Início do conteúdo

Projetos de Pesquisa


Ibialert: uma ferramenta automática para estimar a evapotranspiração de referência a partir de dados web

COORDENADOR: Edimar Manica

A evapotranspiração é o processo combinado da evaporação da água do solo e da transpiração das plantas. Na agricultura, a evapotranspiração de referência (ETo) é uma variável fundamental no planejamento e gerenciamento da irrigação. Este projeto tem como objetivo a criação de uma ferramenta Web automática, denominada IbiAlert. Essa ferramenta visa estimar a ETo para sete dias futuros a partir de dados da Web. A IbiAlert será estratégica para agricultores, uma vez que contribuirá para o gerenciamento da irrigação e para a maior eficiência na utilização dos recursos naturais e demais insumos agrícolas. A IbiAlert deve coletar diariamente e automaticamente da Web os dados de previsão meteorológica. A partir dos dados coletados, será calculada a estimativa da ETo utilizando o método FAO Penman-Monteith. Essas estimativas devem ser divulgadas na Web através da IbiAlert. Este projeto envolve dois experimentos. O primeiro experimento visa identificar o método de extração de dados da Web (baseado em expressões XPath, baseado em expressões regulares ou baseado em alinhamento parcial de árvores) mais adequado para o domínio da aplicação. Os métodos devem ser avaliados de forma quantitativa através das métricas de precisão, revocação e F1. O segundo experimento visa avaliar a precisão da estimativa da ETo. Essa avaliação será realizada comparando a estimativa da ETo fornecida pela IbiAlert com a ETo do dia calculada pelo método FAO Penman-Monteith com dados medidos pela estação meteorológica automática do Instituto Nacional de Meteorologia. A precisão da estimativa de evapotranspiração será avaliada através de indicadores estatísticos (por exemplo, erro médio).

 

Avaliação de equipamento dinâmico para medida de parâmetros físico-químicos do solo

COORDENADOR: Juliano Dalcin Martins

O surgimento do setor de máquinas e implementos agrícolas transformou o setor agrícola como um todo, sendo hoje praticamente impossível se pensar em agricultura de larga escala, sem sua utilização. O mundo atualmente passa por uma fase em que inovações tecnológicas são lançadas de forma muito rápida, não sendo diferente no setor de máquinas agrícolas. O presente projeto procura determinar a precisão na determinação de equipamentos e sensores para mensuração de parâmetros físico-químicos do solo. Tem como objetivo avaliar a eficiência dos sensores para a determinação de acidez ou alcalinidade do solo (pH) e matéria orgânica do solo; Comparar resultados obtidos pelos sensores para determinação em campo, com a análise laboratorial padrão para os mesmos parâmetros. O projeto está vinculado ao um acordo de cooperação técnica com a empresa STARA, indústria de implementos agrícolas.

 

Influência dos resíduos culturais na evaporação da água de um solo cultivado no sistema plantio direto

COORDENADOR: Juliano Dalcin Martins

A implantação de culturas de cobertura e sua manutenção na superfície do solo têm sido utilizadas amplamente para o controle da amplitude térmica da temperatura do solo, para reter maior quantidade de água no solo, além de diminuir a evaporação da água e o escorrimento superficial elevando a taxa de infiltração. Quando a superfície evaporante é a superfície do solo o grau de cobertura por parte do cultivo e a quantidade de água disponível na superfície evaporante são outros fatores que afetam o processo de evaporação. Para tanto a quantidade e o tipo do resíduo vegetal pode interferir no processo de evaporação de água solo. Sendo assim o objetivo deste projeto é determinar a influência de diferentes tipos e quantidades de resíduos vegetais na evaporação de água no solo. Será conduzido experimento em nível de campo, utilizando a técnica do microlisímetros para determinar a evaporação de água no solo. O experimento será conduzido em delineamento inteiramente casualizado, bifatorial, sendo o fator A diferentes níveis de cobertura vegetal (0, 3 e 6 t ha-1) e o fator B diferentes espécies (nabo, aveia e ervilhaca). Serão avaliadas a evaporação diária da água do solo, a variação do conteúdo de água no solo e a evaporação de água diretamente do resíduo vegetal. Espera-se com este projeto determinar a diferença de evaporação e poder modelar a evaporação para determinação do balanço hídrico.

 

Desempenho agronômico da aveia em função da qualidade das sementes

COORDENADOR: Marcos Paulo Ludwig

Objetivo do presente trabalho será de avaliar o filocrono, componentes do rendimento, características morfológicas e produção de forragem das aveias preta (Avena strigosa) e branca (Avena sativa) em plantas provenientes de sementes de diferentes níveis de qualidade fisiológica. O experimento será realizado em duas partes, sendo a primeira na área Didática e Experimental de Campo, realizando semeadura e condução das parcelas a campo, avaliando estádios fenológicos e o filocrono e a produção de forragem já a segunda parte será realizada no Laboratório de Culturas Anuais realizando avaliações de componentes do rendimento (número de espigas, grãos por espiga, peso de mil grãos e peso de grãos por espiga), características morfológicas (altura de planta, altura de inserção da espiga, número de nós no colmo, espessura da base do colmo e rendimento biológico), secagem e pesagem das amostras ambas pertencentes ao IFRS – Campus Ibirubá. A análise de variância será realizada pelo pacote estatístico SISVAR® através de teste F a 5% de probabilidade.

 

Produção de sementes de culturas anuais de inverno com uso de fertilizante orgânicos e organominerais

COORDENADOR: Marcos Paulo Ludwig

O aumento da área agrícola e a introdução de cultivares e híbridos com alto potencial produtivo aumentou a demanda pelo uso de fertilizantes industriais, esses produtos são provenientes de reservas naturais não renováveis. O elevado uso de fertilizantes diminui estas reservas, com isso se faz necessário buscar outras alternativas mais sustentáveis de fertilizantes. Dentro desta proposta o uso de fertilizantes orgânicos sólidos e líquido e organominerais sólidos tem sua importância elevada gradativamente, pois apresenta um grande potencial devido a utilização de rejeitos que são considerados passivos ambientais. O objetivo do trabalho é avaliar a aplicação de fontes de fertilizante orgânicos, dejeto líquido de suínos, fertilizante orgânico sólido e fertilizante organomineral na produtividade e qualidade de sementes das culturas anuais de inverno. O experimento será realizado no Câmpus Ibirubá, do IFRS, com delineamento de blocos ao acaso com parcela subdividida e quatro repetições, nas parcelas principais estarão dispostos os tratamentos de manejo do solo (com e sem rotação de culturas) e nas sub parcelas os diferentes fertilizantes (orgânico sólidos, dejeto líquido de suínos, organomineral, mineral e testemunha sem aplicação de fertilizante). Será avaliado o desempenho a campo através de emergência a campo, massa seca e índice do teor de clorofila e produtividade de sementes (kg/ha) e a qualidade das sementes pela germinação e vigor (primeira contagem da germinação e envelhecimento acelerado), peso hectolitro e peso de 1000 sementes. Os dados serão tabulas e analisados estatisticamente através de análise de variância e posterior teste de médias a Tukey 5% de probabilidade.

 

Dinâmica de sedimentos em bacia hidrográfica do município de XV novembro

COORDENADOR: Ben-Hur Costa de Campos

Atividades agropecuárias têm sido intensificadas e abrangido maiores áreas para produção, especialmente aquelas ocupadas com mata, no Brasil nas últimas décadas. No entanto, a expansão da produção agropecuária, em muitos casos, não preconizou técnicas de manejo adequadas para a manutenção da qualidade dos recursos naturais, o que tem resultado em degradação do solo e da água, especialmente evidenciado na escala de bacias hidrográficas. O objetivo é avaliar a dinâmica hidrossedimentológica de uma pequena bacia hidrográfica rural ocupada predominantemente com produção de grãos e identificar a origem dos sedimentos. A caracterização físico-hídrica do solo será realizada em todas as classes de solo da bacia, com abrangência dos diferentes usos do solo e classes de relevo. A avaliação da descarga sólida e líquida e da perda de nutrientes e na bacia hidrográfica está sendo realizada por meio do monitoramento contínuo da precipitação, da vazão e da turbidez da água, em uma seção de monitoramento composta por vertedor triangular e automatizada com pluviógrafo, linígrafo, turbidímetro. Os dados serão obtidos e armazenados em um datalogger em intervalos de 10 minutos. Amostras de sedimentos estão sendo coletadas mensalmente em um amostrador integrador instalado próximo à seção de monitoramento; na mesma ocasião serão coletadas amostras de água para determinar a concentração dos elementos químicos. Os dados iniciais indicam aumento considerável da vazão e sedimentos na água, principalmente em altas precipitações pluviométrica.

 

Efeito da desuniformidade de plantas na produtividade da cultura do milho

COORDENADOR: Juliano Dalcin Martins

O potencial produtivo de uma lavoura de milho é definido pelas condições oferecidas ao desenvolvimento das plantas, desde a semente até a colheita, sendo o período inicial de estabelecimento da cultura um dos maiores balizadores do potencial produtivo da lavoura. As condições do ambiente no entorno da semente, como a temperatura e a umidade do solo exercem papel fundamental na velocidade de germinação e estabelecimento das plântulas. A uniformidade do estande de plantas pode ser influenciada por vários fatores: velocidade de semeadura, variação da profundidade de semeadura, vigor das sementes, umidade do solo e contato solo-semente. O objetivo deste projeto é avaliar os efeitos da desuniformidade de plantas de milho em função do atraso de formação do estande populacional na produtividade da cultura e sua relação com os componentes de rendimento. O delineamento utilizado será de blocos ao acaso, sendo realizadas três datas de semeaduras (dia 1, 4 e 8), com o objetivo de simular dias de atraso na emergência da cultura, provocando uma desuniformidade de estande da população de plantas. Serão avaliados oito tratamentos, com diferentes composições procurando simular estandes com maiores e menores uniformidades. Serão avaliados a produtividade e componentes de rendimento. Os dados obtidos serão submetidos à análise de variância, e as médias comparadas pelo teste de Tukey, a um nível de probabilidade de 5%.

 

Diferentes tipos de silagem na alimentação de coelhos na fase de crescimento

COORDENADORA: Renata Porto Alegre Garcia

Dietas exclusivas de ração tornam elevado o custo da criação de coelhos. A fisiologia digestiva do coelho possibilita o aproveitamento da fibra dietética devido ao fenômeno da cecotrofia que é a reingestão do material de alta qualidade nutricional, fermentado no ceco e colo. O uso de forrageira como complemento alimentar pode ser uma alternativa na criação, porém faltam estudos no tema. A silagem é a forragem conservada através da fermentação anaeróbica, pode ser produzida de diferentes espécies forrageiras. O objetivo principal do projeto é avaliar o uso de diferentes silagens na alimentação de coelhos em crescimento. O experimento será realizado no Instituto Federal do Rio Grande do Sul – Câmpus Ibitubá (RS), no Setor de Cunicultura em 2017. Os coelhos serão desmamados aos 30 dias de idade e alocados individualmente nas gaiolas metabólicas, após 14 dias de adaptação com a dieta avaliada começará a fase experimental, com quatro períodos de 14 dias, finalizando as avaliações de desempenho aos 100 dias de vida dos animais. O delineamento experimental será inteiramente casualizado. A unidade experimental será constituída de um coelho macho ou fêmea por gaiola, sendo seis repetições por tratamento. Os tratamentos serão: ração comercial, ração comercial + silagem de aveia, ração comercial + silagem de milho e ração comercial + silagem de sorgo. Em todos os tratamentos os animais receberão ração e água à vontade. Serão analisadas as relações entre consumo de silagem e ração, desempenho animal, resposta econômica, análise bromatológica dos alimentos e digestibilidade.

 

Produção de mudas de erva-mate (ilex paraguariensis)

COORDENADORA: Suzana Ferreira da Rosa

Com a obrigatoriedade de adequação das propriedades rurais ao Código Florestal Brasileiro através do Cadastro Ambiental Rural (CAR) se fazem necessárias a criação de alternativas para utilização das áreas de Reserva Legal pelos agricultores da região do Alto Jacuí. Nesse sentido, a erva-mate (Ilex paraguariensis) torna-se uma boa alternativa, pois é uma espécie nativa da região, encontra-se com o mercado aquecido devido ao bom preço e além do chimarrão, pode ser matéria prima para outros produtos, como chás e até mesmo na indústria de cosméticos. Porém, o suprimento de mudas em quantidade e qualidade, bem como o domínio das técnicas de produção tornam-se os principais entraves para a expansão da cultura. Nesse sentido, o estudo se propõe a avaliar a qualidade de mudas de erva-mate produzidas por sementes e por estaquia obtidas de matrizes da região Alto Jacuí. O estudo será conduzido no Câmpus Ibirubá, onde serão produzidas as mudas e estudadas a qualidade das mesmas através da avaliação do desenvolvimento aéreo e radicular no viveiro e seu desempenho no campo em diferentes ambientes de cultivo (pleno sol, consórcio com mata nativa). O trabalho também visa incentivar aos alunos a adoção da silvicultura como alternativa de renda para os produtores rurais da região.

 

Um estudo sobre as práticas da indústria de software de Ibirubá/RS

COORDENADOR: Edimar Manica

Este projeto tem como objetivo desenvolver um estudo sobre a indústria de software de Ibirubá/RS. O estudo será realizado através de uma pesquisa baseada em questionários explorando a demografia, as práticas de desenvolvimento de software e os riscos associados à indústria de software Ibirubense. Os resultados desse estudo podem contribuir para a diversidade da pesquisa sobre práticas em engenharia de software e para fornecer dados aos coordenadores e professores dos cursos Técnico em Informática e Bacharelado em Ciência da Computação do IFRS – Campus Ibirubá. Esses dados permitirão adequar o projeto político pedagógico desses cursos à realidade local, bem como orientar o ensino, a pesquisa e a extensão às demandas da indústria de software local.

 

Qualidade do plantio direto na localidade de linha cristal, Selbach, RS

COORDENADOR: Ben-Hur Costa de Campos

O plantio direto se caracteriza pela permanência dos restos de cultura no campo, sendo a posterior semeadura feita sem o revolvimento do solo pela aração e gradagem, proporcionando vantagens econômicas como menor custo de produção e maior produtividade. Foram reunidas amplas evidências de que esse sistema resulta em incrementos na retenção de água no solo, decréscimo nas temperaturas do solo, controle da erosão e no incremento nos teores de matéria orgânica, resultando em maiores rendimentos das culturas, em comparação ao preparo convencional do solo. O município de Selbach, RS possui uma área rural com cerca de 177,25 km² que está localizado na região fisiográfica Planalto Médio. Altitude média de 420 metros. O clima da região é subtropical Cfa, conforme classificação de Köeppen. O solo predominante é Latossolo Vermelho. A principal atividade é produção de grãos. Serão analisadas as áreas de plantio direto da localidade de Linha Cristal que possui cerca de 22,9 km². A mesma possui como atividade principal a produção de grãos apresentando um grande número de áreas e diversidade de produtores. O objetivo deste trabalho será de avaliar a qualidade do plantio direto na localidade de Linha Cristal, Selbach, RS, através da determinação de fitomassa, densidade do solo e matéria orgânica no solo, rotação de culturas e pontos de erosão, além de gerar mapas do uso das glebas que poderá se observar como se encontra o plantio direto (PD). Este trabalho se iniciou na safra 2016/2017 e pretende-se abranger todas as safras até a safra 2018/2019.

 

Cultivo de alface e rabanete sob a influência de diferentes fases lunares

COORDENADOR: Eduardo Montezano

O referido projeto tem por objetivo estudar o cultivo de alface e rabanete sob a influência de diferentes fases lunares. Serão instalados experimentos na horta didática do setor de horticultura do IFRS-Campus Ibirubá nas quatro fases da lua (nova, crescente, minguante e cheia). Após instalados os experimentos serão avaliada a produtividade (kg/ha), além de outras variáveis quantitativas referentes à massa fresca e seca das plantas (parte aérea e raízes). Serão ainda realizadas observações relacionadas à aspectos qualitativos e fitossanitários das plantas cultivadas. Para a realização do projeto de pesquisa serão adotadas duas espécies de hortaliças (alface e rabanete). O delineamento experimental será de blocos ao acaso, com quatro repetições para cada tratamento. Os tratamentos corresponderão às quatro diferentes fases da lua no momento de implantação dos experimentos (semeadura/transplantio das hortaliças). O estudo buscará validar e valorizar o saber popular referente à influência da lua nas atividades agropecuárias, em especial no que diz respeito à produção de hortaliças folhosas e de raízes (alface e rabanete).

 

Robótica educacional como incentivo ao estudo de ciências

COORDENADORA: Vanessa Faria de Souza

Atualmente é crescente a utilização de tecnologias de informação e comunicação, tais como objetos de aprendizagem e robótica, para auxiliar o processo de ensino e aprendizagem. A robótica educacional, especialmente, tem provado despertar interesse nos alunos, por permitir manuseio físico e participação ativa no processo de desenvolvimento de projetos. O presente projeto de pesquisa propõe integrar os graduandos de Licenciatura em Matemática e Ciência da Computação do IFRS – Campus Ibirubá para realizarem juntos análises e desenvolverem procedimentos para o ensino aprendizagem de ciências (matemática e física em especial) utilizando-se dos recursos da Robótica Educacional, motivando alunos com esse formato diferenciado de ensino. Os procedimentos serão aplicados a alunos do ensino médio como meio de validação dos mesmos. Desta forma ao mesmo tempo em que o projeto oferece um campo de estágio, incentivando os futuros licenciados e cientistas da computação, promove o interesse pelo estudo de ciências entre participantes do projeto, levando-os a cursar o ensino superior e promovendo a elevação do nível sócio-econômico.

 

Inspeção dos pulverizadores agrícolas da microrregião do Alto Jacuí

COORDENADOR: Daniel Uhry

A agricultura hoje é o maior motor econômico do país e, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento, a safra 2014/15 teve uma produção de 206,34 milhões de toneladas. Atualmente, a utilização de defensivos agrícolas torna-se indispensável para uma produção de grãos em grande escala. A utilização de máquinas em bom estado de conservação, aliadas a uma correta calibração e regulagem, é fundamental para melhorar a eficiência técnica das aplicações, diminuir custos de produção e minimizar impactos ao ambiente. Melhorar o conhecimento em relação ao funcionamento, calibração e regulagem dos equipamentos é imprescindível para minimizar erros de aplicação, como por exemplo, taxa de aplicação diferente da programada (excesso ou déficit), perda de produtos por vazamentos, entre outros. Visando conhecer melhor as características dos pulverizadores da região do município de Ibirubá, o objetivo deste projeto é avaliar os pulverizadores quanto às características técnicas, operacionais e suas condições de uso. Os tratamentos serão compostos por grupos de idade dos pulverizadores, sendo o tratamento 01 composto por pulverizadores 0 a 4 anos, o tratamento 02 por pulverizadores de 5 a 8 anos, o tratamento 03 por pulverizadores de 09 a 12 anos, e o tratamento 04 por pulverizadores acima de 12 anos de idade. Cada tratamento será composto por 5 repetições. Será realizado teste de médias para as variáveis as quais é aplicável. Os dados não numéricos serão transformados em porcentagem para posterior análise, e serão explorados através da estatística descritiva.

 

Construção de bancada tribológica

COORDENADOR: Felipe Rodrigues de Freitas Neto

Tribologia é a ciência que estuda o atrito e suas consequências, entre elas o desgaste prematuro de peças e maquinas. Estes desgastes podem ser mensurados e acompanhados através de medições de parâmetros como temperatura, ruído e vibrações mecânicas, o que é muito usado na manutenção preditiva de maquinas na indústria. O presente trabalho tem como objetivo construir uma bancada de testes tribológico. Com isso possibilitar fazer ensaios em laboratório de situações encontradas na indústria, tais como lubrificação ineficiente, defeito na peça devido à montagem, defeito na peça devido à fabricação e desgastes decorrente do uso e da fadiga superficial. Os valores de temperatura e vibração captados fornecem informações sobre o que está ocorrendo no interior da maquina, sem necessitar desmonta-la. O projeto também tem impacto direto no ensino das disciplinas de Manutenção Industrial, Elementos de Maquinas e Vibrações Mecânicas.

 

Avaliação de modelos de câmaras de combustão para microturbinas a gás derivadas de turbocompressores veiculares

COORDENADOR: Daniel Pinto

A pesquisa compreende o estudo das especificações e características necessárias de câmaras de combustão tubulares de microturbinas a gás derivadas de turbocompressores veiculares. A partir deste estudo, serão produzidos, via Desenho Assistido por Computador (CAD – Computer Aided Design) modelos tridimensionais de câmaras de combustão tubular. Os modelos serão avaliados via Dinâmica dos Fluidos Computacional (CFD – Computacional Fluid Dynamics). Posteriormente, serão obtidos protótipos de câmaras de combustão para avaliações de operação comparação com dados obtidos em simulação.

 

Avaliação de acessibilidade em software educativo: uma visão do usuário deficiente

COORDENADORA: Vanessa Faria de Souza

Este projeto visa realizar a aplicação do método de avaliação prospectiva, para verificação de acessibilidade dos software educacionais utilizados em sala de aula no Campus ibirubá do IFRS (Instituto Federal do Rio Grande do Sul). Para isso será elaborado um questionário baseado no checklist de usabilidade e acessibilidade do LabIUtil (Bastien e Scapin (1993), e de acessibilidade de Cybis (2000). A avaliação dos softwares será feita por meio de questionário, o qual será adequado a linguagem do usuário deficiente, este instrumento de pesquisa será aplicado aos alunos com necessidades educacionais especiais que estudam no Campus Ibirubá.

 

Avaliação de Equipamento Dinâmico para Mensuração de Parâmetros Físico-Químicos de Solo

COORDENADOR: Juliano Dalcin Martins

O surgimento do setor de máquinas e implementos agrícolas transformou o setor agrícola como um todo, sendo hoje praticamente impossível se pensar em agricultura de larga escala, sem sua utilização. O mundo atualmente passa por uma fase em que inovações tecnológicas são lançadas de forma muito rápida, não sendo diferente no setor de máquinas agrícolas. O presente projeto procura inicialmente determinar a precisão na determinação de equipamentos e sensores para mensuração de parâmetros físico-químicos do solo. Tem como objetivo avaliar a eficiência dos sensores para a determinação de acidez ou alcalinidade do solo (pH) e matéria orgânica do solo; Comparar resultados obtidos pelos sensores para determinação em campo, com a análise laboratorial padrão para os mesmos parâmetros. A instituição cooperante pretende introduzir estes sensores que são importados em suas máquinas e implementos agrícolas. Entretanto, estes sensores e equipamentos devem ser ajustados e adaptados para a situação da agricultura brasileira, que possui um sistema de cultivo totalmente diferente, necessitando, portanto possíveis adaptações, calibrações, validações, adequações e modificações antes de se tornar um produto comercial. O projeto está vinculado ao um acordo de cooperação técnica recentemente assinado e aprovado pelo IFRS e STARA.

 

Desenvolvimento de um sistema especialista para classificação de pacientes asmáticos

COORDENADOR: Edimar Manica

Este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema especialista para classificação de pacientes asmáticos quanto à gravidade. Para cada paciente asmático, o sistema irá atribuir uma das classes definidas pela equipe da Clínica CIEMP. A partir dessa categorização, o sistema irá recomendar, para o médico, exames, previsão de retorno, tratamentos e práticas. Essa recomendação irá auxiliar o médico na tomada de decisão. O principal diferencial do sistema proposto é considerar o contexto do paciente. Dois pacientes asmáticos com contextos diferentes obterão recomendações diferentes. Por exemplo, um paciente asmático que possui depressão, reside em um local úmido e trabalha em um ambiente com poeira terá uma recomendação diferente de um paciente asmático sem depressão que reside em um apartamento arejado e trabalha em um ambiente sem fatores desencadeantes da asma. Outro diferencial do sistema é o acompanhamento domiciliar de crises e sintomas. Atualmente, o diagnóstico da gravidade da asma é realizado em consultório com perguntas ao paciente sobre as crises e sintomas ocorridos nas últimas quatro semanas. No entanto, muitas vezes o paciente não consegue relatar com precisão todo o ocorrido durante esse período. Com o sistema, o paciente, seu familiar ou cuidador poderá informar episódios de crise ou sintomas no momento da ocorrência através do celular. Essa praticidade permitirá um relato mais fidedigno e, com isso, um tratamento personalizado. Esse novo paradigma de acompanhamento clínico também permitirá ao médico ser avisado caso o sistema identifique que é necessário solicitar uma consulta para readequação e/ou reorientação do tratamento.

 

Movimento Maker: Uma proposta Educacional com Robótica de baixo custo

COORDENADORA: Vanessa Faria de Souza

O Movimento Maker está relacionado com a proposta de aprendizado baseado na autonomia (faça você mesmo) e criatividade. Esse movimento explora o exercício da criatividade, o trabalho em equipe, a postura empreendedora e o desenvolvimento da capacidade de inovação que são aspectos importantes na formação. Complementando essa informação, o uso de novas tecnologias é crescente em qualquer área, assim como dentro das instituições de ensino e a robótica educacional tem mostrado notáveis progressos em uma diversidade de ambientes. Apesar da utilidade e da versatilidade dessa ferramenta ela ainda não é utilizada em larga escala em nosso país. Este fato ocorre, principalmente, devido ao alto custo do equipamento. Diante desse problema, surgiu a robótica educacional de baixo custo, que se utiliza de sucatas de equipamentos de informática antigos, assim como a plataforma de prototipagem eletrônica de hardware livre e de placa única como é o caso do Arduíno. Neste contexto, este projeto visa empregar os fundamentos do Movimento Maker e suas possibilidades educacionais, em oficinas de robótica educacional de baixo custo, promovendo a construção de soluções inovadoras ante a situações problemáticas que irão ser instigadas a partir de temas geradores como sustentabilidade, recursos ambientes, preservação dentre outros. Pretende-se dessa forma gerar protótipos e produtos que possam ser aplicados como soluções para problemáticas reais.

 

Geek MakerLab – Laboratório Maker de Inovação

COORDENADOR: Ronaldo Serpa da Rosa

Os modelos de educação tradicionais estão cada vez mais ultrapassados em relação às novas gerações de estudantes e as tecnologias contemporâneas. Diante disso, a cultura Maker tem contribuído significativamente para o aprimoramento destes modelos, por meio da valorização da prática e da experimentação, de mais execução e menos teoria, proporcionando um aprendizado mais significativo para os alunos. Neste sentido, este projeto tem como objetivo principal a implantação de um laboratório Maker no IFRS – Campus Ibirubá, bem como introduzir ao conhecimento dos alunos e professores das comunidades internas e externas os conceitos básicos sobre a cultura Maker e como a mesma pode contribuir no processo educacional. Por fim, espera-se desenvolver nos alunos as capacidades de criação e inovação, trabalho em grupo e resolução de problemas. No que tange os professores, o objetivo principal é demonstrar mais uma ferramenta de auxílio ao ensino para os mesmos utilizarem em suas aulas.

 

Desempenho da cultura do milheto e sorgo forrageiro em função da qualidade de semente

COORDENADOR: Marcos Paulo Ludwig

A produção de plantas forrageira tem sua importância aumentada no contexto atual, tanto para a cobertura do solo como para a produção de animal (leite e corte). Técnicas que possam obter resultados de produção semelhantes com custos menores são importantes. Na produção animal um modo de reduzir o custeio é repensar o modo qual se empregam os gastos referentes a alimentação animal. O sorgo forrageiro (Sorghum bicolor) e o milheto (Pennisetum americanum) podem substituir parcialmente o milho, reduzindo significativamente o custo da ração sem que se perca em produção. Porém há pouca pesquisa com estas espécies na região. Outra questão é a qualidade das sementes utilizadas, também necessitam ser melhor analisadas, pois sementes de melhor qualidade tendem a resultar em boas emergências e melhor estabelecimento da cultura, que são ocasionadas por sua germinação e vigor elevados. Portanto o objetivo do trabalho será de avaliar o desempenho de plantas oriundas de sementes de maior e menor qualidade das culturas de sorgo forrageiro e milheto. Será avaliado o filocrono, características morfológicas e componentes do rendimento, além disso, a produção de forragem. Os dados obtidos serão analisados através de teste de variância ANOVA a 5% de probabilidade de erro.

 

Distribuição Geográfica das áreas irrigadas por pivô central no Estado do Rio

COORDENADOR: Juliano Dalcin Martins

Devido à variabilidade da produção, em função das condições climáticas, há uma procura crescente por investimento dos produtores em sistemas de irrigação. Apesar dos benefícios advindos de seu uso, a agricultura irrigada demanda grandes quantidades de água. Informações sobre a oferta e a demanda hídrica de um dado local são fundamentais para a adequada gestão de seus recursos hídricos. O objetivo deste projeto será identificar e quantificar as áreas irrigadas por pivô central no Estado do Rio Grande do Sul, assim como sua distribuição nas bacias hidrográficas e por nos municípios do Estado. As áreas irrigadas por pivôs centrais serão levantadas através da identificação visual, com base no mosaico formado por imagens do satélite Landsat 8 OLI/TIRS, inseridos na plataforma Google Earth. O período de mapeamento utilizado será considerando imagens disponíveis até Março de 2018. Espera-se com este projeto quantificar a área irrigada pelo sistema de irrigação por pivô central e sua distribuição nos municípios e nas bacias hidrográficas.

 

Influência de plantas de cobertura do solo no controle de plantas daninhas e na produtividade da cultura de milho – safra 2017/2018

COORDENADOR: Ben-Hur Costa de Campos

A cultura de milho é importante para produção de grãos e forragem, e se torna necessária também no aspecto de rotação de culturas com a cultura soja. Entretanto, apresenta relativa baixa liquidez comercial e baixa tolerância a seca. Assim, a redução de custos torna-se importante, a fim de viabilizar a cultura dentro da propriedade agrícola. Uma alternativa ambiental e economicamente viável é o uso de adubação verde antecedendo esta cultura, com objetivo de fornecimento de nutrientes. Outra importância da utilização destas plantas são suas efetividades no controle de plantas daninhas, reduzindo ou eliminando muitas vezes a necessidade do uso de herbicidas, fator importante na redução de custos da lavoura e menor impacto ambiental. O objetivo deste trabalho é avaliar a influencia de plantas de cobertura do solo de inverno no controle de plantas daninhas e no desenvolvimento da cultura de milho. O experimento agrícola foi conduzido nas safras 2015/2016 e 2016/2017, e pretende-se conduzi-lo nesta última safra 2017/2018. Este é composto pela implantação de plantas de cobertura de inverno azevém, nabo forrageiro, aveia preta e ervilhaca e, os consórcios aveia + nabo e aveia + ervilhaca, em diferentes formas de manejo do solo para posterior cultivo do milho. Nas duas primeiras safras as plantas de cobertura mostraram-se eficientes no controle de plantas daninhas e na produtividade do milho, com destaque para o nabo forrageiro e consórcio de nabo forrageiro e aveia preta.

 

Desempenho da cultura do trigo em função da qualidade das sementes

COORDENADOR: Marcos Paulo Ludwig

O presente trabalho terá por objetivo avaliar o desempenho da cultura do trigo em função da qualidade das sementes. O experimento será realizado com quatro cultivares a condução a campo será realizada na área Didática e Experimental de Campo do IFRS, Campus Ibirubá, onde será realizada semeadura, demarcação das plantas provenientes de sementes de diferentes níveis de qualidade, condução das parcelas a campo. O trabalho será conduzido na forma de população de plantas em nível de lavoura e com plantas isoladas. No trabalho conduzido sob população de plantas será avaliando estádios fenológicos e o filocrono e em ambos os trabalhos os componentes do rendimento (produtividade, número de espigas, grãos no colmo, grãos nos perfilhos, peso de mil grãos e peso de grãos por espiga), características morfológicas (altura de planta, altura dos perfilhos, altura de inserção da espiga do colmo, altura de inserção da espiga dos perfilhos, número de perfilhos, número de perfilhos férteis, número de nós no colmo, número de nós nos perfilhos, espessura da base do colmo, espessura da base dos perfilhos e rendimento biológico). As avaliações de componentes do rendimento e características morfológicas serão realizadas no Laboratório de Culturas Anuais do IFRS – Campus Ibirubá. As amostras serão submetidas a análise de variância pelo pacote estatístico SISVAR® através de teste F a 5% de probabilidade.

 

Identificação e determinação do teor de rotenona por técnicas espectrométricas em extratos de Timbó (Ateleia glazioviana Baill) presentes no IFRS – Campus Ibirubá em diferentes estações do ano

COORDENADORA: Sandra Meinem da Cruz

Anteriormente, ao advento dos inseticidas sintéticos após a segunda guerra mundial, os inseticidas botânicos eram muito utilizados. A população indígena da América do Sul, principalmente no Rio Grande do Sul, utilizava o timbó em suas pescarias. Pelo princípio ativo extraído dessas árvores (a rotenona), era muito utilizado para o controle de insetos e pragas representa um importante aspecto em pequenas áreas de cultivos agroecológicos, onde a produção de extratos torna-se viável. Dentre os efeitos sobre os insetos, a repelência, inibição de oviposição e da alimentação, alterações no sistema hormonal, causando distúrbios no desenvolvimento, deformações, infertilidade e mortalidade. Atualmente, devido as possibilidades de se tornarem sucessores eficientes dos produtos sintéticos, os timbós voltaram a despertar interesse. Nesse sentido, no presente trabalho metodologias analíticas como a extração e quantificação da presença de rotenona, em plantas de timbós presentes no IFRS-Campus Ibirubá são avaliadas.

 

Avaliação de métodos de extração assistida por radiação micro-ondas e ultrassom para a determinação multielementar em solos

COORDENADORA: Sandra Meinem da Cruz

No presente projeto pretende-se demonstrar as potencialidades da utilização do ultrassom e micro-ondas para a extração de metais como cálcio (Ca), magnésio (Mg), potássio (K), zinco (Zn) e cobre (Cu) de solos. Os solos agrícolas, em geral, contêm todos os elementos indispensáveis ao crescimento das plantas, além de outros não essenciais ou tóxicos. Na avaliação da fertilidade do solo são utilizados métodos de extração do solo que apresentam alta correlação com a absorção de nutrientes pelas plantas. A intensidade da extração pode variar desde a fração solúvel em água até o teor total. Para os nutrientes minerais, sejam eles, fósforo (P), potássio (K), cálcio (Ca), magnésio (Mg), cobre (Cu), zinco (Zn) e enxofre (S) são empregados extratores de intensidade média como sais diluídos, ácidos fortes diluídos ou resinas trocadoras. No entanto, elevado consumo de reagentes, bem como o tempo consumido para a realização dessas análises tornam o preparo de amostras, um processo moroso. Desta forma, na presente proposta, pretende-se utilizar a energia do ultrassom e da radiação micro-ondas, como uma alternativa para diminuir o tempo de extração dos analitos, consequentemente, o tempo necessário para emissão do laudo de análise de solo, na análise de rotina.

 

Uso de fontes alternativas de nutrientes e manejo do solo na produção e qualidade das sementes de culturas anuais de verão

COORDENADOR: Marcos Paulo Ludwig

O emprego elevado das reservas naturais de nutrientes para utilização na produção de fertilizantes aliada a necessidade de incremento na produtividade das culturas, faz com que o homem utilize outras formas mais sustentáveis quanto ao uso de fertilizantes. A proposta visa, fundamentalmente alicerçar com dados científicos o uso de fontes alternativas de nutrientes na produção e qualidade das sementes de culturas anuais de verão. Como fontes alternativas será utilizado o dejeto líquido de suíno, adubo orgânico e organomineral. Elevando assim o uso destes resíduos pelos agricultores. Baseando-se em dados de produtividade e qualidade de sementes de culturas anuais. Atividade de geração e difusão de conhecimento com relação a aplicação de fontes de nutrientes através da adubação orgânicos e incipiente, principalmente quanto a os efeitos ao longo dos anos com inserção de diferentes manejos do solo quanto a rotação de culturas. Ressalta-se a importância das culturas anuais de verão na região, onde a soja e o milho se destacam pela importância. O projeto será conduzido no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Câmpus Ibirubá. Os manejos implementados serão: testemunha, adubação mineral, orgânica, dejeto líquido de suínos e organomineral estes tratamentos serão aplicados em duas áreas uma com o uso de rotação de culturas e outra com sucessão de culturas. Será avaliado a produtividade de sementes e a qualidade física e fisiológica destas. Posteriormente serão realizadas análises estatísticas através de análise de variância e teste de média.

 

Produção e manejo do pomar de citros cultivar ‘Navelina’ sob diferentes plantas de cobertura do solo

COORDENADOR: Eduardo Matos Montezano

O referido projeto de pesquisa tem por objetivo estudar aspectos produtivos e de manejo do pomar de citros, cultivar ‘Navelina’ sob diferentes plantas de cobertura do solo. Os tratamentos correspondem à três diferentes coberturas de solo e seu respectivo manejo na área experimental do pomar (T1 = amendoim forrageiro; T2 = aveia-preta (inverno) + capim-sudão (verão) e T3 = vegetação espontânea). O delineamento experimental adotado será o inteiramente casualisado, com seis repetições para cada tratamento. As variáveis a serem avaliadas serão número de frutos por planta, kg de frutos por planta, diâmetro dos frutos, espessura da casca, teor de sólidos solúveis (graus brix). Serão também avaliados os atributos físicos e químicos do solo (textura, teor de matéria orgânica, macronutrientes e micronutrientes), além da composição química das folhas da parte aérea da planta (macronutrientes e micronutrientes). Outros dados que também serão coletados é o levantamento de pragas e doenças ocorrentes na área experimental.

 

Desenvolvimento de método de preparo de amostra para a moringa e avaliação da disponibilidade dos analitos nas folhas, chás e farinha

COORDENADORA: Sandra Meinem da Cruz

A Moringa oleífera é uma planta originária da Índia onde é utilizada desde a folha até a semente em diversas aplicações por seu elevado valor nutricional. Sua importância pode ser comprovada através de pesquisas laboratoriais, onde sua composição química é determinada com uso de metodologias analíticas. Os macronutrientes Cálcio (Ca), Magnésio (Mg) e Potássio (K) tem maior influência sob o valor nutricional da planta. A determinação desses elementos pode ser feita em chás, farinha e nas folhas. Além das análises químicas, deve haver a coleta de amostras em diferentes épocas do ano e análise do solo do local em que a estrutura da planta abrange para examinar a possível interferência de agentes externos em seu desenvolvimento. Após a amostra de tecido vegetal e farinha ser preparada (seca e moída), será avaliada a eficiência de diferentes métodos de digestão e/ou extração (digestão em bloco digestor, micro-ondas e ultrassom) para posterior determinação de Ca, Mg e K.

 

Distribuição Geográfica das áreas irrigadas por pivô central no Estado do Rio Grande do Sul

COORDENADOR: Juliano Dalcin Martins

Devido à variabilidade da produção, em função das condições climáticas, há uma procura crescente por investimento dos produtores em sistemas de irrigação. Apesar dos benefícios advindos de seu uso, a agricultura irrigada demanda grandes quantidades de água. Informações sobre a oferta e a demanda hídrica de um dado local são fundamentais para a adequada gestão de seus recursos hídricos. O objetivo deste projeto será identificar e quantificar as áreas irrigadas por pivô central no Estado do Rio Grande do Sul, assim como sua distribuição nas bacias hidrográficas e por nos municípios do Estado. As áreas irrigadas por pivôs centrais serão levantadas através da identificação visual, com base no mosaico formado por imagens do satélite Landsat 8 OLI/TIRS, inseridos na plataforma Google Earth. O período de mapeamento utilizado será considerando imagens disponíveis até Março de 2018. Espera-se com este projeto quantificar a área irrigada pelo sistema de irrigação por pivô central e sua distribuição nos municípios e nas bacias hidrográficas.

 

Fim do conteúdo