Início do conteúdo

Histórico do campus


A Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica teve origem nas 19 Escolas de Aprendizes e Artífices criadas em 1909, que mais tarde se transformaram nos Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets). Até 2002, foram construídas 140 escolas técnicas em todo o país. A partir daí, com o Plano do Expansão da Rede Federal, iniciou a implantação de 214 novas unidades: 54 na primeira fase e 150 na segunda fase. Além disso, algumas escolas foram federalizadas.

A instalação de um campus no Litoral Norte do RS fez parte da fase 2 do Plano de Expansão da Rede Federal. No dia 24 de abril de 2007 foi feito ao governo federal o encaminhamento da proposta para a implantação de uma Unidade de Ensino Descentralizada (Uned) em Osório, diante da oportunidade e do interesse do município, articulados em conjunto com a prefeitura e comunidade, para receber uma escola técnica de âmbito federal.

O Ministério da Educação anunciou, no dia 5 de setembro de 2007, os 150 municípios brasileiros que receberiam uma escola técnica dentro do Plano de Expansão da Rede Federal. Osório estava entre os 10 municípios do Rio Grande do Sul contemplados, e ficou em 4ª lugar na classificação estadual baseada nas contrapartidas oferecidas pelo município, que definiria a sequência das obras.

A prefeitura de Osório doou um terreno, localizado na Av. Santos Dumont, 2127, no bairro Albatroz. O então Centro Federal de Educação Tecnológica de Bento Gonçalves (Cefet-BG) supervisionou todo o processo de instalação da Uned em Osório.

A primeira audiência pública sobre a escola técnica federal de Osório ocorreu no dia 16 de outubro de 2007 para a discussão sobre os cursos que seriam ofertados. Inicialmente, foram sugeridos os cursos Técnico em Edificações, Técnico em Hospitalidade e Turismo, Técnico em Destilados, Técnico em Design e Produção de Móveis e o Proeja – Ensino Médio Integrado a Educação Profissional na modalidade de Educação de Jovens e Adultos na área de Informática e Prestação de Serviços.

No dia 7 de dezembro de 2007, foi firmado o contrato com uma empresa de engenharia para elaboração do projeto arquitetônico, concluído em março de 2008. Em abril de 2008 foi aberta, então, a primeira licitação para a construção da escola. O edital precisou ser reaberto em julho e, em 15 de outubro, a empresa vencedora recebeu a ordem de serviço para a o início das obras.

A pedra fundamental foi lançada no dia 28 de outubro de 2008, com a presença de diversas autoridades. O professor Roberto Saouaya, que acompanhava a instalação da escola desde setembro de 2007, foi nomeado diretor-geral da unidade em novembro de 2008, ficando a frente da instituição até 2015.

A Lei Nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008, sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, criou 38 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs) no país. Atuando em todos os níveis e modalidades da educação profissional e tecnológica (ensino técnico, ensino médio integrado e cursos superiores de licenciatura e tecnologia), os IFs foram estruturados a partir dos Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets) e as Escolas Técnicas Federais, Agrotécnicas e Vinculadas às Universidades Federais. O projeto também transformou as Unidades de Ensino Descentralizadas (Uneds) em campus dos institutos.

No Estado, foram criados três Institutos: Farroupilha (IFF), Sul-Riograndense (IFSul) e Rio Grande do Sul (IFRS). Com sede da reitoria em Bento Gonçalves, o IFRS possui 17 campus. Além do Campus Osório, há instituições em Bento Gonçalves, Canoas, Caxias do Sul, Erechim, Farroupilha, Feliz, Ibirubá, Porto Alegre, Restinga (Porto Alegre), Rio Grande e Sertão e, em processo de implantação: Alvorada, Rolante, Vacaria, Veranópolis e Viamão

Por questões relativas à execução do projeto do Campus Osório, uma nova licitação foi lançada em maio de 2009. As obras foram retomadas no dia 7 de julho de 2010, com previsão de conclusão para o segundo semestre de 2012. As obras da nova sede contaram com orçamento de R$ 3,6 milhões, num total de . O total de 3.000 m² de área construída.

Em fevereiro de 2010 foi aberto o primeiro concurso para seleção de professores e, em maio, para técnico-administrativos. As aulas iniciaram em 2 de agosto, em sede provisória cedida pela prefeitura e reformada para receber os alunos, localizada na Rua Machado de Assis, 1456, no prédio onde funcionava a Escola Municipal Osvaldo Amaral.

Em 11 de março de 2013, os alunos foram recepcionados, na volta às aulas, na sede oficial do campus, localizada na rua Santos Dumont, 2127 – Bairro Albatroz. O Campus Osório oferece atualmente cursos técnicos de nível médio, nas modalidades Integrado ao Ensino Médio e Subsequente ao Ensino Médio, cursos superiores de Tecnologia e em Licenciatura, um curso EAD e um curso de Especialização. > Saiba mais na aba Cursos, na página inicial do site.

Estudam na escola em torno de 900 alunos nos turnos da manhã, tarde e da noite. O campus possui cerca de 100 servidores, entre professores e técnicos administrativos. Além das aulas, a escola desenvolve atividades de Pesquisa e Extensão junto aos alunos e à comunidade.

O Campus Osório atende toda a região do Litoral Norte, composta por 23 municípios, que somam mais de 300 mil habitantes. Seu objetivo é promover educação científica, tecnológica e humanística de qualidade, visando à formação de cidadãos críticos, conscientes e atuantes, competentes técnica e eticamente, comprometidos efetivamente com as transformações sociais, políticas, culturais e ambientais.

 

Fim do conteúdo