Início do conteúdo

Fluxo Contínuo


É a modalidade de atividade de extensão universitária que visa aplicação e socialização para a comunidade interna e externa, com práticas e descobertas científicas, realização de ações como: projetos, cursos, palestras, prestação de serviços e treinamentos de média e longa duração.

 

Ações de 2021

Cultura Surda E Língua Brasileira de Sinais

Coordenadora: Marlova Elizabete Balke

Resumo da Proposta: O curso de Educação à Distância sobre a cultura surda, tem como escopo oferecer aos cursistas conhecimentos básicos acerca da surdez, da cultura da comunidade surda, das identidades surdas e da
Língua Brasileira de Sinais, pois este tema está cada dia mais presente na vida das pessoas e com a expansão das políticas públicas inclusivas cada vez mais será necessário mudanças no nosso olhar para com o outro diferente. O curso utiliza como como base materiais coletados em diferentes plataformas, contribuições de autores e pesquisadores da área, além de vídeos produzidos pela TV INES (Instituto Nacional de Educação de Surdos). O curso que é ofertado EaD, está dividido em seis aulas, em que foi definido por módulo, totalizando desta forma 20 horas. Em cada módulo apresenta-se textos sobre o tema abordado, como também em alguns apresenta-se vídeos para aprofundamento do tema e prática da Língua. Após o estudo do material disponibilizado em cada modulo, ao final do curso EaD será disponibilizada uma avaliação final.

 

Curso de Matemática Financeira

Coordenadora: Marlova Elizabete Balke

Resumo da Proposta: O curso tem como escopo Capacitar os estudantes para utilizar a matemática financeira em operações no seu cotidiano, pois este tema está cada dia mais presente na vida das pessoas tornando-se um
instrumento importante para tomada de decisões. Ele utiliza como base o material ‘Matemática Financeira’, produzido pela professora Regiane Janaina Silva de Menezes, para a Rede e-Tec Brasil. O curso é dividido em 5 unidades, totalizando 60 horas. No texto disponível em cada unidade materiais complementares de livros didáticos. Para cada aula, o cursista encontrará atividades de aprendizagem que auxiliarão na reflexão sobre o conteúdo visto. Após realizar todas atividades de aprendizagem, uma avaliação final será disponibilizada. Para aprovação no curso, você deverá obter aproveitamento igual ou superior a 70% nesta avaliação final.

 

Curso de Inkscape – Nível Iniciante

Coordenadora: Priscila Gil Wagner

Resumo da Proposta: O projeto consiste em um curso aberto online e massivo (MOOC) do software Inkscape, em nível iniciante, na modalidade EaD, sem tutoria. O inkscape é um software de desenho vetorial livre e gratuito, com
funcionalidades muito semelhantes aos dos softwares Adobe Illustrator, Corel Draw, Freehand ou Xara X. Além disso é considerado multiplataforma, ou seja, pode ser executado no Windows, Mac OS X e distribuições Linux. o software possui muitas funcionalidades, como a criação de objetos utilizando-se de ferramentas de desenho livre, caneta e caligrafia ou de formas pré definidas como retângulos, elipses, círculos e espirais, além disso, permite a manipulação destes objetos como mover, rotacionar, dimensionar e inclinar, podendo ser de maneira livre ou aplicando valores numéricos exatos. Permite, também, agrupamentos, separação de camadas e comandos de alinhamento e distribuição destes objetos. Desse modo o curso pretende introduzir o estudante nas funcionalidades do Inkscape para que ele consiga ter noção de como operar um software de desenho vetorial.

 

Evento IFRS Fashion Memórias

Coordenadora: Priscila Gil Wagner

Resumo da Proposta: Como centralidade na apresentação de mudanças na moda e tendências podemos destacar os Desfiles de Moda. Os desfiles comunicam e apresentam aos profissionais, estudantes, consumidores e público em
geral as mudanças que estão surgindo no cenário do vestuário. Dentre tantas formas de desfile podemos destacar os desfiles clássicos, cuja centralidade da ação permeia as peças confeccionadas no período de planejamento de coleção que posteriormente serão vendidas nas lojas. Contudo, há diversas formas de desfiles e um rigoroso caminho para executá-los, bem como o envolvimento de muitos profissionais: designers, maquiadores, cabeleireiros, personal stylist, decoradores, técnicos de áudio, etc. Pensando nessas diversas formas de desfile, os desfiles educacionais surgem nesse cenário, apresentando ao mercado novos profissionais, novas formas de execução de peças e diferentes processos, produtivos e criativos. Nesse cenário, surge o IFRS Fashion – O desfile de moda dos cursos da área de Moda e Vestuário do IFRS Campus Erechim. Devido a pandemia os desfiles de 2020 não foram realizados, por
esse motivo realizou-se um vídeo que conta a história de nossos desfiles. O evento será para apresentar,
à comunidade, o documentário IFRS Fashion Memórias.

 

Debate sobre os desafios das empresas da região norte do RS

Coordenadora: Catia Santin Zanchett Battiston

Resumo da Proposta: Este evento tem por objetivo proporcionar um debate entre líderes de grupos de pesquisa, pesquisadores, agente de inovação e e servidores do IFRS com a AMAU, Agência de Desenvolvimento, Setores diversos, representantes políticos e Incubadora de Erechim sobre o cenário atual das empresas bem como suas
demandas de pesquisa. Obtendo-se assim dados reais, no contexto pandêmico atual visando contribuir com futuros projetos que serão desenvolvidos em 2021 e 2022.

 

Alimentando-se contra o Câncer

Coordenadora: Fernanda Elisa de Oliveira Venturini

Resumo da Proposta: A palavra câncer na atualidade, lamentavelmente, está nas capas das revistas, artigos e noticiários, e se trata de é um termo utilizado para diferentes tipos de doenças malígnas, e que causa, de forma genérica, um crescimento desordenado de células que invadem tecidos e/ou órgãos. Os índices de câncer são crescentes, existem vários fatores que afetam essa situação, dentre eles a alimentação, atividade física, fatores psicoemocionais e genéticos, este último representa apenas 10% . A alimentação cotidiana das famílias vem há algumas décadas em um aumento crescente de produtos industrializados, com diversos aditivos sintéticos que servem, principalmente para os processos de conservação dos alimentos que atravessam longas distâncias da produção ao consumo. Neste sentido, a proposta tem como objetivo promover a reflexão sobre os hábitos e práticas alimentares, tendo em vista os fatores que influenciam no desenvolvimento do câncer aliando a dimensão
psicoemocional. Os projeto terá uma duração de quatro meses, serão realizadas atividades em formato de oficinas,
conduzidas por profissionais capacitados para o tema, e serão realizados encontros virtuais utilizando plataformas de webconferência. O projeto atenderá mulheres rurais e urbanas, entre 20 e 70 anos. Com este projeto espera-se trazer reflexão sobre a alimentação do cotidiano das famílias, assim como o comportamento e cuidado para com consigo, buscando assim tomada de consciência alimentar e comportamental através da participação nas atividades.

 

Implantação da Feira Virtual em Ibirubá-RS

Coordenador: Ernani Gottardo

Resumo da Proposta: A presente proposta tem como objetivo dar continuidade ao desenvolvimento do ambiente de comércio eletrônico Feira Virtual desenvolvido no campus Erechim do IFRS e já em funcionamento na Central de
Cooperativas (CECAFES). Nesta etapa, pretende-se ampliar o alcançe da Feira Virtual para a Coopeagri – Cooperativa de Pequenos Agropecuaristas de Ibirubá LTDA do município de Ibirubá-RS. Para atender às demandas desta expansão o Campus Ibirubá do IFRS irá atuar em parceira com o Campus Erechim. Esta atuação conjunta dos Campus permitirá atender às necessidades iniciais da Coopeagri para implantação da Feira Virtual em Ibirubá-RS e também viabilizará o contínuo desenvolvimento de novas funcionalidades e aprimoramentos na plataforma de comércio eletrônico Feira Virtual já existente.

 

Agricultura familiar: apoio para gestão em pontos de venda

Coordenador: Sidnei Dal Agnol

Resumo da Proposta: Promover mudanças em pontos de venda de cooperativas da agricultura familiar, partindo de indicadores levantados por diagnóstico já realizado junto às seguintes cooperativas: Cooperativa De Laticínios
Ibiaçaense Ltda, Cooperativa de Produção e Consumo Familiar Nossa Terra Ltda, Cooperativa dos
Pequenos Agropecuaristas de Erval Grande Ltda. Projeto será executado por servidores públicos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul- IFRS, estudantes, e com o apoio da Emater/RS – Ascar. Estão previstas atividades para melhorias dos pontos de venda das cooperativas, essas ações serão realizadas conforme forem surgindo as condições mais adequadas. Segundo informações obtidas por diagnóstico, as cooperativas possuem pontos de vendas que apresentam dificuldades variadas, que dificultam o seu crescimento e em alguns casos põe em risco sua viabilidade. Participarão no primeiro momento professores de várias áreas do conhecimentos, formando um grupo multidisciplinar que atuará dentro das possibilidades existentes em cada período, respeitando as limitações impostas pela pandemia de Covid-19. Posteriormente será oportunizado a participação de estudantes que tenham interesse no tema, assim como outros colaboradores.

 

Palestra: Perspectivas do ‘Ser Mulher’

Coordenadora: Camila Carmona Dias

Resumo da Proposta: O referido evento objetiva despertar a reflexão sobre as relações de gênero, de forma a promover a verdadeira inclusão, questionar o machismo e suas formas de opressão nas relações de gênero e
valorizar a diversidade cultural nas relações estabelecidas nas instituições. Para tanto será desenvolvido um debate entre quatro palestrantes que tratarão sobre o ‘Ser Mulher’ na sociedade contemporânea. Assim, pretende-se com esse evento fomentar debates e projetar soluções para as temáticas de gênero, na tentativa de humanizar as relações que permeiam nosso cotidiano.

 

Libras- Que língua é essa?

Coordenadora: Silvia Salete Remos

Resumo da Proposta: A Língua brasileira de Sinais- LIBRAS oficializada no Brasil pela Lei 10.436 de 24 de abril de 2002, é a Língua utilizada pela comunidade surda para comunicação entre surdos e surdos e surdos e ouvintes. Os surdos usuários desta língua frequentam diferentes espaços da sociedade e devem ter seu direito linguístico respeitado, desse modo evidencia-se a necessidade do uso e difusão dessa língua para efetiva
inclusão dos sujeitos surdos. Sendo assim, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus Erechim, prevê a realização de atividades com objetivo de promover o uso e a difusão desta Língua tanto para alunos do campus quanto para a comunidade externa ao IFRS.

 

Programa Compartilhando saberes docentes: desafios e perspectivas da educação escolar

Coordenador: Ivan Carlos Bagnara

Resumo da Proposta: A educação escolar, na contemporaneidade, deve ser concebida sob o prisma sociocultural e como algo que, por influenciar diretamente na realidade do mundo e na vida das pessoas, necessita ser
problematizada de forma multidimensional considerando que na contemporaneidade as sociedades são plurais e heterogêneas. Nesse sentido, este projeto objetiva desenvolver debates e problematizações acerca de temáticas contemporâneas vinculadas à educação escolar; estimular a reflexividade acerca de assuntos fundamentais para o aprimoramento dos processos didático-pedagógicos escolares e contribuir para melhorar a compreensão de elementos relacionados à educação escolar numa perspectiva política (responsabilidade social da escola e da educação escolar). Do ponto de vista metodológico, as ações serão desenvolvidas de maneira online, considerando o atual contexto pandêmico. No início do programa, juntamente com alguns participantes, temas serão selecionados, os quais nortearão a realização dos debates e estudos, articulando-os com as distintas realidades vivenciadas pelos participantes. Espera-se que a participação no projeto auxilie os professores participantes a melhor compreender as relações entre a educação escolar e a constituição de uma sociedade republicana e democrática pautada, nesse sentido, pela justiça social.

 

Qualificar Profissional

Coordenador: Everton Farina

Resumo da Proposta: A proposta se resume a um projeto de Treinamento/Qualificação de pessoas do município e região que necessitam retornar ao mercado de trabalho ou mesmo que buscam o primeiro emprego. O projeto é a
construção de atividades específicas, elaboradas a partir de necessidades identificadas por meio de uma pesquisa junto as empresas pertencentes ao Grupo de RH, vinculado a ACCIE, realizada pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico. As atividades visão exatamente a iniciação, o aperfeiçoamento e a capacitação profissional dessas pessoas, em parceria com o IFRS Campus Erechim/RS, para que com esse novo conhecimento, superem os desafios do retorno ao mercado de trabalho. A disseminação do conhecimento nas áreas de maior necessidade das empresas, mostrando à comunidade regional as oportunidades e o treinamento estabelece uma ponte entre a necessidade e as oportunidades, contribuído para a inserção deles no mercado; de maneira análoga, promover uma nova forma de pensar nas oportunidades, na maneira como o “gerir os recursos” pode impactar em uma organização, nos seus
colaboradores, na sociedade e no meio ambiente. Sendo assim, conforme elucidado acima, pretende-se chegar ao resultado esperado através da realização de palestras e oficinas no município de Erechim-RS, onde se situam, respectivamente, o IFRS e a empresa parceira.

 

Curso Compartilhando saberes docentes: A BNCC em debate

Coordenador: Ivan Carlos Bagnara

Resumo da Proposta: Nos últimos anos, as políticas públicas educacionais têm ganhado destaque no contexto das discussões educacionais no Brasil, principalmente com o advento da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Nesse sentido, este curso objetiva desenvolver debates e problematizações acerca da BNCC e seus possíveis
desdobramentos para os processos didático-pedagógicos na educação básica. Metodologicamente, o curso será desenvolvido de maneira virtual, com transmissão pelo YouTube e interação entre os participantes pelo chat, debatendo entre si e enviando questionamentos aos palestrantes. Espera-se que com o desenvolvimento do curso, os participantes possam compreender melhor as possibilidades que a BNCC pode proporcionar para o desenvolvimento dos processos educativos escolares.

 

Feira Virtual: Compre e Doe

Coordenador: Sidnei Dal Agnol

Resumo da Proposta: Atendendo uma demanda da Cooperativa Central de Comercialização da Agricultura Familiar de Economia Solidária – CECAFES de Erechim, o projeto irá estruturar e manter em funcionamento um site que viabiliza doações de alimentos de qualquer parte do mundo, buscando contribuir para o combate à fome. Os alimentos serão repassados aos beneficiários após os doadores entrarem no site e escolherem das três opções de cestas disponíveis no site, essas cestas possuem valores diferenciados, os tipos de alimentos são definidos pelas instituições que atendem o público necessitado e são produzidos por famílias da agricultura familiar associadas a uma cooperativa singular. Toda a logística de organização e entrega é realizado pela CECAFES, assim como o controle e prestação de contas dos valores recebidos. O Instituto Federal através do projeto, criou o sistema e irá manter a parte técnica conforme necessidades apontadas pela CECAFES, também irá realizar orientações e apoiar
na divulgação do projeto, para potencializar os resultados.

 

Palestra: ‘Pare! LGBTfobia?’

Coordenadora: Camila Carmona Dias

Resumo da Proposta: O referido evento objetiva despertar a reflexão sobre as relações de gênero, de forma a promover a verdadeira inclusão, questionar o machismo e suas formas de opressão nas relações de gênero e
valorizar a diversidade cultural nas relações estabelecidas nas instituições. Para tanto será desenvolvido
uma palestra que abordará a temática de LGBTfobia. Assim, pretende-se com esse evento fomentar debates e projetar soluções para as temáticas de gênero, na tentativa de humanizar as relações que permeiam nosso cotidiano.

 

Curso Educação Física escolar: a multidimensionalidade dos conhecimentos como elemento central

Coordenador: Ivan Carlos Bagnara

Resumo da Proposta: A Educação Física Escolar (EFE), na contemporaneidade, tem sido concebida como uma disciplina que possui saberes a ensinar e conhecimentos específicos a produzir. Os referenciais curriculares (BNCC e
Referencial Curricular Gaúcho – RCG) apontam para esse prisma. No entanto, há evidências (teóricas e práticas) de que os professores que atuam com a EFE atualmente têm encontrando dificuldades para pensar e desenvolver a disciplina nesta nova perspectiva, motivo pelo qual propõe-se esta ação. Assim, objetiva-se, de maneira geral, desenvolver debates e problematizações acerca da EFE enquanto uma disciplina escolar responsável pela produção de saberes específicos e multidimensionais, tensionando-a com os marcos legais (BNCC e RCG) e com a literatura da área. Poderão participar docentes com formação em Educação Física (EF) que atuam em escolas públicas e particulares, bem como acadêmicos do curso de Licenciatura em EF, preferencialmente no último ano de graduação. Assim, para o desenvolvimento desta ação, serão realizados três encontros mensais, durante os meses de agosto a
outubro de 2021, para apresentação, discussão e debates de temas específicos e, por fim, a realização de sistematizações teóricas, com produção textual dos participantes acerca dos elementos tematizados ao longo do curso. Espera-se que ao final, os participantes desenvolvam maior clareza acerca dos elementos que permeiam a EFE e a produção de conhecimentos multidimensionais, contribuindo para a elaboração e desenvolvimento de projetos educativos articulados com os referencias curriculares da área. Além disso, há boas perspectivas para a publicação de produções teóricas provenientes da colaboração entre os participantes e coordenação da ação.

 

Núcleo de Arte e Cultura (NAC) do IFRS – Campus Erechim em Ação

Coordenadora: Andreia Mesacasa

Resumo da Proposta: O Núcleo de Arte e Cultura (NAC) do IFRS – Campus Erechim, vigente no campus desde a instauração da Portaria nº 127, 01/6/2021, tem como finalidade promover o desenvolvimento da Arte e da Cultura
no âmbito da instituição e das comunidades de abrangência do campus, principalmente do município de Erechim (onde a instituição está localizada). Portanto, o presente projeto vem ao encontro das diretrizes da Política de Arte e Cultura da Instituição, ao propor ações artístico/culturais construídas a partir dos principais eixos dessa política: democratização e liberdade de expressão, criação e fruição; linguagens artísticas; formação continuada, qualificação e atualização; memória e Patrimônio, indissociabilidade ensino, pesquisa e extensão; infraestrutura e evento, e responsabilidade Institucional. A metodologia utilizada em todas ações propostas contemplam os seguintes momentos: preparação das ações/atividades, produção de material publicitário; divulgação nos diversos veículos de comunicação, realização das ações; avaliação e produção de material para socialização. Essas ações como oficinas,
mostras artístico/culturais, apresentações em eventos, etc, irão oportunizar o desenvolvimento intelectual e artístico-cultural, fundamental para a construção do conhecimento e da consciência crítica dos participantes, vindo também a contribuir para a integração da comunidade interna e externa.

 

Ações de anos anteriores:

 

Última atualização em 15/07/2021

Fim do conteúdo