do campus por espaços para a aprendizagem do violino. Foi iniciado um Projeto de Ensino para oportunizar o contato dos alunos com esse instrumento musical. Ao longo do ano de 2018 e 2019 o projeto foi oferecido na modalidade de extensão, em que participaram não apenas alunos, mas também a comunidade do entorno do IFRS Campus Alvorada. Os participantes do projeto demonstraram interesse pelo aprendizado e pela prática de atividades artísticas e culturais, manifestando interesse em continuar participando do projeto em 2020. Assim, torna-se importante garantir espaço e tempo para oportunizar o aprendizado e a prática instrumental de forma sistemática, a fim de garantir o acesso às diferentes manifestações culturais e artísticas. O projeto possibilita a aproximação da comunidade com o Campus, a sensação de pertencimento ao espaço, a formação de novos vínculos de amizade e a formação integral do ser humano, explorando diferentes potencialidades.
  • palavras-chave: Ensino de Arte, Educação Musical, Teoria Musical, Prática Instrumental, Violino

 

Sarau do Sol e da Lua 2020: partilhas culturais entre a comunidade

  • Coordenador(a): Cleiton Luiz Freitas de Oliveira
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • O sarau tem se consolidado como um movimento cultural que garante um espaço permanente de partilhas das produções artísticas do público de forma livre e espontânea. Acontece na forma de edições de 1h (uma hora) de duração, alternando quinzenalmente com encontros de planejamento, organização e formação. Em suas edições, a equipe monta um espaço com condições necessárias para pequenas intervenções artíscico-culturais. A exemplo do que já realizamos nos últimos dois anos, também haverá edições temáticas elaboradas em parceria com outros grupos, a exemplo do mês de março, protagonizado por coletivos de mulheres, do Sarau da semana do meio ambiente, protagonizado por estudantes e do mês de novembro, protagonizado por membros do movimento negro. Haverá ainda as edições itinerantes que acontecerão em instituições parceiras descritas no item específico 1.4. O Campus Alvorada está localizado estrategicamente em uma área periférica da cidade com grande vulnerabilidade socioeconômica e carência de aportes culturais institucionais. Neste sentido o projeto tem por objetivo envolver e integrar a comunidade escolar e do entorno do Campus com apresentações artístico-culturais das mais variadas formas. Esperamos, assim, fomentar as práticas artísticas e culturais, desenvolvendo ouvidos e olhos atentos e sensíveis às produções apresentadas pela comunidade. Buscamos propiciar uma interação de diálogo entre o IFRS e a sociedade, compreendendo esse espaço em sua potencialidade para o compartilhamento de saberes e para a formação integral do público envolvido nesse processo.
  • palavras-chave: Protagonismo Juvenil, Cultura, Arte, Performance, Coletividade

 

Língua de Sinas nas escolas de Surdos

  • Coordenador(a): Renata Ohlson Heinzelmann Bosse
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Resgatamos as manifestações dos pesquisadores surdos, suas ideias, experiências e por este objetivo que percebemos que temos espalhar do estudo sobre empoderamento do movimento surdo
  • palavras-chave: Comunidade Surda, Empoderamento Surdo e informação em Libras

 

Projeto Encceja Semear 2020

  • Coordenador(a): André Noronha Furtado de Mendonça
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • O presente projeto replica a ação muito bem sucedida realizada em 2019, e é a evolução da ação solidária e voluntária promovida pelo professor André Furtado desde março de 2017 de forma a proporcionar a membros da comunidade IFRS Alvorada e dos bairros periféricos desta instituição o melhor treinamento possível no preparo para a prova de certificação do INEP, o EnCceja, desta vez, na edição 2020.
  • palavras-chave: ensino fundamental, ensino médio, inep, curso de extensão, encceja 2020

 

Espanhol – Língua e Cultura

  • Coordenador(a): Giselle Maria Santos de Araujo
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • O projeto Espanhol: Língua e cultura visa capacitar alunos para ouvir, falar, escrever e ler em Língua Espanhola, nas variadas situações cotidianas e de trabalho que exijam nível básico da língua, além de promover o acesso à cultura hispânica.
  • palavras-chave: nível básico, Língua espanhola, Cultura.

 

Recicloteca: uma proposta educacional sobre resíduos sólidos recicláveis que integra ensino, pesquisa e extensão

  • Coordenador(a): Fedra Gidget Obeso Quijano Krüger
  • Edital IFRS Nº 15/2020 – Apoio a Projetos Indissociáveis de Pesquisa, Ensino e Extensão nos Campi do IFRS.
  • Este projeto é uma proposta educacional que envolve ensino, pesquisa e extensão no Curso Técnico de Meio Ambiente do IFRS – Alvorada. A reciclagem de resíduos sólidos domiciliares foi o tema selecionado para desenvolver o projeto, pois permitirá uma aproximação do contexto da profissão e contribuirá na formação qualificada dos alunos sobre o assunto. O aprendizado também ocorrerá em situações que extrapolem os muros da escola, durante as oficinas de compostagem, de fabricação de papel artesanal e durante as trocas de experiência com a comunidade externa. Tudo isto, sem perder a dimensão investigativa e criativa da pesquisa, na medida em que serão incentivadas pesquisas bibliográficas, exploratórias e experimentais para a construção do conhecimento.
  •  Palavras-Chave: papel artesanal, compostagem, resíduos sólidos domiciliares, Reciclagem

 

Pré-Vestibular Popular Minervino de Oliveira

  • Coordenador(a): Andre Luis Demichei
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • O grupo que compõe o Pré-Vestibular Popular Minervino de Oliveira é formado por docentes das diversas áreas do conhecimento e também por colaboradores que estão cursando licenciaturas nas respectivas áreas. Há também alguns componentes do projeto que se dedicam a tarefas imprescindíveis para o funcionamento geral do PVMO: apoiadores administrativos, pedagógicos, publicitários, etc. O principal objetivo do projeto é proporcionar a estudantes carentes de Alvorada a possibilidade de cursarem o Ensino Superior, seja via ENEM ou Vestibular. Para tanto, serão ministradas aulas preparatórias que possibilitem a realização dessa empreitada.
  • palavras-chave: Educação, Popular, Emancipação, Trabalho, Vestibular

 

Pelas Margens: Arte+Ativismo e/em suas Intersecções

  • Coordenador(a): Daniel Bassan Petry
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • O Programa ‘Pelas Margens: Arte+Ativismo e/em suas intersecções’ configura-se como uma ação ampliada e elaborada de forma intercampi, visando promover articulações entre as unidades do IFRS Campus Alvorada e Campus Restinga, localizadas em zonas de extrema vulnerabilidade social na Grande Porto Alegre. Dirigido à comunidade escolar – local –, às comunidades do entorno dos campi – bairros – e estabelecendo parcerias com outras unidades e projetos da rede IFRS que atuem em perspectivas afins, o programa promoverá o desenvolvimento de ações de intervenção artística de artivismo (arte+ativismo) e a criação de espaços de diálogo e troca sobre boas práticas em projetos e pesquisas relacionadas às temáticas de Gênero e Sexualidade nas intersecções de raça/etnia, classe e juventudes, entre outras, promovendo atividades que estimulem e promovam o respeito aos Direitos Culturais e aos Direitos Humanos, como a “TodaMostra: Mostra de Diversidades” e da “Parada da Diversidade do IFRS”. Como um programa idealizado de forma intercampi, “Pelas Margens” propõe-se à elaboração de estratégias de intervenção no campo social e cultural, que atuem a partir de reflexões sobre a noção de “margem” como um possível traço da identidade periférica dos campi Alvorada e Restinga, enfatizando a afirmação de direitos e enfrentando distintas formas de preconceito e discriminação que se afirmam culturalmente.
  • palavras-chave: sexualidade, gênero, artivismo, Direitos Humanos

 

6º CodaKids

  • Coordenador(a): Renata Ohlson Heinzelmann Bosse
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Manter este encontro Coda Kids e aceitaram assumir responsável a organização o evento desde em janeiro de 2016. Mantiveram o mesmo objetivo principal que é incentivar um encontro entre crianças de várias faixas etárias para manter seus laços de amizades entre si, preservando o que eles têm em comum as famílias surdas. Com mais organização e divisão de grupos por faixa etária
    palavras-chave: Identidade Surda, Coda, Cultura Surda, Libras

 

Jornal Gaúsurdo -2020

  • Coordenador(a): Renata Ohlson Heinzelmann Bosse
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
    O Jornal Gausurdo é um projeto de informação e comunicação em Libras – Língua Brasileira de Sinais por meio de um canal do youtube. Conta com uma equipe que atende demandas temáticas da comunidade surda. Esta equipe estuda os temas e depois os grava em Libras a fim de proporcionar mais informações para os surdos. O Jornal Gausurdo existe como meio eletrônico, via canal do youtube, desde 2016 e tem sido acessado por surdos não apenas do estado do Rio Grande do Sul, como também do país. É um canal garante o acesso a cultura, informação e comunicação com temas variados e relacionados a vivência da comunidade surda.
  • palavras-chave: Comunidade Surda, Comunicação e informação em Libras, Jornal Gaúsurdo

 

YOGA – Vivências e experiências

  • Coordenador(a): Justina Bechi Robaski
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Este projeto tem como objetivo proporcionar a Comunidade Acadêmica a partir da abordagem das atividades vinculadas a atividade da yoga para proporcionar vivências e experiências das atividades do exercício. Participarão deste projeto servidores, alunos e servidores da comunidade em geral. Eles participarão do projeto com atividades da Yoga (exercícios respiratórios, posturas, meditação/relaxamento e filosofia). Ao final, os participantes responderão a um questionário de avaliação, permitindo mensurar a aceitabilidade do projeto para a melhoria da qualidade de vida.
  • palavras-chave: Experiências, Vivências, Yoga

 

Fortalecendo a profissão ‘Cuidador de Idosos’: um projeto de comunicação

  • Coordenador(a): Getúlio Sangalli Reale
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Este projeto visa comunicar à comunidade externa as competências e os serviços prestados pelos Cuidadores de Idosos. Nesse processo, buscaremos também consolidar o conhecimento e fomentar a capacidade de apresentação e divulgação dos alunos do Curso Técnico em Cuidados de Idosos Integrado ao Ensino Médio PROEJA, desta forma auxiliando os alunos no desenvolvimento de um mercado de trabalho em processo de consolidação e formalização. Alunos do 6o. semestre do Curso Técnico em Cuidados de Idosos Integrado ao Ensino Médio PROEJA apresentam uma inquietação e insatisfação quanto ao conhecimento e reconhecimento que sua profissão tem para o público externo. Nesse sentido,o projeto foi pensado como uma forma dos alunos divulgarem as competências da sua profissão e os benefícios que ela pode levar aos idosos que precisam de cuidados na forma de um programa de comunicação integrada. No processo de criação do programa de comunicação, os alunos consolidarão seus conhecimentos. Por meio de pesquisa e esclarecimento sobre as competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) que adquiriram durante o curso, criarão um ‘discurso de venda’ de sua profissão para abordagem pessoal, assim como peças para divulgação na internet, como vídeos e artes para a postagem em redes sociais, para o público externo. Como resultado, também espera-se contribuir na formação de extensionistas, no empoderamento dos alunos do Curso Técnico em Cuidados de Idosos PROEJA e na divulgação da profissão ainda em processo consolidação e formalização.
  • palavras-chave: profissão, competências do cuidador, profissão, Cuidador de Idosos, Divulgação para o público externo

 

MÃOS ARTEIRAS – versão 2020

  • Coordenador(a): Cristiane Esteves Dalla Costa
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • São inúmeros os desafios encontrados na inclusão das pessoas com deficiência na sociedade. O presente projeto possibilita o contato do IFRS Campus Alvorada com a comunidade externa com necessidades especiais, visando a construção de uma sociedade mais justa, ética e democrática. Com isso, viabiliza a aproximação dessa comunidade com o IFRS, através de atividades educacionais que proporcionam a melhora das condições cognitivas dos participantes. O projeto visa ofertar oficinas para pessoas com as mais diversas deficiências, promovendo a convivência em grupo e a troca de experiências cotidianas, respeitando as diferenças pessoais, socioculturais e filosóficas. O projeto acontece terça e quintas, no IFRS Campus Alvorada, durante o turno da tarde e tem em torno de 20 participantes. Os métodos desenvolvidos são pinturas em tecido e papel, confecção de objetos de decoração a partir de material descartável, uso de miçangas para bijuterias e jogos. A diversidade de técnicas possibilita o exercício da capacidade psicomotora do aluno, independentemente da sua deficiência. Espera-se, com a execução desse projeto, proporcionar a melhora da autonomia e da qualidade de vida dos jovens, seus cuidadores e familiares, estimulando a socialização dos membros participantes e desenvolvendo melhorias cognitivas, de motricidade fina e de socialização. O “Mãos Arteiras” excede seu papel de apenas ensinar técnicas manuais e passa a ser um espaço de convívio e troca de experiências em diferentes âmbitos, sempre respeitando a pluralidade dos indivíduos participantes. O projeto possui relação entre ensino, pesquisa e extensão, conduzindo mudanças significativas nos processos de ensino e aprendizagem dos participantes.
  • palavras-chave: oficinas, inclusão, vulnerabilidade, interação, convivência

 

Bate-Mãos: Comunidade surda em outra vibe

  • Coordenador(a): Maria Cristina Viana Laguna
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
    O projeto ‘Bate-Mãos: Comunidade Surda em outra vibe’ é a quinta edição de um conjunto de ações e mobilizações que pretende atingir, através de palestras e oficinas, todas as pessoas envolvidas na comunidade surda. O Projeto beneficia ainda os estudantes do curso Técnico em Tradução e Interpretação de Libras a conviverem com as pessoas surdas, bem como possibilita que estudantes, em fase de atividades de práticas profissionais, possam colocar em prática os conhecimentos adquiridos em aula.
  • palavras-chave: comunidade surda, surdos, língua de sinais, informação, comunicação

 

PROPES – Programa Permanente de Estudos Surdos

  • Coordenador(a): Maria Cristina Viana Laguna
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • O Propes – Programa Permanente de Estudos Surdos, se propõe a fomentar a criação, realização e execução de projetos de extensão na área de Libras (Língua Brasileira de Sinais). Uma das ações é estabelecer parceria com entidades e Instituições a fim de oportunizar a visibilidade da área de Libras para a comunidade em geral. A caminhada do Propes no IFRS surge a partir das reflexões e discussões sobre a importância dos projetos estarem vinculados a um Programa especifico. O Propes, a partir dos projetos vinculados pensa a diversidade e diferença surda da e na instituição. Os projetos ao estarem vinculados ao Propes tornam-se conhecidos para a Instituição e para todos os envolvidos nas ações do Programa. As ações abrangem desde palestras a cursos voltados para a comunidade surda. O Propes busca consolidar uma articulação entre IFRS e entidades visando o fortalecimento das relações e valorização das lutas da comunidade surda.
  • palavras-chave: Língua Brasileira de Sinais, Estudos Surdos, PROPES

 

Português para Surdos: dicas de leitura e escrita

  • Coordenador(a): Luciana Munhoz Vargas Oliveira
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
    O curso de Português para Surdos: dicas de leitura e escrita é um curso voltado para as pessoas surdas alvoradenses que desejam aprender algumas dicas de escrita e leitura em língua portuguesa.
  • palavras-chave: libras, Português como língua adicional, Surdos

 

Oficina de Libras para a comunidade: intensivo de verão

  • Coordenador(a): Luciana Munhoz Vargas Oliveira
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • O curso de Libras para quem quer, é um curso voltado para a comunidade alvoradense que deseja complementar seus conhecimentos para se comunicar com os surdos.
  • palavras-chave: libras., Português como língua adicional, Surdos

 

Tópicos em Educação Antirracista

  • Coordenador(a): Giselle Maria Santos de Araujo
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • O projeto educacional apresenta-se como ação de extensão com o objetivo de dar formação a professores, funcionários e alunos tanto da comunidade externa quanto do Campus Alvorada para a prática de uma educação antirracista. A partir de leituras escolhidas, buscaremos discutir temas e questões relativas ao racismo e à educação antirracista, tendo como ponto de partida textos de literatura brasileira de escritoras negras. A ação proposta é uma Roda de Conversa quinzenal sobre Tópicos em Educação Antirracista, com 20h de duração, seguida de debates e discussões.
  • palavras-chave: Educação antirracista, Literatura brasileira, Autoras negras

 

IV Jornada do GPESC

  • Coordenador(a): Marcelo Bergamin Conter
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
    A IV Jornada do GPESC propõe-se como um ciclo de palestras voltado ao debate sobre as novas configurações da Semiótica em sua relação com a comunicação e suas diferentes interfaces.
  • palavras-chave: Estruturalismo, Mídia, Micropolíticas, Comunicação, Semiótica

 

Ciclo de Palestras Tradução e Interpretação em Vários Âmbitos

  • Coordenador(a): Quetlin Ester Camargo Ribeiro de Araújo
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Oportunizar informação e conhecimento ao público presente sobre as especificidades da Língua Brasileira de Sinais, Comunidade Surda, Sujeito Surdo, intérprete de Libras, etc.
  • palavras-chave: Intérprete de Libras, Surdo, Língua de Sinais

 

Cães Comunitários do Campus Alvorada e entorno

  • Coordenador(a): Walkyria Quedi Taborda Borsato
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • O projeto se propõe a cuidar das condições físicas-sanitárias dos animais em situação de rua que vivem e co-habitam no Campus Alvorada e arredores. Para tal, avaliamos as condições de saúde e buscamos atendimento e orientações profissionais para dar o suporte à saúde dos animais, tanto cães quanto gatos. Para maior efetividade do projeto, levamos esclarecimento à comunidade sobre a necessidade de manter animais e ambiente em bom estado, pois isso reflete diretamente na saúde e condições de vida da população humana. O projeto também atua na conscientização da necessidade de castração de animais que vivem na rua e/ou que tenham acesso à rua para prevenir, não apenas a proliferação de animais, como também evitar o desenvolvimento de doenças. Para manutenção básica do projeto, atuamos com ongs e outros projetos promovendo feiras, brechós, blitz e outros eventos onde angariamos fundos e doações para nossas ações.
  • palavras-chave: cão, comunitário, saúde, pública, rua

 

CinePop

  • Coordenador(a): Sarah Moralejo da Costa
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Exibição de filmes relacionados à cultura Pop, aberto à comunidade, associada a debate e problematização das temáticas centrais realizada por docentes da instituição. A primeira edição do evento, realizada em janeiro de 2020, se foca em filmes infantis debatidos sob a perspectiva da filosofia.
  • palavras-chave: audiovisual, cinema, cultura pop, filosofia, infância

 

Curso de Extensão – Informática Básica

  • Coordenador(a): Vinicius Morais Fochi
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • O Curso Básico em Informática oferecido pelo Campus Alvorada do IFRS tem o objetivo de fornecer treinamento básico no uso de computadores para pessoas que possuem pouca ou nenhuma experiêncian o uso de tais ferramentas. Os temas a serem trabalhados incluem: uso de dispositivos básicos de hardware do computador (mouse, teclado, monitor de vídeo, etc.), sistema operacional Windows, conceitos sobre Internet e suas ferramentas básicas (e-mail, redes sociais, etc.). O curso possui uma carga horária total de 30 horas.
  • palavras-chave: Internet, Windows, computadores, Informática básica

 

Programação Básica com Java III

  • Coordenador(a): Vinicius Morais Fochi
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Atualmente as tecnologias da informação ocupam um espaço considerável em nossa sociedade. Todas as aplicações proporcionadas por soluções de TI são possíveis graças a um conjunto de elementos de infraestrutura, dos quais um dos mais importantes é o software. A construção da infraestrutura de software em soluções de TI é uma das principais demandas atualmente. Nos últimos anos tem ocorrido uma busca crescente por profissonais capacitados para o desenvolvimento de software. Este curso tem o objetivo de ofertar uma formação introdutória ao desenvolvimento de software utilizando uma das ferramentas mais populares das últimas décadas: a linguagem Java.
  • palavras-chave: desenvolvimento de algoritmos, Java, Introdução à programação de computadores

 

Programação Básica com Java II

  • Coordenador(a): Vinicius Morais Fochi
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Atualmente as tecnologias da informação ocupam um espaço considerável em nossa sociedade. Todas as aplicações proporcionadas por soluções de TI são possíveis graças a um conjunto de elementos de infraestrutura, dos quais um dos mais importantes é o software. A construção da infraestrutura de software em soluções de TI é uma das principais demandas atualmente. Nos últimos anos tem ocorrido uma busca crescente por profissonais capacitados para o desenvolvimento de software. Este curso tem o objetivo de ofertar uma formação introdutória ao desenvolvimento de software utilizando uma das ferramentas mais populares das últimas décadas: a linguagem Java.
  • palavras-chave: introdução à programação de computadores, Java, desenvolvimento de algoritmos, estruturas de controle

 

Programação Básica com Java I

  • Coordenador(a): Vinicius Morais Fochi
  • Edital IFRS nº 65/2019 – Registro de ações de extensão – Fluxo contínuo 2020
  • Atualmente as tecnologias da informação ocupam um espaço considerável em nossa sociedade. Todas as aplicações proporcionadas por soluções de TI são possíveis graças a um conjunto de elementos de infraestrutura, dos quais um dos mais importantes é o software. A construção da infraestrutura de software em soluções de TI é uma das principais demandas atualmente. Nos últimos anos tem ocorrido uma busca crescente por profissonais capacitados para o desenvolvimento de software. Este curso tem o objetivo de ofertar uma formação introdutória ao desenvolvimento de software utilizando uma das ferramentas mais populares das últimas décadas: a linguagem Java.
  • palavras-chave: desenvolvimento de algoritmos, Java, Introdução à programação de computadores

Última atualização em 24/06/2020

Fim do conteúdo