Início do conteúdo

Nepgs realiza ação emocionante no Dia da Mulher


Na foto, as alunas Laisa e Natally estão de costas e os demais estudantes aparecem na frente delas.

Foi com um coro formado por alunos e servidores do campus, em ritmada entonação da música “Geni e o Zepelim” do cantor Chico Buarque, que o Dia Internacional da Mulher ficou marcado no IFRS – Campus Osório. A ação “Mulher, solta tua voz” do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Gênero e Sexualidade integrou o movimento #8M, mobilizando mulheres de cidades do mundo todo em busca do respeito, igualdade de gênero, representatividade política e combate à violência.

Nos intervalos dos três turnos, estudantes dos cursos integrados e subsequentes ao ensino médio e dos cursos superiores puderam assistir a apresentação artística de duas alunas em conjunto com o Coral Jovem do campus. As estudantes, vestidas apenas com um short e top pretos, estavam cobertas de mensagens com julgamentos e características ruins às quais as mulheres são atribuídas diariamente.

As letras de “Geni e o Zepelim” e “Triste, Louca ou má” – música da banda brasileira Francisco, el hombre – foram distribuídas ao público que ali se aglomerou. Durante as canções, os estudantes presentes puderam substituir os xingamentos por qualidades e elogios. Depois da apresentação, todos foram convidados a participar da marcha simbólica em protesto nas dependências do campus.

Para a professora de Letras e presidente do Nepgs, Luciane Ferreira, o engajamento da comunidade escolar faz toda a diferença para que as vozes das mulheres sejam ouvidas. “Nossa luta é diária em todos os espaços, micro e macros, privados e públicos. Entendemos que a escola é um desses espaços, pois temos o dever de formar cidadãos que sejam ativos na sociedade de uma forma mais humana”, afirmou.

Maria Luiza Conceição, estudante do 3º ano do curso Técnico em Informática destacou que a ação transformou o dia em um momento de militância e reflexão. “Além de proporcionar um espaço de empoderamento, fez com que muitos a minha volta refletissem sobre como a nossa luta precisa ser constante. A ação nos ajudou também a lembrar a todos de que nossa militância e empatia não deve durar apenas um 08 de março, mas sim todos os outros 365 dias do calendário”.

O núcleo

O Núcleo de Estudo e Pesquisa em Gênero e Sexualidade visa criar políticas, programas e ações que envolvam as temáticas relacionadas a corpo, gênero, sexualidade e diversidade no campus; estudar sobre as temáticas a fim de contribuir para este campo de conhecimento e discutir a importância dos movimentos sociais na luta contra as desigualdades sociais, com ênfase nas desigualdades de gênero.

Clique aqui para saber mais sobre o Nepgs.

Fim do conteúdo