Pular para o conteúdo
Logo do IF

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Início da navegação
IFRSMarca do Instituto Federal do Rio Grande do Sul
Espaço do Estudante
Espaço do Servidor
 Esconder/Mostrar Menu Fim da navegação
Início do conteúdo

Incubadora do campus desenvolve sistema para identificar produtos de cooperativa de agricultores


Estudantes e professores do projeto Incubadora de Redes e Empreendimentos Solidários do Campus Osório encerraram as atividades do ano de 2018 com a apresentação dos trabalhos desenvolvidos para Cooperativa Mista de Agricultores Familiares de Itati, Terra de Areia e Três Forquilhas (Coomafitt). O foco foi a implementação da primeira fase de um sistema que permitirá aos consumidores dos produtos da cooperativa incubada identificar, pelo celular, a origem do alimentos que estão na sua mesa.

A apresentação do  protótipo de aplicativo ocorreu na sede da Coomafitt, no município de Itati, em 18 de dezembro. O trabalho foi resultado dos quatro meses iniciais de incubação e extensão, onde se procurou atender a prioridade da cooperativa que contribui para a produção de alimentos e renda de 230 famílias da região: ampliar sua comercialização frente a diminuição das compras públicas de produtos da agricultura familiar.  

Além de orientações de gestão e organização, o foco da equipe do campus foi criar o sistema informatizado para atendimento da nova norma que exige a identificação da origem do alimento comercializado. Estudos e trabalhos exigidos em sala de aula foram aplicados para interpretar a legislação, realizar a coleta dados da propriedade junto às famílias de agricultores e, por fim, desenvolver o leitor de QRCode que permitirá aos consumidores obter a informação de onde e por quem o alimento foi produzido.

O primeiro item cadastrado foi a banana orgânica. Progressivamente, a cooperativa poderá incluir novos produtos e produtores, assim como aumentar seu banco de informações e imagens dos produtores, estreitando a relação com os consumidores. Para 2019, uma das pretensões da incubadora é buscar parcerias no curso de superior de Análise e Desenvolvimento de Sistemas para produzir uma nova versão mais automatizada do sistema.

Também foram apresentados à Cooperativa os trabalhos dos estudantes elaborados como requisitos de formação para as disciplinas Arranjos Produtivos Locais, Cooperativismo e Economia. Estas produções, que foram bem avaliadas pelos professores, deverão ser aprimoradas e poderão servir como material de apresentação da cooperativa e de formação para os associados.

Bruno Engel Justin, vice-presidente da Coomafitt, se diz muito satisfeito com os resultados obtidos através da parceria com o Campus Osório: “A aproximação da universidade com as organizações que estão ao redor reforça seu papel de transformar a sociedade pelo conhecimento. Todo o conjunto de assuntos debatidos nos nossos encontros estão em consonância com os objetivos da cooperativa e servem para ampliarmos nossa atuação. Em poucos meses, já nos foi entregue o serviço de rastreabilidade dos produtos que, além de ser primordial para adequação às exigências da nova legislação, também reforça a confiança dos nossos compradores”, explica.

Os professores envolvidos no projeto consideram a Incubadora um salto de qualidade para o processo de aprendizado e de suma importância para a missão do IFRS. “Além de educar e formar estudantes, o Instituto Federal também pode contribuir com a melhoria da qualidade de vida das comunidades e o desenvolvimento sustentável do Litoral Norte. É a indissociabilidade do Ensino, da Pesquisa e da Extensão produzindo tecnologias sociais e mostrando a importância de uma instituição de ensino pública e gratuita”, definiu o coordenador do projeto, professor Sérgio Kapron.

 

Sobre o projeto

A equipe da Incubadora de Redes e Empreendimentos Solidários é composta por professores e estudantes dos cursos Tecnologia em Processos Gerenciais, de nível superior, Técnico em Administração e Técnico em Informática, ambos da modalidade Integrado ao Ensino Médio. Dois estudantes bolsistas e quatro voluntários aliaram trabalho de campo e produção aos aprendizados de sala de aula, gerando de conhecimentos relevantes para a comunidade local.

O objetivo do grupo é atender as necessidades pontuais apresentadas pelas organizações selecionadas via edital para participar do projeto de incubação: a Cooperativa Mista de Agricultores Familiares de Itati, Terra de Areia e Três Forquilhas (Coomafitt) e a Cecobe Cooperativa – Central de Coleta e Beneficiamento -, de Torres.

A assinatura dos Termos de Compromisso de Incubação ocorreu no mês de setembro do ano passado, dando  início aos trabalhos de acompanhamento que serão desenvolvidos durante 10 meses por meio do sistema de incubação externa.

 

Membros da incubadora apresentaram soluções à cooperativa


Fim do conteúdo
Início do rodapé Fim do rodapé