Início do conteúdo

Projetos de Ensino


Projetos submetidos ao Edital Complementar do Campus Ibirubá/IFRS n. 11/2021, referente ao Edital PROEN/IFRS n. 17/2021- Bolsas de Ensino 2021, Edital Complementar 2° Chamada do Campus Ibirubá/IFRS nº 20/2021 vinculado ao Edital IFRS n° 17/2021 – Bolsas de Ensino 2021

 

1) Projeto: Acompanhamento Pedagógico aos Beneficiários do Programa de Benefício Estudantil

Coordenador(a): Vanessa Bugs Gonçalves

Vigência: 01/07/2021 a 31/01/2022

Descrição: O presente projeto surgiu a partir das experiências e dos frutos obtidos através do projeto de pesquisa “A Efetividade do Programa de Benefício Estudantil no IFRS-Campus Ibirubá”, cujo escopo, propôs uma avaliação do programa a partir do olhar dos diferentes sujeitos que compõem os auxílios estudantis. A necessidade de um acompanhamento pedagógico voltado a este público dos auxílios estudantis, constitui uma das ações que foram apontadas para fortalecer a política de permanência e êxito do IFRS. O projeto abordará ações de acompanhamento pedagógico, possuindo um amplo escopo de atividades planejadas, contando com uma equipe multiprofissional da Assistência Estudantil do IFRS Campus Ibirubá. No ano de 2020, o programa de benefício estudantil contou com 120 beneficiários dos diferentes cursos. Considerando o momento pandêmico que estamos vivenciando, muitos estudantes possuem dificuldades de organização na sua rotina, dificuldades de aprendizagens anteriores, que constituem um risco à evasão escolar. O projeto possui esse público alvo como foco de atuação, porém, conforme a capacidade de atendimento da equipe de trabalho, poderão se agregar outros estudantes que tenham um perfil socioeconômico e de aprendizagem e histórico escolar semelhantes.

 

2) Projeto: Dublagem e Legendagem no Ensino de Língua Inglesa

Coordenador(a): Gabriela Fontana Abs da Cruz

Vigência: 01/07/2021 a 31/01/2022

Descrição: Além de estarmos na era da informação e da tecnologia, enfrentamos, desde 2020, a pandemia da Covid-19, que nos desestabilizou de diversas maneiras, dentre elas o ensino remoto. Se no ensino presencial já surgia a necessidade de propor atividades diferenciadas para motivar os estudantes, com o ensino remoto ou híbrido, essa necessidade passa a ser urgente. O presente projeto, desde 2020 no Campus Ibirubá, vem elaborando sequências de atividades para o ensino de Língua Inglesa que aliam legendagem e dublagem, a fim de propor outras formas de trabalhar com a língua no Ensino Médio. Esse também será um dos objetivos para 2021; no entanto, além de novas atividades, propõe-se buscar formas de sua implementação, por meio de recursos tecnológicos gratuitos, e que possam ser utilizados tanto em aulas remotas, quanto em aulas presenciais. O material desenvolvido será testado, para que seja avaliado e reformulado quando for preciso, e para disponibilizá-lo, futuramente, para outros professores de línguas.

 

3) Projeto: Numem da Agro: Um Resgate Histórico e Técnico da Área Didática Experimental do IFRS

Coordenador(a): Daniela Batista dos Santos

Vigência: 01/07/2021 a 31/01/2022

Descrição: O registro histórico e seus documentos são o meio mais real de afirmação da identidade de uma instituição ou de um legado. Através dele comprova-se a credibilidade e, no caso do curso de Agronomia do IFRS Campus Ibirubá, a qualidade oferecida aos estudantes e a comunidade. Culminando com a iniciativa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul em criar o Núcleo de Memórias do IFRS, e valendo-se da importância agronômica de registrar informações técnicas e levantamentos históricos das áreas agricultáveis, esse Projeto de Ensino é proposto. Objetiva-se realizar um levantamento histórico da área experimental didática do curso de Agronomia do IFRS Campus Ibirubá desde sua criação. Assim, o projeto prevê as seguintes ações centrais, sendo: i) Coleta de informações de relatos históricos da escola agropecuária existente no local, até o estabelecimento do IFRS, como Campus Ibirubá; ii) Coleta de material e relatos acerca do estabelecimento do curso de Agronomia, suas diretrizes e sua formação; iii) Levantamento histórico sobre a área agrícola experimental (a qual soma mais de 100 ha), em todas as áreas agronômicas que forem possíveis, tais como manejos de solo, nível de fertilidade do solo, rotação de culturas, informações que envolvam fitopatologia, entomologia, engenharia agrícola, máquinas agrícolas, construções rurais etc.; iv) Elaboração de mapas temáticos a partir desses dados; v) Composição do levantamento cível e do ambiente do campus, das manutenções prediais e laboratoriais da estrutura fornecida para o Curso; vi) Confecção de um acervo que abrigue todas essas informações e as reúna como uma linha do tempo, até os dias atuais. Espera-se que a partir dos dados gerados haja fortalecimento do Curso e que, por meio de ações interdisciplinares e indissociáveis, a comunidade acadêmica seja beneficiada. Ainda, deseja-se cultivar um senso de respeito e pertença aos nossos espaços didáticos, afinal, só cuida para onde vai quem respeita de onde vem.

 

4) Projeto: Prática em Projeto Assistido por Computador

Coordenador(a): Bruno Conti Franco

Vigência: 01/07/2021 a 31/01/2022

Descrição: A evolução dos computadores e da computação gráfica revolucionaram o projeto mecânico de máquinas e equipamentos, essas ferramentas possibilitam a criação de modelos, desenhos e protótipos virtuais, o que permite a identificação de erros de projeto e oportunidades de otimização, antes da fabricação do protótipo físico. Entretanto muitas dessas ferramentas impõe dificuldades de instalação, operação e configuração aos usuários iniciantes, soma-se ainda as dificuldades com o idioma, por exemplo o Onshape, que não disponibiliza versão em português. O objetivo desse projeto é capacitar e auxiliar os estudantes na instalação, operação e configuração desses softwares de computação gráfica, especificamente as ferramentas do tipo CAD (Computer Aided Design). Através da pesquisa em fóruns, tutoriais, bibliografia e normas técnicas visa a elaboração de material didático em português, e assim aumentar a eficácia de aprendizagem. O material produzido no projeto será disponibilizado no formato de apostilas e vídeos explicativos, disponibilizados aos estudantes através do Moodle e canais no Youtube. Em paralelo a essas ações, será ofertada monitoria de forma remota aos estudantes do curso Técnico em Mecânica e Engenharia Mecânica, com momentos específicos para auxílio aos grupos de trabalho dos projetos integradores. Espera-se com essas ações: melhorar o aproveitamento dos estudantes nos componentes curriculares e projetos que utilizam ferramentas CAD, difundir a tecnologia no ambiente acadêmico, e desenvolver habilidades e competências em projeto mecânico virtual, capacitando os estudantes e bolsistas para o mercado de trabalho.

 

5) Projeto: Handebol no IFRS

Coordenador(a): Helder Madruga de Quadros

Vigência: 01/07/2021 a 31/01/2022

Descrição: O esporte coletivo handebol é um dos esportes que mais crescem no Brasil e uma das modalidades esportivas praticadas nas aulas de Educação Física do Campus Ibirubá, bem como a participação em competições escolares em nível municipal, regional e nacional. O projeto “Handebol no IFRS” tem o objetivo de oportunizar experiências motoras, sociais, culturais e psicológicas, por intermédio de quatro horas semanais de treinamentos físico, técnico e tático de handebol, sendo oferecido para todos os alunos do campus Ibirubá. O projeto será ofertado a todos os alunos matriculados no Campus distribuído em dois treinos semanais com duração de duas horas cada um.

 

6) Projeto: Cineframe

Coordenador(a): Gabriela Fontana Abs da Cruz

Vigência: 01/07/2021 a 31/01/2022

Descrição: O trabalho com produção audiovisual na escola é um importante recurso capaz de potencializar diferentes habilidades dos estudantes e de aprimorar a produção textual nessa modalidade, com a possibilidade de haver um interlocutor real, em uma situação comunicativa real e legítima. Com o intuito de incentivar, auxiliar e instrumentalizar a produção audiovisual de estudantes do Ensino Médio Integrado do campus Ibirubá, o projeto de ensino CineFrame propõe-se a trabalhar com a adaptação de contos brasileiros para o cinema, na modalidade de curta-metragens. O filme produzido será apresentado em um Cine debate virtual, a fim de ter um interlocutor real e também de proporcionar um momento de reflexão sobre a sua criação e sobre os processos envolvidos na sua produção.

 

7) Projeto: Ibiferti: Simplificando o Solo

Coordenador(a): Daniela Batista dos Santos

Vigência: 01/07/2021 a 31/01/2022

Descrição: O solo é um recurso natural extremamente importante para a vida humana no planeta Terra, podendo ser considerado um componente vital para o agroecossistema, visto que, nele ocorrem processos e ciclos de transformações físicas, biológicas e químicas, e, quando mal manejado, pode degradar todo esse agroecossistema. Diante disso, o solo deve ser entendido por todos como um recurso natural essencial e que deve ser conservado, especialmente, pelos profissionais da área, como os técnicos em agropecuária e agrônomos. Para que isso aconteça, os estudantes e futuros profissionais precisam ter uma formação que aponte caminhos para essa conscientização, e que adote estratégias didáticas, criativas e modernas que facilitem o entendimento dos estudantes acerca das Ciências do Solo, visto que, essa temática é extremamente dinâmica e prática e que exige bases conceituais sólidas, afinal, o solo é um corpo natural que possui atributos químicos, físicos e biológicos bastante complexos. Com a necessidade de estratégias de ensino aprendizagem diferentes e facilitadoras e para que haja não somente a compreensão dos conteúdos programáticos das disciplinas de Ciência do Solo por parte dos estudantes, mas também a promoção da interdisciplinaridade e futuramente, formação de profissionais ativos, críticos e conscientes que atuem na sociedade de forma racional e responsável, surge o projeto de ensino IbIFerti, que consiste na elaboração de materiais didáticos, físicos e digitais, criativos e facilitadores que possam ser utilizados por estudantes de todos os níveis de ensino ofertados pelo IFRS Campus Ibirubá na área das Ciências do Solo e outras disciplinas com possibilidade de integração.

 

8) Projeto: Desenvolvimento de uma bancada didática de hidráulica

Coordenador(a): Bruna Dalcim Pimenta

Vigência: 01/07/2021 a 31/01/2022

Descrição: As bancadas didáticas têm se mostrado uma importante ferramenta para o aprendizado dos acadêmicos nas diversas áreas de conhecimento, visto que as atividades práticas fazem com que os alunos tenham uma compreensão mais visível e interativa. O presente projeto objetiva realizar o dimensionamento e montagem de uma bancada didática de hidráulica para um futuro aproveitamento por parte da instituição. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus Ibirubá não possui nenhum equipamento para realização de aula prática da disciplina de Hidrologia e Hidráulica Agrícola para o Curso Bacharelado em Agronomia. Além dessa, a bancada servirá de apoio para a disciplina de Irrigação e Drenagem, no Curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio e para o Curso Bacharelado em Agronomia. Ademais, futuramente, pode servir de base para estudos de diferentes disciplinas dos cursos já citados e de outros.

 

9) Projeto: O estágio curricular obrigatório integrando conhecimentos na formação dos estudantes concluintes do curso técnico em agropecuária integrado ao ensino médio

Coordenador(a): Renata Porto Alegre Garcia

Vigência: 01/08/2021 a 31/01/2022

Descrição: Com o novo projeto pedagógico do curso técnico em agropecuária em 2019 iniciou os projetos integradores, a primeira experiência de forma presencial foi o “Jardim Sensorial” e em 2020 as ações foram remotas com a “Horta escolar ecológica/de casa”. Em 2021 a turma que participou das atividades em 2019 e 2020, em 2021 são os alunos do 3º ano do curso optaram pelo tema “o estágio curricular obrigatório integrando cnhecimentos”. O projeto de ensino tem como objetivo a formação integral, contemplando a formação humana e cidadã e a qualificação profissional. O projeto contará com diferentes atividades que acontecerão ao longo do ano letivo de 2021 nas terça-feira das 13:15 às 14:50, ou no período de aula dos componentes com conteúdos relacionados ao tema do projeto. Serão realizadas oficinas visando a escrita científica, apresentação do relatório, conhecimento técnico entre outros. As oficinas relacionadas a conhecimentos técnicos em alguns momentos poderá dividir a turma com atividades ligadas a parte vegetal ou animal de acordo com o estágio realizado pelo estudante. O auxílio de bolsistas como monitores será fundamental para auxiliar os docentes e estudantes nas atividades teóricas e em oficinas . Além de proporcionar aos estudantes bolsistas conhecimentos extracurriculares.

 

10) Projeto: Basquetebol no IFRS

Coordenador(a): Helder Madruga de Quadros

Vigência: 01/08/2021 a 31/01/2022

Descrição: O basquetebol está entre as modalidades esportivas mais praticadas no Brasil. É um dos esportes mais praticados dentro dos conteúdos da disciplina de Educação Física e também é uma modalidade que tem uma grande participação do campus Ibirubá nas competições esportivas em nível municipal e regional. O projeto “Basquetebol no IFRS” tem como objetivo geral o de oportunizar experiências motoras, sociais, culturais e psicológicas, por intermédio de duas horas semanais de treinamentos físico, técnico e tático de basquetebol, sendo ofertado para todos os alunos do campus Ibirubá. Os treinos serão distribuídos duas vezes por semana com duração de uma hora cada um.

 

11) Projeto: Medicina Caseira: um legado da sabedoria popular

Coordenador(a): Ana Dionéia Wouters

Vigência: 01/08/2021 a 31/01/2022

Descrição: Esta proposta está vinculada ao Projeto Interdisciplinar do Curso Técnico em Agropecuária e visa promover espaços de aprendizagem através do resgate do conhecimento popular, interação e integração social, pesquisa metodológica e aplicação de conhecimentos obtidos no decorrer dos componentes curriculares do curso, considerando os eixos básico, politécnico e técnico. A proposta prevê que a equipe, composta pelos estudantes das turmas do primeiro e segundo ano do curso, juntamente com os bolsistas e servidores envolvidos, possa desenvolver diversos tópicos que estejam vinculados a temática “medicina caseira”, como a análise e preparação do solo; uso de compostagem; biofertilizantes, fungicidas e inseticidas para o controle natural de pragas; escolha dos períodos para produção; coleta e preparação de mudas para o plantio; período de coleta, quando se tratar de plantas nativas ou de floresta; abordagem de produtos relacionados a apicultura (mel, própolis e cera); fitoterapia humana e animal; preparo de chás, infusões, tinturas e compressas; possibilidades para a cosmética natural; tecnologias aplicadas ao cultivo em pequena e grande escala, dentre tantos outros tópicos. Ademais, tratar das temáticas do meio ambiente, agroecologia, vigilância alimentar e desenvolvimento sustentável atende à formação do perfil do egresso do curso, à Política Institucional de Agroecologia, Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável e Educação Ambiental do IFRS e aos dispositivos legais a respeito da educação ambiental. A proposta será desenvolvida segundo a metodologia de projetos contando com 5 etapas: introdução e planejamento; pesquisa inicial e coleta de informações; criação, desenvolvimento e avaliação; apresentação dos resultados parciais; publicação do produto final.

 

12) Projeto: Futsal no IFRS

Coordenador(a): Helder Madruga de Quadros

Vigência: 01/08/2021 a 31/01/2022

Descrição: A modalidade de futsal é uma das mais praticadas no Brasil e muito destacada nas aulas de Educação Física e em competições esportivas em nível municipal, regional e nacional da qual o Campus Ibirubá participa. O projeto “Futsal no IFRS” tem como objetivo geral o de oportunizar experiências motoras, sociais, culturais e psicológicas, por intermédio de quatro horas semanais de treinamentos físico, técnico e tático de futsal, sendo ofertado para todos os alunos do campus Ibirubá. Os treinos serão distribuídos duas vezes por semana com duração de duas horas cada um.

 

13) Projeto: Voleibol no IFRS

Coordenador(a): Helder Madruga de Quadros

Vigência: 01/08/2021 a 31/01/2022

Descrição: O voleibol, além de ser a segunda modalidade esportiva mais popular e praticada do país é muito importante e aplicada nas aulas de Educação Física e também nas competições esportivas em nível municipal, regional e nacional da qual o Campus Ibirubá participa. O projeto “Voleibol no IFRS” tem como objetivo geral o de oportunizar experiências motoras, sociais, culturais e psicológicas, por intermédio de três horas semanais de treinamentos físico, técnico e tático de voleibol, sendo ofertado para todos os alunos do campus Ibirubá. Os treinos serão distribuídos duas vezes por semana com duração de uma hora e meia em cada dia.

 

Edital N. 19, De 14 de Junho de 2021 – Seleção de bolsistas de ensino com foco em ações de educação a distância junto ao núcleo de educação à Distância.

 

1) Projeto: Oficinas de Moodle para servidores e discentes

Coordenador(a): Rodrigo Farias Gama

Vigência: 01/07/2021 a 31/01/2022

Descrição: Este projeto será um conjunto de oficinas a serem ofertadas para os servidores e alunos do IFRS – Campus Ibirubá com o objetivo de promover a utilização do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Moodle. As oficinas para os servidores têm como objetivo apresentar os recursos desse AVA para disponibilização de materiais e atividades, avaliação, bem como as ferramentas de comunicação e compartilhamento a fim de possibilitar a mediação da aprendizagem. As oficinas para os discentes têm como objetivo capacitar os alunos a acessar materiais, enviar atividades e utilizar as ferramentas de comunicação e compartilhamento.

 

Edital IFRS n. 18/2021- Fluxo Contínuo de Projetos de Ensino 2021- 2022 – Vigência de 18 de março de 2021 a 13 de dezembro de 2022.

 

1) 4ª edição – Glossário Terminológico de Libras usados na disciplina de Zootecnia Geral – Francinei Rocha Costa

Início: 30 de junho de 2021

Término: 21 de fevereiro de 2022

Proposta em andamento.

2) Semeadoras para desenvolvimento de atividades didáticas – Marcos Paulo Ludwig

Início: 01 de outubro de 2021

Término: 13 de dezembro de 2022

Proposta em andamento.

3) 9º Simpósio do Curso Técnico em Agropecuária – Renata Porto Alegre Garcia.

Início: 18/10/2021

Término: 12/11/2021

Proposta concluída.

4) Criação de material de apoio à disciplina de Introdução à mecânica industrial – Alex Oliveira

Início: 01/11/2021

Término: 25/03/2022

Proposta em andamento

5) Elaboração de material didático com o enfoque: Matemática aplicada à mecânica – Alex Oliveira

Início: 01/11/2021

Término: 25/03/2022

Proposta em andamento

6) Semana Acadêmica da Engenharia Mecânica Integrada – Alexandre Bittencourt de Sá

Início: 17/11/2021

Término: 19/11/2021

Proposta concluída.

Os projetos de Ensino submetidos ao Edital Complementar do Campus Ibirubá/ IFRS n. 60/2019 referente ao Edital PROEN/IFRS n.68/2019- Bolsas de Ensino 2020 terão vigência de 1° de setembro de 2020 a 31 de março de 2021 e a forma de condução das atividades dos projetos será não presencial, de acordo com as orientações do Ofício Circular N. 004/2020/PROEX/PROPPI/PROEN/IFRS, que dispõe da execução obrigatória e exclusiva de forma não presencial dos programas/projetos contemplados com fomento e bolsas para estudantes.

Cultivo ecológico de alimentos na horta escolar

COORDENADOR: Carina Tonieto

DESCRIÇÃO: O projeto tem como objetivo promover um espaço de aprendizagem voltado para a educação ambiental, por meio da resolução de problemas de forma criativa, crítica e criteriosa a respeito do cultivo ecológico de alimentos numa horta escolar, articulando os conhecimentos dos eixos básico, politécnico e tecnológico. O projeto envolverá a turma do 2º ano do Curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio no período de abril a novembro do corrente ano, sob a coordenação e supervisão da equipe de professores. As atividades acontecerão no horário regular durante a jornada semanal previsto institucionalmente para a realização dos projetos integradores. A proposta será desenvolvida segundo a metodologia de projetos contando com 5 etapas: introdução e planejamento; pesquisa inicial e coleta de informações; criação, desenvolvimento e avaliação; apresentação dos resultados parciais; publicação do produto final. Tratar das temáticas do meio ambiente, agroecologia, vigilância alimentar e desenvolvimento sustentável atende à formação do perfil do egresso do curso, à Política Institucional de Agroecologia, Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável e Educação Ambiental do IFRS e aos dispositivos legais a respeito da educação ambiental.

Dublagem e Legendagem no Ensino de Língua Inglesa

 COORDENADOR: Gabriela Fontana Abs da Cruz

DESCRIÇÃO: Estamos na era da informação e da tecnologia, e, por esse motivo, é preciso aliar os recursos audiovisuais e as mídias para propor um ensino diferenciado de língua adicional para os estudantes de Ensino Médio. Este projeto visa ao estudo sobre o processo de legendagem e de dublagem, a fim de propor formas de intervenção no ensino de línguas. O material desenvolvido é testado, a fim de que seja realizada uma avaliação e ajustes das tarefas, para, posteriormente, disponibilizá-lo a professores de língua inglesa e interessados. Além disso, serão oferecidas oficinas de extensão de dublagem e de legendagem abertas à comunidade interna e externa ao campus

Praticando Inclusão por meio do Projeto Integrador no curso Técnico Integrado em Informática

COORDENADOR: Roger Luis Hoff Lavarda

DESCRIÇÃO: O Projeto Integrador é uma atividade interdisciplinar proposta aos alunos do segundo ano do Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio. O principal foco do projeto é propiciar aos alunos um embasamento prático dos conceitos teóricos adquiridos através dos conteúdos ministrados em sala de aula, além disso, visa desenvolver nos alunos as competências requeridas dos Técnicos em Informática em que serão estimulados a verificar a relação entre a teoria e  prática, bem como, entender a interdisciplinaridade, por meio de vivências de características práticas. Ainda, o projeto objetiva tornar o processo de ensino e de aprendizagem mais dinâmico, interessante, significativo, real e atrativo para os alunos, englobando conteúdos e conceitos essenciais à compreensão da realidade social em geral e no mundo do trabalho a partir da metodologia pedagógica de desenvolvimento de projetos. O objetivo principal do projeto interdisciplinar é articular de forma teórica e prática, promovendo a valorização das pesquisas individuais e coletivas. O projeto conta com um grupo de docentes de diversas áreas que irão propor a temática  da Inclusão e instigar os alunos a desenvolverem soluções criativas para problemas identificados. O projeto será dividido em três etapas, sendo a primeira de problematização, a segunda de desenvolvimento e a terceira de aplicação e apresentação. Serão realizados encontros semanais com os alunos para o desenvolvimento deste projeto.

Ensino de Programação Através de Competições 

COORDENADOR: Tiago Rios da Rocha

DESCRIÇÃO: O uso de competições em ambientes de aprendizagens podem trazer várias vantagens ao aluno, como por exemplo, tornarem os estudantes participantes mais ativos e não apenas observadores, resolvendo problemas tomando decisões e reagindo aos resultados. O uso de jogos permitem diversos objetivos pedagógicos como por exemplo, os relacionados à cognição, afeição, socialização, motivação e criatividade sejam atingidos. Alunos da computação, tanto em níveis técnico como em níveis superiores, podem ter dificuldades no aprendizado de algoritmos e programação. podendo ter um elevado percentual de reprovação e dificuldades no processo ensino-aprendizagem.Este projeto tem por objetivo viabilizar a participação dos alunos dos cursos de Ciência da Computação e Técnico Integrado em Informática para participação de competições de programação. O projeto visa permitir que os alunos possam participar das principais competições nacionais e para isto, este projeto também irá desenvolver uma competição interna para os alunos do Campus. Espera-se com este projeto que os alunos tenha estímulo para o aprofundamento científico teórico sobre algoritmos, programação e lógica computacional além de proporcionar uma integração entre os alunos dos dois cursos e a sua socialização.

Projeto de incentivo à Produção audiovisual no Campus Ibirubá 

COORDENADOR: Gabriela Fontana Abs da Cruz / Docente

DESCRIÇÃO: A produção audiovisual se tornou um recurso muito utilizado na educação, principalmente no ensino a distância, com as videoaulas. No Campus Ibirubá do IFRS, dois de seus cursos de graduação e um curso de pós-graduação latu sensu possuem 20% da carga horária total do curso a distância. Assim, um dos objetivos é auxiliar os professores na gravação e na edição das videoaulas voltadas à educação a distância. Com relação ao Ensino Médio, produção audiovisual é bem aceita pelos estudantes e estimula sua criatividade e curiosidade. O trabalho com produção audiovisual na escola é um importante recurso capaz de potencializar diferentes habilidades dos estudantes e de aprimorar a produção textual nessa modalidade, com a possibilidade de haver um interlocutor real, em uma situação comunicativa real e legítima. Para esse público, objetiva-se incentivar, auxiliar e instrumentalizar a produção audiovisual de estudantes do Campus, na modalidade de curta-metragens voltados para ficção e documentário. Ao final, será realizado um festival para divulgação dos resultados das produções.

LApis 2020- teoria e na prática na criação de abelhas

COORDENADOR: Renata Porto Alegre Garcia

DESCRIÇÃO: A apicultura pode gerar renda pela produção de mel, pólen, própolis e geléia real, venda de enxames e rainhas. A região do Alto Jacuí é caracterizada pela produção de grãos, onde as abelhas são importantes agentes na polinização podendo aumentar a produtividade e a qualidade dos cereais e mesmo de frutíferas. É fundamental estimular o conhecimento de profissionais das ciências agrárias, visando o aumento da produtividade e a consciência ambiental. O projeto de ensino tem como objetivo a participação de alunos em atividades de ensino no LApis – Laboratório de Ensino, Pesquisa e Extensão em Apicultura e Meliponicultura. Os bolsistas irão organizar o LApis, que inclui desde a organização de equipamentos e materiais, manutenção da casa da apicultura e casa do mel e os manejos no apiário. Os bolsistas também auxiliarão na execução das aulas práticas, na casa da apicultura, casa do mel e apiário. Para execução das atividades, os bolsistas irão estudar sobre criação de abelhas, discutir temas sobre agricultura, visando melhorar seus conhecimentos e o aprimoramento do material didático sobre apicultura.

Prática em Projeto Assistido por Computador

COORDENADOR: Bruno Conti Franco

DESCRIÇÃO: A evolução dos computadores e da computação gráfica revolucionaram o projeto mecânico de máquinas e equipamentos, essas ferramentas possibilitam identificar erros e oportunidades de otimização, antes mesmo da fabricação. O objetivo desse projeto é capacitar e auxiliar os estudantes para utilização desses softwares de computação gráfica, especificamente aos softwares do tipo CAD (Computer Aided Design). A pesquisa em fóruns, tutoriais e ajudas disponibilizadas pelo fabricante consiste na principal referência para elaboração de material didático. O material será disponibilizado no formato de apostilas e vídeo-aulas, disponibilizados aos estudantes através do Moodle e canais no Youtube. Em paralelo a essas ações, será ofertada monitoria no laboratório de Informática do Campus. Espera-se com essas ações: melhorar o aproveitamento dos estudantes dos cursos nos componentes curriculares que utilizam ferramentas CAD, difundir essas tecnologias no ambiente acadêmico e desenvolver habilidades e competências relacionadas a essa área de conhecimento, em estudantes e bolsistas do projeto.

Monitoria na criação de pequenos animais

COORDENADOR: Renata Porto Alegre Garcia

DESCRIÇÃO: O projeto visa proporcionar aos estudantes conhecimento através da articulação entre atividades teóricas e práticas. Os bolsistas monitores auxiliarão na condução e execução do projeto, na elaboração de materiais didáticos, informativos e exercícios com conteúdos de avicultura e cunicultura.

Auxílio da Monitoria para a Prática Docente Inclusiva

COORDENADOR:  Marcele Neutzling Rickes

DESCRIÇÃO: Esse projeto oferta aos docentes o apoio de estudante-monitor a fim de contribuir na qualidade da aprendizagem e auxiliar na efetivação de um planejamento significativo para estudantes com necessidades educacionais específicas com Plano Educacional Individualizado (PEI). Ao participar da monitoria o estudante-monitor tem a possibilidade de  ampliar sua formação acadêmica e participar de um universo de pesquisa relacionado às pessoas com NEE. Com esta ação pretendemos estimular a interação de saberes entre estudante-monitor, discentes e docentes propiciando a cooperação, trabalho em equipe e novos olhares e naturalidade sobre as pessoas com necessidades educacionais específicas.

 

LApis 2019 – Aprendendo na Teoria e Prática sobre a Criação de Abelhas

COORDENADOR: Renata Porto Alegre Garcia

DESCRIÇÃO: O projeto de ensino tem como objetivo a participação de alunos em atividades de ensino no LApis- Laboratório de ensino, pesquisa e extensão em apicultura e meliponicultura. Os bolsistas irão organizar o LApis para atividades de ensino, que inclui desde a organização de equipamentos e materiais, manutenção da casa da apicultura e casa do mel e o manejo do apiário. Os bolsistas também auxiliarão na execução das aulas práticas na casa da apicultura, casa do mel e apiário. Para execução das atividades os bolsistas irão estudar sobre a criação de abelhas. Durante o projeto os bolsistas irão discutir temas sobre de apicultura visando melhorar seus conhecimentos. Os bolsistas poderão participar de atividades com apicultores da região, bem como participar na organização de palestras visando a qualificação de profissionais na área de apicultura e meliponicultura. O auxílio dos bolsistas nas disciplinas relacionadas à criação de abelhas proporcionará melhores condições de aprendizagem.

Monitoria em Avicultura e Cunicultura 2019

COORDENADOR: Renata Porto Alegre Garcia

DESCRIÇÃO: As atividades práticas são fundamentais no processo de ensino aprendizagem. Para essas práticas ocorrerem são necessários a organização da instalações e equipamentos e os manejos diários das criações. Os monitores irão organizar os setores de avicultura e cunicultura para as aulas práticas dos cursos técnico em agropecuária e agronomia no ano letivo de 2018. Os monitores irão auxiliar a professora na execução dos projetos de ensino prático de criação de frango de corte e criação de coelhos. Os bolsistas do projeto irão realizar estudo sobre avicultura e cunicultura para realização das atividades de ensino. Os monitores irão auxiliar nas aulas teóricas e práticas, também na elaboração de materiais didáticos, informativos e exercícios com conteúdos de avicultura e cunicultura. Entre as atividades dos monitores está o acompanhamento de aluno com necessidades especiais durante o estágio curricular.

Desenvolvendo as Inteligências Múltiplas: Uma Aplicação sobre a Inteligência Lógico Matemática e Linguística

COORDENADOR: Vanessa Faria de Souza

DESCRIÇÃO: A teoria das inteligências múltiplas desenvolvida por Howard Gardner defende que todos os seres humanos possuem oito tipos de inteligências (linguística, lógico-matemática, espacial, musical, corporal cinestésica, interpessoal, intrapessoal e naturalista) no entanto, umas podem estar mais ou menos desenvolvidas dependendo dos estímulos que receberem. Este projeto tem seu foco fundamentalmente na inteligência linguística e na inteligência lógico- matemática pois são as inteligências mais estimuladas no ensino. O presente projeto cuja estratégia de pesquisa é a metodologia de investigação-ação pretende estimular com exercícios simples a Inteligência Lógico-Matemática e linguística nos alunos do 1° ano do Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio. É importante ter uma visão pluralista da mente humana inspirada em uma pedagogia de singularidade, na qual ensinar envolve reconhecer os diversos modos de aprendizagem de um aluno. Destaca-se, ainda, a responsabilidade dos professores em diversificar as suas estratégias de ensino para lecionar os conteúdos.

Formação Acadêmica Complementar: Ações em Loco no Curso de Bacharelado em Ciência da Computação

COORDENADOR: Vanessa Faria de Souza

DESCRIÇÃO: A formação acadêmica complementar é o processo educativo, cultural e científico que, articula-se ao ensino de forma indissociável, viabiliza a relações transformadoras entre a universidade e mercado de trabalho por exemplo, ou com pesquisas avançadas que estão em desenvolvimento, muitas das quais os professores não tem condições de acompanhar. As atividades de formação complementar como eventos e minicursos assumem um papel de grande importância no processo da comunicação científica, fomentando o desenvolvimento da Ciência, bem como atuam no aperfeiçoamento e na qualificação de recursos humanos. Nesse contexto, este projeto visa fomentar o desenvolvimento de minicursos, palestras, workshops, mesas redondas dentre outros, na área de Ciência da Computação, busca com isso complementar a formação do acadêmico, trazendo em suas temáticas tecnologias novas e diferenciadas, assim como evidenciar elementos significativos do mercado de trabalho, que são importantes para os alunos, que muitas vezes não há tempo somente com os períodos disponíveis em sala de aula, para que os professores consigam permear todas essas questões, e ainda lecionar todo o conteúdo que é programado para sua disciplina.

Prática em Projeto Assistido por Computador

COORDENADOR: Bruno Conti Franco

DESCRIÇÃO: A evolução dos computadores e da computação gráfica revolucionaram o projeto mecânico de máquinas e equipamentos, essas ferramentas possibilitam identificar erros e oportunidades de otimização em peças e conjuntos, antes mesmo da fabricação. O objetivo desse projeto é desenvolver práticas de ensino voltadas aos softwares de computação gráfica, especificamente aos do tipo CAD (Computer Aided Design). O resultado esperado desse projeto é a produção de material didático e ofertada de monitoria aos estudantes dos cursos de Engenharia Mecânica, Técnico em Mecânica Integrado e Técnico em Mecânica Subsequente.

Monitoria nos Componentes Curriculares da Área da Mecânica dos Sólidos do Curso Superior de Engenharia Mecânica

COORDENADOR: Jefferson Morais Gautério

DESCRIÇÃO: O projeto consiste na criação de monitoria para os componentes curriculares relacionados à área de mecânica dos sólidos, do curso superior em Engenharia Mecânica do campus Ibirubá. Os componentes curriculares que serão atendidos pelo projeto são: Mecânica dos Sólidos I, Mecânica dos Sólidos II e Mecânica Geral. A monitoria visa atender os alunos do curso de Engenharia Mecânica a partir do 4° semestre.

Monitoria na Área de Termo-fluido em Engenharia Mecânica

COORDENADOR: Daniel Vieira Pinto

DESCRIÇÃO: O projeto consiste da criação de um grupo de monitoria nas componentes curriculares da área de termo-fluidos do curso Superior em Engenharia Mecânica, bem com aos projetos de pesquisa, ensino e extensão relacionados com a área de termo-fluidos, em desenvolvimento no IFRS – Campus Ibirubá. As atividades de monitoria constituem-se de atendimento individual ou em grupos, em horários pré-definidos entre o professor coordenador, bolsistas e alunos interessados em receber atendimento.

Programa Plano Estratégico de Permanência e Êxito do IFRS-Campus Ibirubá

COORDENADOR: Maria Inês Simon

DESCRIÇÃO: O Programa em questão objetiva evidenciar um plano que contemple o estudo e a  análise do perfil socioeconômico dos estudantes que chegam à instituição, bem como daqueles que se evadem do ambiente escolar antes do desfecho de um período letivo, ou do encerramento de uma etapa de sua formação. A partir do perfil socioeconômico, os dados serão sistematizados para diagnóstico qualitativo e quantitativo, sendo, então realizada a validação dos fatores de evasão e retenção e das ações a serem adotadas por curso e modalidade propostas pela instituição.

Fábrica de Software

COORDENADOR: Edimar Manica

DESCRIÇÃO: O projeto de ensino tem como objetivo capacitar os alunos do Terceiro Ano do curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio do IFRS – Campus Ibirubá a desenvolver sistemas Web utilizando a linguagem de programação Python, o framework Django e o sistema de gerenciamento de banco de dados PostgreSQL. Este projeto seguirá a abordagem Learning by doing (Aprenda fazendo), onde os participantes irão aprender a linguagem Python desenvolvendo um software real para o IFRS – Campus Ibirubá. Além de aprender uma nova linguagem de programação, Python, os alunos terão a oportunidade de vivenciar na prática diversos conceitos teóricos trabalhados em diferentes componentes curriculares do curso, como, por exemplo, levantamento e documentação de requisitos, diagrama de casos de uso, modelo Entidade-Relacionamento, HTML e CSS.

Oficinas de Moodle para Servidores e Discentes

COORDENADOR: Edimar Manica

DESCRIÇÃO: Este projeto será um conjunto de oficinas a serem ofertadas para os servidores e alunos do IFRS – Campus Ibirubá com o objetivo de promover a utilização do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Moodle. As oficinas abordarão os recursos desse AVA para disponibilização de materiais e atividades, avaliação, bem como as ferramentas de comunicação e compartilhamento.

  

Ensino de Programação Através de Competições

COORDENADOR: Tiago Rios da Rocha

DESCRIÇÃO: Este projeto tem por objetivo viabilizar a participação dos alunos do Curso de Ciência da Computação e Curso Técnico em Informática em competições de programação internas e nacionais, de modo a estimulá-los ao aprofundamento científico teórico sobre algoritmos, programação e lógica computacional.

Significando Saberes em Libras

COORDENADOR:  Sabrine de Oliveira

DESCRIÇÃO: Esse projeto consiste em produzir material didático-visual em Libras a fim de construir um banco de dados de vídeos. A construção desse material auxiliará os estudantes na ampliação da sua formação, qualificando os conhecimentos científicos relacionados aos cursos: Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio e Bacharelado em Agronomia. O projeto prevê a produção de roteiros de gravação, filmagem e edição de vídeos, bem como a construção de uma canal no youtube para armazenamento e compartilhamento desses vídeos com o público interno do Campus Ibirubá.

 

Ações de Permanência e Êxito Escolar

COORDENADOR: Maria Inês Simon

DESCRIÇÃO:  Esse projeto objetiva o acompanhamento, o monitoramento e o auxílio pedagógico no que e refere às necessidades de aprendizagem e/ou outras carências que podem impactar na permanência e êxito dos estudantes matriculados na instituição. A proposta visa trabalhar com estudantes, docentes e responsáveis, acompanhando o processo de aprendizagem e, a partir das dificuldades constatadas, realizar ações com vistas ao êxito escolar.

Monitoria nas Componentes Curriculares da Área de Termo-fluidos no Curso Superior em Engenharia Mecânica

COORDENADOR: Daniel Vieira Pinto

O projeto consiste na oferta de monitoria nas componentes curriculares da área de termo-fluidos do curso Superior em Engenharia Mecânica. O bolsista, sob orientação dos professores da área, atuará como monitor, auxiliando alunos que buscam atendimento para sanar dúvidas a respeito dos conteúdos, nas componentes curriculares de Física II, Termodinâmica, Mecânica dos Fluidos, Transferência de Calor, Máquinas Térmicas I e II, Máquinas de Fluxo, entre outras disciplinas da área.

Ações de Promoção da Permanência e Êxito Escolar

COORDENADORA: Maria Inês Simon

O projeto objetiva o monitoramento e o reforço do processo ensino e aprendizagem, objetivando reduzir os índices de evasão bem como de retenção por meio de estratégias promotoras da permanência e êxito dos estudantes do Campus Ibirubá”.

Monitoria no estágio curricular obrigatório para estudantes em adaptação curricular

COORDENADORA: Marcele Neutzling Rickes

O projeto tem como objetivo possibilitar o apoio de monitores na construção do conhecimento significativo e no desenvolvimento do estágio curricular obrigatório de estudantes com NEE. Ao participar da monitoria terá a possibilidade de ampliar sua formação acadêmica, interagir com os estudantes no processo de ensino e aprendizagem, auxiliar no atendimento quanto às apresentações das experiências de estágio, análises e encaminhamentos produzidos pelos estudantes.

Oficinas de Moodle para Docentes e Discentes

COORDENADOR: Edimar Manica

Este projeto será um conjunto de oficinas a serem ofertadas para os professores e alunos do IFRS – Campus Ibirubá com o objetivo de promover a utilização do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Moodle. As oficinas abordarão os recursos desse AVA para disponibilização de materiais e atividades, avaliação, bem como as ferramentas de comunicação e compartilhamento.

LApis – Aprendendo na teoria e na prática sobre a criação de abelhas

COORDENADORA: Renata Porto Alegre Garcia

O projeto de ensino tem como objetivo a participação de alunos em atividades de ensino no LApis-Laboratório de ensino, pesquisa e extensão em apicultura e meliponicultura. Os bolsistas irão organizar o LApis para atividades de ensino, que inclui desde a organização de equipamentos e materiais, manutenção da casa da apicultura e casa do mel e o manejo do apiário. Os bolsistas também auxiliarão na execução das aulas práticas na casa da apicultura, casa do mel e apiário. Para execução das atividades os bolsistas irão estudar sobre a criação de abelhas. Durante o projeto os bolsistas irão discutir temas sobre de apicultura visando melhorar seus conhecimentos. Os bolsistas poderão participar de atividades com apicultores da região, bem como participar na organização de palestras visando a qualificação de profissionais na área de apicultura e meliponicultura. O auxílio dos bolsistas nas disciplinas relacionadas à criação de abelhas proporcionará melhores condições de aprendizagem.

Monitoria em avicultura e cunicultura

COORDENADORA: Renata Porto Alegre Garcia

As atividades práticas são fundamentais no processo de ensino aprendizagem. Para essas práticas ocorrerem são necessários a organização da instalações e equipamentos e os manejos diários das criações. Os monitores irão organizar os setores de avicultura e cunicultura para as aulas práticas dos cursos técnico em agropecuária e agronomia no ano letivo de 2018. Os monitores irão auxiliar a professora na execução dos projetos de ensino prático de criação de frango de corte e criação de coelhos. Os bolsistas do projeto irão realizar estudo sobre avicultura e cunicultura para realização das atividades de ensino. Os monitores irão auxiliar nas aulas teóricas e práticas, também na elaboração de materiais didáticos, informativos e exercícios com conteúdos de avicultura e cunicultura. Entre as atividades dos monitores está o acompanhamento de aluno com necessidades especiais durante o estágio curricular.

Acompanhamento ao Ensino de Computação: Monitoria, Nivelamento e Atividades de Estímulo ao Discente

COORDENADOR: Tiago Rios da Rocha

O projeto visa um acompanhamento dos estudos para os alunos do curso Superior em Ciência da Computação do IFRS Câmpus Ibirubá. Na perspectiva do aluno monitorado, o projeto visa atendê-lo da melhor maneira possível, no auxílio na resolução de problemas relacionados aos conteúdos de disciplinas que historicamente apresentam um alto índice de retenção, o que produz melhoria no aprendizado através do estabelecimento de práticas e experiências pedagógicas que permitam a interação dos alunos com o corpo docente e discente da instituição. Esta interação tem como objetivo estimular os alunos para aprimorarem seus conhecimentos, com isto, diminuir o número de evasão nos cursos tecnológicos, problema causado principalmente pela dificuldade nas disciplinas específicas de Programação de Computadores e disciplinas relacionadas a área de Matemática.

Formação Acadêmica Complementar: Ações em loco no curso de Bacharelado em Ciência da Computação

COORDENADORA: Vanessa Faria de Souza

Este projeto visa fomentar o desenvolvimento de minicursos, palestras, workshops, mesas redondas dentre outros, na área de Ciência da Computação, busca com isso complementar a formação do acadêmico, trazendo em suas temáticas tecnologias novas e diferenciadas, assim como evidenciar elementos significativos do mercado de trabalho, que são importantes para os alunos, que muitas vezes não há tempo somente com os períodos disponíveis em sala de aula, para que os professores consigam permear todas essas questões, e ainda lecionar todo o conteúdo que é programado para sua disciplina.

Prática em projeto assistido por computador

COORDENADOR: Bruno Conti Franco

A evolução dos computadores e da computação gráfica revolucionaram o projeto mecânico de máquinas e equipamentos, essas ferramentas possibilitam identificar erros e oportunidades de otimização em peças e conjuntos, antes mesmo da fabricação. O objetivo desse projeto é desenvolver práticas de ensino voltadas aos softwares de computação gráfica, especificamente aos do tipo CAD (Computer Aided Design), em português: Desenho Assistido por Computador. Esse projeto visa a produção de material didático sobre esse tema e a ofertada de monitoria aos estudantes dos cursos de Engenharia Mecânica e Técnico em Mecânica Integrado e Subsequente.

Monitoria no Ensino de Química com o uso de Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs)

COORDENADORA: Ana Dioneia Wouters

As ações deste projeto tem o objetivo de tornar a monitoria uma ferramenta facilitadora e de apoio ao processo de ensino e aprendizagem, podendo sanar as dificuldades dos alunos relacionadas a situações trabalhadas em sala de aula, bem como no aprofundamento de tópicos nos quais os alunos tem mais interesses. O projeto contará com 2 monitores, sendo que um deles irá colaborar no atendimento aos alunos que apresentem dificuldades na compreensão de conceitos, e outro no desenvolvimento de aplicativos e banco de questões voltados para as áreas que os estudantes manifestem maior dificuldade.

Última atualização em 09/03/2022

Fim do conteúdo