Início do conteúdo

Sobre o Campus Osório


Osório, município conhecido pelas suas belezas naturais e pelas torres eólicas que formam o maior parque de energia limpa da América Latina, se orgulha de também ser uma referência em Educação. Desde 2010, a cidade possui um campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) – instituição criada por meio da Lei Nº 11.892/2008, que instituiu 38 Institutos Federais no país.

O IFRS pode atuar em todos os níveis e modalidades da educação profissional e tecnológica (Ensino Médio Integrado, Ensino Técnico, Cursos Superiores de Tecnologia, Licenciaturas e Pós-Graduação). Na avaliação do Ministério da Educação, a instituição obteve nota 4 no Índice Geral dos Cursos (IGC).

O Campus Osório oferece atualmente dois cursos técnicos integrados ao ensino médio, três cursos técnicos subsequentes ao ensino médio, quatro cursos superiores e uma pós-graduação. Conta com cerca de 900 estudantes nos turnos da manhã, tarde e noite, oriundos de diversos municípios da região, entre os quais, Tramandaí, Imbé, Capão da Canoa, Maquiné, Santo Antônio da Patrulha e Cidreira.

Além das aulas, os estudantes participam de atividades extracurriculares, das áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão que contribuem para o desenvolvimento social da comunidade na qual o campus está inserido.

Osório

A cidade foi emancipada em 16 de dezembro de 1857, de Santo Antônio da Patrulha. Era chamada Conceição do Arroio, e, em 1934, passou a se a chamar Osório, em homenagem ao Marechal Manoel Luiz Osório. Tem limite com os municípios de Tramandaí, Cidreira e Capivari do Sul, ao sul, Maquiné, Caraá e Torres, ao norte, Imbé e Xangri-lá, a leste, e Santo Antônio da Patrulha, a oeste. O acesso é realizado pelas rodovidas BR-290 (FreeWay), BR-101, RST-101, RS-030 e RS-389 (Estrada do Mar).

Vista aérea de Osório. Foto: Prefeitura de Osório

Fim do conteúdo