Início do conteúdo

Programa de Benefício Estudantil

1 O que é os Auxílios Estudantis?

É uma forma de oferecer condições financeiras aos estudantes para permanecer e concluir os cursos do instituto, atendendo prioritariamente aos estudantes oriundos de escola pública, que comprovem renda de no máximo 1,5 salário-mínimo nacional por pessoa da família, associada a situação de desigualdade social.

2 Quem faz a gestão e a execução dos Auxílios no Campus Ibirubá?

É a Coordenação de Assistência ao Educando (CAE) que faz a gestão, em conjunto com a equipe de assistência estudantil e a Comissão de Assistência Estudantil.

3 Quais as formas de atendimento dos Auxílios Estudantis?

Existem duas formas para os estudantes serem beneficiados pelo programa:

3.1 Auxílio Permanência: Representa a transferência financeira mensal diretamente ao estudante para fins de auxiliar a subsidiar despesas acadêmicas, através da classificação em quatro grupos de desigualdade socioeconômica.

Destinado a estudantes com renda familiar de 1,5 salário familiar per capita mensal), associado ao conjunto de indicadores: patrimônio, arranjo familiar, situação de moradia, situação de saúde, contexto educacional, condições de trabalho/ocupação, mobilidade, territorialidade, acesso a programas sociais e serviços, etnia/cor, violações de direitos sociais entre outras situações que deflagram as desigualdades sociais.

3.2 Auxílio Moradia: Trata-se do repasse de recurso financeiro direto ao estudante de forma contínua, independente do período letivo, e tem como finalidade colaborar com os gastos de moradia do estudante.

4 Qual o público-alvo dos Auxílios Estudantis?

Regularmente matriculado e frequente em qualquer curso do campus Ibirubá (Técnico Integrado, Técnico Subsequente, Superior, e Pós-Graduação); O Perfil do estudante beneficiário, possui relação direta com renda familiar de até um salário-mínimo e meio por pessoa da família;

5 E se minha renda for superior a 1,5 salário-mínimo per capita, ainda assim posso ser beneficiário?

Sim, desde que o estudante comprove que se encontra em situação socioeconômica, através de documentação, que será solicitada pelo Assistente Social para elaboração de parecer social a respeito de sua situação. Também é preciso haver disponibilidade orçamentária para o pagamento do benefício.

6 Quais as exigências para a manutenção dos auxílios?

Durante todos os meses do ano letivo, o estudante deverá ter no mínimo 75% de frequência global, exceto em situações em que o estudante tiver protocolado junto ao Setor de Registros Escolares justificativa válida para infrequência.

Além disso, o estudante beneficiário deve atender a Coordenação de Assistência Estudantil caso haja chamamento para reuniões ou solicitação de novos documentos .

Acompanhe os editais da Assistência Estudantil

Última atualização em 18/05/2020

Fim do conteúdo