Início do conteúdo

Ações de Extensão – Inscrições e Informações


 – Introdução à análise de dados com R

O curso “Introdução e análise de dados com R” tem o objetivo de apresentar aos discentes as principais potencialidades da linguagem de programação R para a análise de dados estruturados e não estruturados. Em função de seu caráter introdutório, serão apresentados conceitos básicos da linguagem, além dos principais pacotes e ferramentas por meio de aulas conceituais e de exemplos empíricos, auxiliando aos discentes na elaboração de documentos acadêmicos e empresariais. O curso ainda visa difundir entre o público-alvo a utilização de softwares livres.

Inscrições: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdb4iOtCTXLE_h5BXxL2hD_UbHfZJPWV5H4QmHyLr7ks2Lpsg/viewform

Período de inscrição no curso: a definir

Aulas: a definir

Horário das aulas: das 18h30min às 22h30min

Número de vagas: 24

Informações: bruno.miyamoto@feliz.ifrs.edu.br

 —————————————————————————————————————————————

Feliz em Movimento

O projeto Feliz em Movimento é um projeto que se destina à comunidade da Região do Vale do Caí e é composto por aulas semanais que ocorrem durante todo o ano (30/05 a 31/10) abrangendo diversos conteúdos relacionados à área da saúde. O projeto tem como principal meta levar um maior conhecimento sobre saúde e qualidade de vida para que, assim, os participantes consigam melhorar seu embasamento teórico, inserindo em sua prática diária os diversos assuntos abordados nas aulas.

As aulas serão ministradas nas quartas-feiras das 9h á 10h na sala (A1) pela professora Dra. Vivian Treichel Giesel.

Inscrições: Sala D2 ou pelo e-mail vivian.giesel@feliz.ifrs.edu.br

Para inscrição basta preencher formulário ( https://goo.gl/forms/69Gg86CmGj2TWmVr2, informar no e-mail ou pessoalmente o nome completo, telefone, e-mail e CPF

Número de vagas: não há limite

Coordenador: Vivian Treichel Giesel  – vivian.giesel@feliz.ifrs.edu.br)

—————————————————————————————————————————————

– Manejo de resíduos sólidos por meio de compostagem em escala reduzida

O projeto de extensão traz à tona os modos de ver e pensar o tratamento e a disposição dos resíduos sólidos urbanos e suas potencialidades ambientais, num projeto que propõe o desenvolvimento de ações compartilhadas com a comunidade acadêmica e externa da região do Vale do Rio Caí, RS, Brasil, à partir das demandas da sustentabilidade ambiental. Surge do interesse em proporcionar, aos educandos e aos membros da comunidade externa, uma aproximação com o meio ambiente e seus aspectos, bem como conteúdos sobre segregação, tratamento e disposição adequada de resíduos sólidos urbanos, especialmente a compostagem. Desta forma, o projeto tem por objetivo desenvolver ações extensionistas que promovam a sensibilização ambiental, de modo a ampliar a visibilidade dos impactos ambientais negativos gerados pela disposição incorreta dos resíduos. A metodologia será desenvolvida em escolas selecionadas por manifestação de interesse prévio ou indicadas pelo município, bem como na própria estrutura do IFRS – Campus Feliz, por meio da realização de oficinas e palestras, abrangendo aspectos econômicos, sociais e principalmente, ambientais, de forma a contribuir para o desenvolvimento sustentável. Entende-se que as ações de extensão também contribuem promovendo a sensibilização pessoal, de modo que os participantes possam se tornar membros mais engajados e comprometidos com a sociedade e com o ambiente.

Coordenador: Suyanne Angie Lunelli Bachmann (suyanne.bachmann@feliz.ifrs.edu.br)

—————————————————————————————————————————————

– Liberdade, Igualdade e Brasilidade: Os desafios da inclusão

O Projeto Liberdade, Igualdade e Brasilidade: os Desafios da Inclusão pretende dar voz aos excluídos: mulheres que sofrem caladas com a violência doméstica, mas que não constam nas estatísticas até que se tornem mais um número, vítimas de Feminicídio; aos adolescentes que pouco discutem sobre sexualidade e gênero, por vergonha ou falta de oportunidade; aos negros que sonham com oportunidades pessoais, educacionais e profissionais mas ainda vivem à margem da sociedade, que lhes nega seus direitos básicos;e aos deficientes físicos e mentais que, em pleno Século XXI, ainda sofrem preconceito. A ação ‘Da Violência Doméstica ao Feminicídio: o Vale do Caí em Dados’ vai levantar os números desta realidade e torná-los públicos, na esperança de que essas mulheres falem com sua própria voz; o ‘Curso de Educação Inclusiva Primeiros Passos’ visa capacitar profissionais aptos a acolher Pessoas com Necessidades Especiais em suas escolas, comunidades e sociedade, quebrando barreiras atitudinais e físicas, em nome da inclusão e do fim do preconceito. O ciclo de debates/palestras Papo de Inclusão tem por objetivo criar a oportunidade, para a comunidade em geral, de ouvir, refletir e interagir com profissionais de diferentes formações sobre políticas afirmativas. Somente é possível lutar pelos Direitos Humanos quando se conhece esses direitos: Liberdade e Igualdade são fundamentais para que o ser humano possa usufruir de sua plenitude como tal.

Coordenador: Ubaldininha da Costa Torres Luize (ubaldininha.luize@feliz.ifrs.edu.br)

—————————————————————————————————————————————

– Produção de cerveja artesanal

Sabe-se que a cultura cervejeira está associada com tradições germânicas. Desse modo, devido à imigração alemã na região do Campus Feliz, é expressiva a produção de cerveja artesanal por meio de cervejarias de pequena e média escalas, bem como a produção caseira por entusiastas. Assim, mostra-se interessante utilizar a estrutura e o corpo técnico do Campus Feliz para a capacitação e a transmissão de conhecimentos sobre a produção de cerveja artesanal. Desta forma, o projeto visa apresentar para as comunidades interna e externa, os aspectos teóricos e práticos da produção de cerveja artesanal através da oferta de oficinas práticas, capacitando os participantes para produzir cerveja artesanal em suas residências ou, eventualmente, despertar o caráter empreendedor e tornar-se uma fonte de renda. Além disso, será resgatada a história da indústria cervejeira na região, visando o mantimento e resgate do patrimônio cultural da região.

Coordenador: Matheus Felipe Pedrotti (matheusfelipepedrotti@gmail.com)

—————————————————————————————————————————————

– Aprendendo na prática: Química dos Metais

Aprender química de um jeito diferente, além da sala de aula, entrar num laboratório e entender que a química não é um bicho de sete cabeças, é um dos propósitos desse projeto. A iniciativa tem como objetivo promover ações educacionais, as quais visam contribuir na melhoria e qualidade do processo de ensino-aprendizagem, de alunos de escolas que não dispõe de laboratório para aulas práticas de química, como também para pessoas interessadas sobre o assunto. Propõe ações em nível de pesquisa (a base teórica do projeto), ensino (produção de material para educação presencial e a distância) e extensão (promoção de oficinas com experimentos de química), abordando, nessa edição do projeto, a química dos metais. Conceitos sobre ligações químicas, ligas metálicas, propriedades e processamento de metais e as reações de oxi-redução envolvidas no processo de corrosão dos metais serão explanados. São experimentos que tem como foco o entendimento de como os materiais metálicos, a ciência e a tecnologia fazem parte do nosso cotidiano. As atividades serão desenvolvidas no laboratório de química do campus Feliz e serão oferecidas para alunos de escolas da região. A oferta da oficina será feita de acordo com a faixa etária e/ou grau de instrução de cada grupo de alunos. Também será elaborado material para ser disponibilizado em uma plataforma digital de livre acesso para pessoas interessadas nos assuntos apresentados. Espera-se com esse projeto difundir conhecimento para pessoas além dos muros do IFRS como também servir como um meio de divulgação do Campus para a comunidade externa.

Coordenador: Cínthia Gabriely Zimmer (cinthia.zimmer@feliz.ifrs.edu.br)

—————————————————————————————————————————————

– A Nossa Voz

A escola, tradicionalmente, apresenta-se como local de reprodução de ideais estruturados de uma cultura patriarcal e essencialmente excludente. Entretanto, o espaço escolar pode ser utilizado de maneira a abalar tais ideais, tornando-se um lugar de enfrentamento e de possível contra-hegemonia para as discussões de gênero. Assim, a escola pode adquirir um caráter transformador dos sujeitos e da sua relação com a diversidade de gênero. A partir dessa ideia inicial, consideramos que combater desigualdades a fim de construir uma sociedade mais justa é uma demanda de primeira necessidade e que, por isso, deve se iniciar nos espaços educacionais. Pensando nisso, o presente projeto visa promover espaços de diálogo e construção coletiva de conhecimento, conscientização e mobilização acerca de questões relacionadas com às temáticas de gênero direitos humanos. A proposta constitui-se em um conjunto articulado de ações de extensão apoiadas nas ações já realizadas em 2017, através do projeto de extensão ‘A Nossa Voz: precisamos falar sobre feminismo’, estabelecendo-se como uma continuação desse, porém com um leque maior de atividades, possibilitando a realização de diferentes ações dentro da temática de gênero, sexualidade e direitos humanos, refletindo o que foi a realidade do projeto em 2017, visto que para muito além das oficinas nas escolas previamente planejadas no projeto, realizamos diversas ações voltadas para o público externo e que tiveram boa aceitação.

Coordenador: Camila de Azevedo Moura (camila.moura@feliz.ifrs.edu.br)

—————————————————————————————————————————————

– Fundamentos para iniciantes ao estudo de Física

O curso Pré-Física destina-se aos alunos iniciantes ao aprendizado de Física. Ele pode ser usado tanto para Ensino Fundamental (9° ano) e Ensino Médio como para Ensino Superior. O pré-Física tem como objetivo melhorar o aproveitamento dos alunos de Física I (mecânica), introduzindo alguns tópicos básicos de Matemática e Física. O curso é ministrado totalmente a distância usando o ambiente virtual de ensino e aprendizagem (AVEA) Moodle, apesar de não fazer parte da grade regular dos cursos de Ensino Médio e Graduação ele pode ser usado pelos docentes como auxiliar na introdução da disciplina ou como método avaliativo inicial, já que possui 5 simulados. Essas avaliações, inclusive, são usadas para conceder os certificados.

Coordenador: Fabricio da Silva Scheffer (fabricio.scheffer@feliz.ifrs.br)

—————————————————————————————————————————————

– Ceramicando na escola 2018

O projeto de extensão traz à tona os modos de ver e pensar a cerâmica e sua potencialidade educativa, numa proposta para o desenvolvimento de ações compartilhadas com as escolas da região do Rio Caí, RS, Brasil, atendidas no ano de 2016, e que requerem a continuidade. O interesse reverbera em proporcionar aos educandos uma aproximação com a cerâmica, de modo a viabilizar na prática, a realização de todo o processo técnico cerâmico no próprio espaço das escolas. A modelagem, a secagem, o preparo da peça para a queima e a realização desta, inspiram experimentações em métodos alternativos. A abordagem educacional referente à inclusão das relações étnico-raciais africana e indígena, no currículo escolar, abarca conteúdos da história e da arte, especialmente no que tange a implementação da Lei No 11.645/2008. Desse modo, o projeto tem por objetivo dar continuidade ao desenvolvimento ações extensionistas que promovam a visibilidade da cerâmica contextualizando abordagens curriculares da educação para as relações étnico-raciais, com os alunos da educação básica, por meio de ações que proporcionem experiências no campo da cerâmica, ampliando o conhecimento sobre a formação intercultural do povo brasileiro. A metodologia da proposição estético-pedagógica se desenvolve nas oficinas, palestras e exposições, no espaço das escolas e do IFRS – Campus Feliz. A cultura cerâmica e sua potencialidade educativa oportuniza uma experiência perceptiva singular e sensível aos participantes, viabiliza a produção cerâmica no espaço das escolas e contribui para o reconhecimento da responsabilidade social e da interculturalidade que constitui o povo brasileiro.

Coordenador: Viviane Diehl (viviane.diehl@feliz.ifrs.edu.br)

—————————————————————————————————————————————

– Artistando 2018

O projeto “Artistando” alia arte, artesanato e design, com atenção estética, criativa e produtiva, de modo a contemplar o desenvolvimento sustentável e a integração com aos arranjos produtivos locais, sociais e culturais. O reconhecimento da formação intercultural do povo brasileiro proporciona problematizações no âmbito da cultura, especialmente, da cultura material. A proposta surge do interesse em ampliar as ações extensionistas para mais áreas do contexto das artes plásticas, para uma educação que desperte a curiosidade, abandonando as obviedades na produção do conhecimento. Sendo assim, o objetivo do projeto é promover modos de pensar a interculturalidade, problematizando aspectos da arte, do artesanato e do design, por meio de ações para instigar o processo de criação inventiva, oportunizar vivências teóricas e práticas, técnicas e artísticas, cujas experiências construídas e compartilhadas significativamente, educam para a vida. Visitas técnicas, exposições e oficinas integram o contexto metodológico, no qual compreendemos a proposição e a participação nas ações desenvolvidas com os participantes da comunidade, como geradoras de conhecimento. As oficinas movimentam as experimentações para uma interação compartilhada, operada com a arte, o artesanato e o design, na proposição estético-pedagógica, que pode qualificar a geração de trabalho e renda. Esta proposta revisita a cultura e o envolvimento com formas de expressão e produção material, para além do que é vivido cotidianamente. Portanto, o participante vivencia experiências nos campos da arte, do artesanato e do design, amplia o saber fazer contextualizado e estabelece relações e significações para o reconhecimento intercultural.

Coordenador: Viviane Diehl (viviane.diehl@feliz.ifrs.edu.br)

—————————————————————————————————————————————

– Revisão de Física para o ENEM

O projeto visa a organização e desenvolvimento de um curso de revisão destinado, principalmente, aos alunos interessados em revisar os conteúdos de Física para processos seletivos como o ENEM e vestibulares. Serão oferecidas videoaulas de Física e materiais de apoio como apostilas, testes de aula e fichas-resumo de revisão dos conteúdos de Física do Ensino Médio. Ao final de cada unidade será ofertado um simulado avaliativo. O curso será organizado em 17 unidades, que abrangem os conteúdos de Mecânica, Gravitação, Ondas, Termodinâmica, Eletromagnetismo, Óptica e Física Moderna. As videoaulas e materiais serão produzidos e publicados no Moodle. O curso é ministrado totalmente a distância usando o ambiente virtual de ensino e aprendizagem (AVEA) Moodle. As avaliações, inclusive, serão usadas para conceder os certificados.

Coordenador: Fabricio da Silva Scheffer (fabricio.scheffer@feliz.ifrs.br)

—————————————————————————————————————————————

– Português para estrangeiros

A presente proposta objetiva oferecer um curso de português para estrangeiros, com foco especial nos refugiados e imigrantes que moram na região de Feliz. Nos últimos anos, tem-se testemunhado um aumento na quantidade de imigrantes que vem ao Brasil, em especial à região da Serra Gaúcha, em busca de oportunidades de trabalho. De maneira geral, pode-se afirmar que essas comunidades não tem recebido a devida atenção por partes dos órgãos governamentais. Dentro das ações possíveis para melhorar o acolhimento a essa população, destaca-se o ensino da língua portuguesa, passo fundamental para a inserção digna da mesma na comunidade. O projeto pretende oferecer um curso de português com metodologias específicas para esse público. Além disso, espera-se contar com a participação dos alunos do curso de Licenciatura em Letras como bolsistas do projeto, capacitando-os no ensino de língua estrangeira e na elaboração de materiais didáticos.

Coordenador: Elisa Marchioro Stumpf (elisa.stumpf@feliz.ifrs.edu.br)

—————————————————————————————————————————————

– I Seminário de Gestão Escolar: desafios, vivências e possibilidades

A gestão escolar tem sido um tema recorrente no que tange ao processo de organização da escola enquanto um espaço democrático e criativo. Diante disso, o curso de Especialização em Gestão Escolar do Instituto Federal do Rio Grande do Sul – Campus Feliz, propõe o I Seminário de Gestão Escolar: desafios, vivências e possibilidades, numa tentativa de articular os saberes empíricos com os saberes acadêmicos, aproximando a instituição dos espaços escolares em prol de uma práxis educativa significativa. Neste contexto, o seminário proposto contemplará a explanação de vivências cotidianas de gestores escolares em atuação nos ambientes educativos localizados no Vale do Caí, bem como possibilitará a apresentação de pesquisas realizadas por egressos do próprio curso, inter-relacionando os processos de ensino, pesquisa e extensão.

Coordenador: Edson Carpes Camargo (edson.camargo@bento.ifrs.edu.br)

—————————————————————————————————————————————

– Contação de histórias 2018

O projeto consiste em realizar oficinas de contação de histórias para o público visitante da Feira do Livro da cidade de Feliz, composto em grande parte por alunos das escolas da região. Essa ação tem três objetivos. O primeiro é divulgar, na comunidade local, o curso de Licenciatura em Letras – Português/Inglês bem como o próprio Instituto, através de materiais impressos, bem como caracterização do espaço destinado ao Instituto no local da feira. O segundo objetivo é oferecer a oportunidade aos alunos do curso para colocar em prática conceitos e competências trabalhados em diversos componentes curriculares, especialmente no que diz respeito às formas de dinamização da leitura de textos literários. Por fim, busca-se também mobilizar os alunos para a importância do incentivo à leitura nos anos iniciais de escolarização na formação de leitores.

Coordenador: Elisa Marchioro Stumpf (elisa.stumpf@feliz.ifrs.edu.br)

—————————————————————————————————————————————

– Palestra: Ideologia De Gênero Versus Educação Para O Gênero: Dissidências E Estratégias

A presente proposta trata-se de um evento de caráter de formativo voltado para um público que possua diálogo com a Educação e que tenha interesse de adentrar ou aprofundar o debate sobre os conceitos de gênero e sexualidade, tendo em vista que esse é um debate muito contemporâneo e necessário atualmente na educação. Será realizada palestra intitulada “Ideologia de Gênero X Educação para o Gênero: Dissidências e Estratégias”, a ser ministrada pela Doutoranda em Educação pela UFRGS, Daniela Connegatti. Esta proposta de comunicação oral tem por objetivo apresentar as atuais discussões sobre os conceitos de gênero e sexualidade de forma interseccional, conversando também com a questão da raça e da classe social, situando-as no campo da educação – e para além dela. Com efeito, a nomeada “Ideologia de Gênero” é discutida à luz dos referidos conceitos, visando à desmistificação desta narrativa. Assim, ao final da apresentação, busca-se discutir estratégias da educação para que as questões de gêneros, sexualidades, raça/etnia e demais tópicos afins sejam abordados em sala de aula e reverberem para fora dela, tendo em vista o clima atual de perseguição à professoras/es que se propõem a discutir estes assuntos, instituído principalmente pelas narrativas da “Ideologia de Gênero”.

Coordenador: Camila de Azevedo Moura (camila.moura@feliz.ifrs.edu.br)

—————————————————————————————————————————————

– Clube de Astronomia EaD

A proposta visa oferecer o clube de astronomia no Campus Feliz no formato EaD. O início das atividades do clube de astronomia no campus Feliz remonta ao ano de 2016, o clube tem o objetivo de oferecer aos estudantes a oportunidade de revisitar tópicos de astronomia, utilizando dos recursos de gamification (jogos, ranking, itens escondidos, etc..) para estimular a interação com os usuários. Serão desenvolvidos os conteúdos como missões a serem cumpridas, as atividades buscam estimular um maior interesse pela ciência.

Coordenador: Fabricio da Silva Scheffer (fabricio.scheffer@feliz.ifrs.br)

 

 

Fim do conteúdo