Início do conteúdo

Projetos e Programas de Extensão


Acesse aqui para consultar os projetos de anos anteriores.

Acessibilidade, inclusão e direitos: Reflexões a partir dos estudos sobre deficiência
Helena Patini Lancellotti
O objetivo deste projeto é ampliar o conhecimento da comunidade interna e externa acerca dos estudos sobre deficiência a partir das reflexões da Antropologia Social. A metodologia do projeto consistirá em oficinas sobre o campo de estudos da deficiência e suas interseccionalidades e especificidades, além de atividades de apoio para escolas da região e da consolidação de um grupo de estudos sobre o tema. Com este projeto, espera-se contribuir para o fortalecimento da política de ações afirmativas do IFRS, sensibilizar para a temática e tornar espaços escolares e as comunidades espaços mais acessíveis e inclusivos.
Contato: helena.lancellotti@restinga.ifrs.edu.br

Agricultura Urbana na Restinga – Cultivando Hortas Orgânicas na Periferia de Porto Alegre
Jovani Zalamena
O projeto visa criar hortas em Escolas e Centros Assistenciais no bairro Restinga, servindo de instrumento para a promoção de atividades de agricultura urbana, educação ambiental e segurança alimentar. Fará parte do projeto a Escola de Educação Infantil Arco Iris; Escola Municipal Dolores Alcaraz Caldas; Escola Municipal Nossa Senhora Do Carmo; Centro de Referência de Assistência Social (CRAS); Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e o Centro de Atenção Psicossocial de Álcool e outras Drogas (CAPS AD III). As Escolas participantes pretendem envolver seus estudantes na construção de hortas para produção do alimento que será utilizado nas refeições , tornando um espaço didático de ensino/aprendizagem. Nos Centros serão construídas hortas para envolver os usuários que estão em situação de vulnerabilidade social e/ou dependências químicas e precisam de um espaço de cultivo para ajudá-los na reinserção social e familiar.
Contato: jovani.zalamena@restinga.ifrs.edu.br

Agroecologia no IFRS Campus Restinga: melhorando a qualidade do solo para produzir alimentos
Tadeu Luis Tiecher
Hortas e pomares comunitários são espaços de produção coletiva da agricultura urbana, onde trabalham famílias oriundas do meio rural e outras que desejam participar do projeto de produção, educação ambiental, geração de renda, diminuição de desperdício e aproveitamento integral dos alimentos. Estes espaços são alternativas para a ocupação benéfica de terrenos em áreas urbanas e para a produção de alimentos, sendo instrumento e forma de ação social voltada a enfrentar as situações emergenciais de fome que afetam os chamados grupos vulneráveis. Tais iniciativas são criadas e desenvolvidas com o propósito de garantir a segurança alimentar para estas famílias, atender a qualidade de vida das pessoas e gerar renda. Nestes locais, os alimentos são cultivados de forma comunitária, com uso de tecnologias de base agroecológica, em espaços públicos urbanos e periurbanos. Neste contexto, propõe-se a organização de uma horta e pomar comunitários no IFRS, campus Restinga, envolvendo servidores, discentes e a comunidade, respeitando a tríade ensino, pesquisa e extensão da instituição.
Contato: tadeu.tiecher@restinga.ifrs.edu.br

Introdução à Meliponicultura como alternativa de renda sustentável e ecológica na Zona Sul de Porto Alegre/RS
Jovani Zalamena
A Meliponicultura é a criação e o manejo racional de abelhas sem ferrão objetivando, principalmente, a produção de mel, sendo uma atividade ecologicamente correta, com baixo investimento e boas perspectivas de retorno financeiro. Inicialmente, a meliponicultura era considerada apenas uma atividade de lazer, mas nas últimas décadas começou a despertar um interesse maior como negócio sustentável. O objetivo geral do projeto é divulgar a meliponicultura como atividade produtiva e de lazer, ecologicamente correta, viável e rentável, tornando-se uma ótima alternativa para a geração de renda para famílias e preservação ambiental e cultural para a sociedade. Serão produzidos vários vídeos sobre os diferentes assuntos da temática meliponicultura e os mesmos serão divulgados e postados mensalmente em um canal do “Youtube”, tendo início no mês de julho e terminando em janeiro de 2022. No IFRS Campus Restinga será construído um meliponário e plantado árvores ou arbustos nativos com potencial meliponícola para oferta de pólen e néctar no entorno do campus. Durante todo o desenvolvimento do projeto, a depender da situação da pandemia do Covid-19, será analisada a possível realização de oficinas e cursos presenciais à comunidade do IFRS, do bairro Restinga, aos produtores rurais e às instituições sociais e de ensino que integram as parcerias do presente projeto.
Contato: jovani.zalamena@restinga.ifrs.edu.br

(Programa) Observatório da Comunidade 2021
Thaís Teixeira da Silva
O Observatório da Comunidade é um instrumento do Instituto Federal do Rio Grande do Sul – Campus Restinga para o diálogo permanente entre a escola e a comunidade (interna e externa), de modo presencial, quando possível pelas normas sanitárias, e virtual, além de abarcar projetos e programas acadêmicos que, na perspectiva da pesquisa-ação, envolvam a comunidade do bairro Restinga, onde o campus se localiza. O programa desenvolve um site como repositório de informações, dados, estudos, metodologias sobre e do bairro Restinga e sua comunidade. Além disso, propõem ações de capacitação e interlocução permanente entre instituição e comunidade, numa retro-transformação a partir da conjunção de diferentes tipos de saberes.
Contato: thais.silva@restinga.ifrs.edu.br

 

Última atualização em 14/10/2021

Fim do conteúdo